Infinitivo, Particípio, Gerúndio, Voz Ativa e Voz Passiva no Estudo do Verbo


Infinitivo, Particípio, Gerúndio

Infinitivo, Particípio e Gerúndio são as formas nominais do verbo. Isso significa que é um estado do verbo em que ele se comporta, simultaneamente, como nome – adjetivo – e como verbo.

Infinitivo
Para entender o que é o infinitivo de um verbo, basta pensar que esse é o nome dele, ou seja, como o chamamos. É o verbo em sua forma neutra, sem estar conjugado.
É caracterizado por terminar em -ar, -er, -ir ou -or. É essa finalização que nos indicará a qual conjugação pertence o verbo:

Primeira conjugação: verbos terminados em -ar.
Segunda conjugação: verbos terminados em -er ou or.
Terceira conjugação: verbos terminados em -ir.

Exemplos: amar, cantar, nascer, sorrir, fazer, compor.

Particípio
O particípio se caracteriza por indicar uma ação que ocorreu no passado.
É marcado pelas terminações em -ado e -ido. Os verbos da primeira conjugação possuem a forma -ado e os da segunda e terceira conjugação são terminados em -ido.

Exemplos: cantar – cantado, beber – bebido, sentir – sentido.

E eles vêm acompanhado de um verbo auxiliar: tinha cantado, tínhamos bebido – havia sentido.

Gerúndio
É um uma forma verbal que dá ideia de continuidade. É marcado pela terminação em -ndo.

Exemplo: cantando, bebendo, sorrindo.

Voz verbal
A voz verbal nos indica se sujeito da oração participa de forma ativa de uma ação, isto é, ela nos mostra se o sujeito executa ou sofre uma ação.

Voz Ativa
Verbos na voz ativa indicam que o sujeito é agente, ou seja, ele realiza a ação.
Exemplo: o Sol derreteu a neve.
Perceba que o sujeito – Sol – realizou a ação de derreter a neve.

Voz Passiva
Já verbos na voz passiva indicam um sujeito paciente, aquele que sofre a ação.
Exemplo: A neve foi derretida pelo Sol.
O sujeito – neve – sofre a ação de ser derretida, configurando um verbo na voz passiva.