Conceitos fundamentais de Química


A Química estuda a composição e a estrutura da matéria, bem como suas transformações. Neste artigo, abordaremos alguns dos conceitos fundamentais de Química, mas, para os compreender, primeiramente precisamos ficar atentos a alguns pontos importantes.

Conceitos fundamentais de Química

O que é matéria?

A MATÉRIA simplesmente é tudo que constrói o universo. É tudo aquilo que ocupa um espaço em qualquer ambiente e é dotado de massa, como a madeira, por exemplo. Já um CORPO se dá por ser uma parte melhor definida da matéria, como um tronco de árvore (feito de madeira). Um OBJETO, por sua vez, é um corpo projetado pelas mãos humanas com a intenção de usá-lo para algum propósito, como uma mesa de madeira.

A matéria pode ser encontrada em três diferentes estados físicos. Essas definições fazem parte dos conceitos fundamentais de Química. São eles o estado sólido, o líquido e o gasoso. Alguns desses corpos citados, no entanto, podem transformar seu estado físico, passando do estado sólido para o líquido e de estado líquido para o gasoso. A água, por exemplo, pode existir tanto no estado sólido quanto no líquido e gasoso. Em seu estado líquido, ela é a água como estamos acostumados a ver, no sólido é o gelo e no gasoso podemos observá-la como vapor. Essas mudanças de estado ganham nomenclaturas diferentes:

  • A Solidificação acontece quando o estado líquido se transforma em sólido.
  • A Fusão acontece quando o estado sólido se transforma em líquido.
  • A Vaporização acontece quando o estado líquido se transforma em gasoso.

A Vaporização, porém, pode se dividir em outras três categorias. São elas:

  • Ebulição: a Ebulição é um estado induzido, quando alguém dispõe a energia necessária para que um líquido se altere para o estado gasoso, como, por exemplo, ferver a água no fogão.
  • Evaporação: a Evaporação é a transformação do estado líquido para o estado gasoso de forma natural, sem intervenção humana, quando, por exemplo, nos secamos na praia após sair do mar, sem precisar usar a toalha, apenas com a ação do sol.
  • Calefação: a Calefação é a passagem do estado líquido para o gasoso instantaneamente. A Calefação se caracteriza por ser uma transformação extremamente rápida. Por exemplo: ao espirrarmos água em um motor de carro ligado ou na chapa de um ferro de passar roupa, estamos provocando a Calefação.

Dentro dos conceitos fundamentais de Química, também encontramos outros meios de mudanças de estados físicos. São elas:

Liquefação ou Condensação: a Condensação é a passagem do estado gasoso para o líquido. Um exemplo claro disso ocorre quando, por exemplo, se formam pequenas gotas na parte externa de um copo com uma bebida gelada. Nesta situação, o ar próximo ao copo, contendo vapor d’água, fica mais frio, transformando esse vapor em gotinhas do lado de fora. Outro exemplo muito simples da Liquefação ou Condensação é o da chuva, que podemos observar com bastante frequência.

• Sublimação: a Sublimação é a transformação de um estado sólido diretamente para o estado gasoso, sem passar pelo líquido, e por isso podemos dizer que é um pouco mais difícil de ser observado. A Sublimação acontece, por exemplo, com a Naftalina (colocada em armários e em outras partes da casa para acabar com baratas, traças e outros insetos indesejados), que passa diretamente do estado sólido ao gasoso, liberando um cheiro bastante pungente.

O que é temperatura de fusão e temperatura de ebulição?

A temperatura de fusão é uma temperatura que é mantida sem variações, onde os estados sólido e líquido continuam a existir ao mesmo tempo. A temperatura de ebulição é uma temperatura mantida sem variações, onde existem juntos, ao mesmo tempo, os estados gasoso e sólido.

OBS: Vale a pena lembrar que se uma mistura passa por uma fusão e uma ebulição em que todo o processo se passa em uma única temperatura, forma-se uma substância pura.

O que são misturas azeotrópicas e misturas eutéticas?

Essas definições de misturas também se aplicam aos conceitos fundamentais de Química. As chamadas misturas azeotrópicas são as misturas que possuem uma temperatura de fusão que varia. Um exemplo claro disso é o álcool de cozinha comum. Esse álcool na verdade é uma mistura com 92% de álcool e 8% de água.

As misturas eutéticas, por sua vez, são misturas que apresentam uma variação em sua temperatura de ebulição. Melhor dizendo, essa ebulição não acontece em uma temperatura que é sempre constante, mas sim em uma FAIXA de temperatura. Uma mistura eutética é observada, por exemplo, quando se tem sal e gelo juntos. Essa mistura tem sua fusão em uma temperatura constante, porém a ebulição acontece em uma faixa de temperatura próxima. Ou seja, por mais que ela seja uma temperatura pouco variante, ela não é exata durante todo o processo.

As temperaturas de ebulição e fusão também servem para indicar se uma substância é pura ou se é uma mistura.