Pretérito Perfeito, Imperfeito, Mais-que-perfeito e Composto; Tempo Futuro e Futuro Composto


Pretérito Perfeito, Imperfeito, Mais-que-perfeito e Composto

Passado e futuro são ideias bastante consolidadas na mente das pessoas. O passado é aquilo que já passou, que já aconteceu. O futuro remete aquilo que ainda irá acontecer.

Da mesma forma que um fato pode ter ocorrido em um momento específico, o passado pode demandar formulações verbais que caracterizem um ato contínuo durante um determinado período, assim como é preciso que haja formas de descrever como um tempo passado se refere a outro tempo passado.

Por essa razão, os tempos verbais são apresentados sobre formas diversas, muito além do presente, do passado e do futuro e do modo indicativo.

O tema em questão são os tempos verbais no indicativo e o que cada um deles representa no sentido de contextualizar uma ação no tempo.

Pretérito perfeito

O pretérito perfeito se refere a uma ação passada, que se deu em um momento específico.

Exemplos:

“Fui às compras sábado passado”

“Deitou-se para dormir às 21h, com o corpo pesado de um dia exaustivo”

Pretérito imperfeito

O pretérito imperfeito designa uma ação num tempo passado, que pode ser preciso ou não. Essa ação também pode ser ou não prolongada.

Exemplos

“A festa transcorria bem até aquele momento”.

“Eu andava de bicicleta por esses paralelepípedos quando era pequeno”.

“As estrelas reluziam naquela noite fria, porém aconchegante”.

“Por onde andavas?”

Pretérito mais que perfeito

É um tempo verbal que identifica uma ação num tempo passado anterior a um outro momento que ocorre no pretérito perfeito.

Exemplos:

“Antes de tudo acontecer, eu ‘dissera’ a ela para não se exceder na bebida”.

“Eu ‘cantara’ em muitos shows antes de me apresentar naquela noite”.

Futuro do presente

O futuro do presente é a ação que ocorre em um momento futuro mais ou menos preciso.

Exemplos:

“Temperarei a carne de véspera”

“Você superará esse trauma”

Futuro do pretérito

O verbo conjugado no futuro do pretérito designa uma ação que poderia ou deveria ter acontecido num tempo impreciso, mas que não ocorreu ou não ocorrerá. Refere-se sempre a uma decisão passada que não se concretiza.

Exemplo:

“Eu ‘iria’ a Florianópolis na próxima semana, mas tive que mudar meus planos”.

“Nós ‘partiríamos’ ontem, mas teve o problema de interdição do aeroporto”.

Tempo composto

O tempo composto é aquele em que dois verbos se auxiliam e se sucedem na descrição de uma ação em qualquer tempo.

Exemplos:

“Eu ‘tinha estudado’, mas esqueci tudo na hora da prova”. (pretérito mais que perfeito composto)

“Eu ‘teria feito’ o que prometi, não fosse o acidente”. (futuro do pretérito composto)