Eletrólise Ígnea, em Solução, Aspectos e Equação


Eletrólise Ígnea

Na eletroquímica chama-se de eletrólise o estudo dos processos que através da eletricidade geram energia química. Para que ocorram é necessária uma corrente elétrica que atravesse um líquido contendo íons. Vamos aprender um pouco mais sobre Eletrólise Ígnea, em Solução, Aspectos e Equação ao longo deste texto.

Quando falamos deste tipo de processo deve haver a fusão do líquido. Para isto ele é colocado em uma cuba eletrolítica. Através de eletrodos submersos é que a eletricidade de uma fonte geradora chegará ao fluido. Contudo, antes de descrevermos este procedimento, devemos fazer a definição do processo químico de que tratamos.

Eletrólise ígnea em solução: principais aspectos

Para que tenhamos uma eletrolise ígnea é necessário que a substância esteja fundida. Isto significa dizer que, embora se encontre no estado líquido, ela não possui água. Para tanto é necessário aquecer a substância a temperaturas muito elevadas. Daí o nome, cuja origem é a palavra latina “igneus”, que descreve algo ardente ou inflamado.

Encontramos exemplo deste processo em um produto comum do nosso cotidiano: o cloreto de sódio (NaCl), ou sal de cozinha. Ele passa tanto pela eletrolise ígnea quanto aquosa. Na primeira ele é aquecido a uma temperatura de 800,4º C. O processo ocorre da seguinte forma: os eletrodos submersos de que falamos possuem um pólo negativo e outro positivo.

• Equação

No eletrodo negativo temos o fornecimento de elétrons, gerando um cátodo. Portanto, ele irá atrair cátions. Do outro lado teremos o eletrodo carregado positivamente. Ele é um anodo, logo, atrai ânions. Como estes são negativos, ao chegarem ao eletrodo perdem elétrons, sofrendo oxidação.

Ou seja, o catodo atrai os cátions Na+ (redução), enquanto os anions Cl- (oxidação) são atraídos pelo anodo. No primeiro temos a equação: Na+ + e- → Na. Já no segundo encontramos 2Cl-→ Cl2+2e-. Juntando os dois princípios de reação e eliminando os elétrons chegamos enfim à equação global: 2 Na+ + 2 Cl- →2 Na + Cl2.

Isto significa que deste processo químico temos como produtos o sódio metálico (Na) e o gás cloro (Cl2). Resumimos assim os princípios fundamentais para conhecer a respeito de Eletrólise Ígnea, em Solução, Aspectos e Equação.