Mudanças de estado físico da matéria


De acordo com as conceituações científicas a matéria é definida como aquilo que possui massa e ocupa um lugar no espaço. Conforme cientistas apontam, existem quatro estados físicos da matéria.
mudancas-de-estado-fisico-da-materia
São eles:

– Sólido
– Líquido
– Gasoso
– Plasma

A matéria, além dos estados físicos, possui propriedades bem específicas. Sendo assim, podemos citar:

– Massa: É uma grandeza que pode ser medida e está relacionada à quantidade de matéria que determinado corpo tem.

– Impenetrabilidade: Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço.

– Compressibilidade: A matéria pode ter o seu volume reduzido quando submetido a uma determinada pressão.

– Divisibilidade: A matéria pode ser dividida em partículas menores.

– Elasticidade: Mesmo após ser comprimida, a matéria pode retornar ao seu volume inicial por meio da elasticidade.

Alteração no estado físico da matéria

Ainda que esses estados sejam bem definidos eles podem ser alterados devido a circunstâncias bem específicas, tais como a mudança de pressão ou temperatura do ambiente. As mudanças de estado físico da matéria são:

– Fusão
– Vaporização
– Condensação
– Solidificação
– Sublimação
– Ressublimação
Ionização
– Desionização

As características das mudanças de estado físico

As mudanças de estado físico da matéria possuem características bem próprias. No caso da fusão, que é a mudança do estado sólido para o líquido, é possível contar com dois tipos:

– Fusão gelatinosa: Derrete de forma igualitária. Um exemplo desse fenômeno pode ser observado nos materiais feitos e plástico.

– Fusão Cristalina: O processo de derretimento ocorre de fora para dentro. Um exemplo disso é o gelo.

A vaporização, que é a alteração do estado líquido para o gasoso, conta com três tipos. São elas:

– Evaporação: As moléculas que estão presentes na superfície do líquido se transformam em gás diante de qualquer temperatura. Vale salientar também que quanto mais alta for a temperatura do líquido, maior será a energia das moléculas que se aproximam da superfície. Sendo assim, maior será a velocidade que vai ocorrer o processo de evaporação. Um exemplo disso é a água em uma temperatura de 80 graus evaporando rapidamente.

– Ebulição: O líquido recebe calor e assim se transforma em gás.

– Calefação: Consiste em um processo de ebulição mais rápido, em que o líquido recebe rapidamente uma significativa quantidade de calor e, dessa maneira, se transforma em gás.

Já a condensação, em que consiste na alteração do estado gasoso para o líquido (ou seja, o processo inverso da vaporização), acontece geralmente quando o vapor passa por um processo de resfriamento.

Um exemplo prático da condensação pode ser verificado durante o ato de cozinhar. Para isso, basta repararmos quando um alimento está a ser cozinhado e a tampa da panela onde está o referido alimento é retirada. A água que estava na panela foi transformada em vapor devido ao aquecimento. A partir do momento que o vapor atingiu a tampa (que estava mais fria) ela retorna ao seu estado líquido. É por essa razão que, ao retirarmos a tampa, podemos ver inúmera gotas de água nela.

Os sistemas de condensação, hoje em dia, podem ser utilizados em:

– Refinarias
– Termoelétricas

A condensação acontece a partir do momento em que o vapor ou o gás alcançam uma temperatura que é menor do que o seu ponto de ebulição.

A solidificação, por sua vez, consiste na mudança do estado líquido para o sólido. Esse processo ocorre quando acontece uma significativa retirada de calor da substância.

No processo de solidificação, as moléculas da substância se aproximam, sofrendo uma perda energia por causa do resfriamento e então interrompem o seu movimento.

Já a sublimação é a mudança do estado sólido para o gasoso, sem necessariamente passar pelo estado líquido. Alguns exemplos de substâncias sublimáveis são:

– Naftalina
– Iodo
– Gelo seco
A sublimação acontece porque as partículas da matéria não possuem energia para se atraírem e, dessa maneira, são evaporadas de maneira imediata.

Um exemplo de sublimação pode ser verificado nas regiões de países que possuem neve durante os meses de inverno. Parte da neve sofre uma sublimação ao desaparecer sem passar pelo estado líquido.

Já a ressublimação, também conhecida como deposição ou sublimação inversa, é um processo que consiste na mudança do estado gasoso para o sólido.

Um exemplo de ressublimação usado no meio industrial é a produção de filmes feitos de carbono. Neste tipo de alteração, um material de característica sólida sofre um aquecimento até alcançar o nível ideal de estado gasoso. Em seguida, as moléculas deste gás circulam por meio do espaço na câmara e são ressublimadas em uma superfície específica, até serem produzidos os filmes finos.

A ionização é a alteração do estado gasoso para um estado que os cientistas chamam de plasma. A ionização é um fenômeno conhecido em processos químicos, tais como:

– Constituição de ácidos
Radiações Ionizantes

Além da ionização, é possível contar também com desionização, que corresponde ao processo inverso da ionização.
As mudanças de estados físicos da matéria são importantes para vários processos industriais e também no nosso dia a dia.