Funções Orgânicas – Haletos Orgânicos


Funções Orgânicas

Os Haletos Orgânicos recebem o nome de derivados halogenados, uma vez que são compostos formados a partir de hidrocarbonetos. Essa origem acontece por meio da substituição de átomos de hidrogênio por átomos de halogênio. São eles: F, Cl, Br e I.

Os haletos podem ser encontrados em condições ambientes em diferentes estados: sólido, líquido ou gasoso. Os compostos do qual tratamos aqui (haletos orgânicos) não se dissolvem em água, mas são solúveis se colocados em outros solventes orgânicos. O ponto de fusão e de ebulição é variável de acordo com a quantidade de massa molecular, isto é, quanto maior for a massa de um haleto orgânico, maior será seu ponto de ebulição.

Os haletos orgânicos podem ser classificados conforme o número de halogênios que existem na molécula. São três as classificações desses compostos: monoaletos, dialetos e trialetos.

– Monoaleto: como o próprio nome indica, esse tipo de haleto apresenta apenas um átomo de halogênio em sua molécula.

– Dialeto: nessa classificação, encontram-se dois átomos de halogênio na molécula.

– Trialeto: por fim, a terceira classificação é destinada aos haletos orgânicos que apresentam três átomos de halogênio em sua molécula.

Além dessa classificação, os haletos orgânicos podem ainda ser classificados de outras formas:

– De acordo com o tipo de halogênio presente na molécula: cloretos, fluoretos, brometos, iodetos ou mistos (quando se tem mais de um tipo de halogênio);

– De acordo com o tipo de carbono a que o haleto está diretamente ligado: primário, secundário ou terciário;

– De acordo com o tipo de cadeia carbônica a qual o haleto está diretamente ligado: haleto de alcoíla ou alquila (quando o halogênio está ligado a um carbono saturado de uma cadeia aberta) ou haleto de arila (quando o halogênio está ligado diretamente a um anel benzênico).

Vários haletos orgânicos são organoclorados, o que os torna alvo de críticas e polêmicas vindos de ambientalistas, com o discurso de que os compostos são prejudiciais ao meio ambiente. Por isso, alguns tipos já deixaram de ser utilizados, mas outros, como o gás lacrimogêneo, por exemplo, ainda são usados em determinadas ocasiões.