Propriedades Coligativas: Ebulioscopia e Crioscopia


Propriedades Coligativas

As propriedades coligativas são muito importantes para o uso de diversos tipos de substâncias e soluções, permitindo que sejam realizadas diferentes modelos de experimentos e estudos realizados com tais elementos.

As características das propriedades coligativas não dependem da natureza a qual pertençam estas partículas, mas sim do número de partículas que se encontram dispersas em uma determinada solução.

Assim, por meio das propriedades coligativas, é possível que sejam realizadas alterações nas propriedades de cada substância e solvente, fazendo com que sejam alteradas as temperaturas de ebulição, congelamento ou mesmo a pressão deste solvente por meio da adição de algum tipo de soluto não volátil, gerando as mudanças das propriedades físicas.

Ebulioscopia

A ebulioscopia é um tipo de estudo no qual são analisadas as maneiras de elevação da temperatura em que um líquido atinge o seu ponto de ebulição. De maneira geral, a ebulioscopia é realizada por meio da adição de um determinado soluto que seja não-volátil neste líquido, o que faz com que a temperatura de ebulição seja mais alta em relação ao líquido antes da adição deste soluto.

Isto acontece devido ao fato de que o soluto, quando dissolvido no líquido, faz com que as moléculas apresentem uma energia cinética diferente no que diz relação à sua transformação do líquido para o vapor, necessitando assim de uma temperatura mais elevada para que se atinja o ponto necessário para a ebulição.

Crioscopia

A crioscopia é o estudo oposto ao da ebulioscopia, sendo assim o estudo da diminuição da temperatura necessária para o congelamento de um determinado líquido, o que acontece por meio da adição de uma outra substância a este líquido.

Este método é utilizado especialmente em locais onde há neve frequente, com a adição de soluções salinas que impedem que se forme o gelo, pois a temperatura necessária para a solidificação será ainda mais baixa que o normal.