Reações de dupla-troca, Compostos de Frankland e Compostos de Grignard


Reações de dupla-troca

As reações químicas podem ser bastante variadas, com algumas reações mais fáceis de serem realizadas e outras podem se revelar mais difíceis. Um exemplo disso é a reação entre sólidos, mais difícil, e a reação entre gases, mais fácil de ser realizada.

Entre as reações, pode acontecer também a reação de dupla-troca, que acontece quando as substâncias envolvidas em uma determinada reação trocam entre si ânions e cátions.

No entanto, a reação de dupla-troca depende também dos produtos que serão formados nesta reação, sendo possíveis nas seguintes condições:

– Formação de um produto precipitado, o que acontece quando uma das substâncias é menos solúvel em relação aos reagentes.

– Formação de um produto volátil.

– Formação de um produto menos ionizado.

Compostos de Frankland

Os compostos de Frankland são compostos que apresentam uma simetria que os caracteriza como organozíncicos simétricos, se destacando assim em relação aos demais tipos de compostos.

A nomenclatura dos compostos de Frankland apresentam também uma divergência, pois possuem uma nomenclatura oficial e uma outra usual. Na nomenclatura oficial os nomes dos radicais são seguidos da palavra zinco, enquanto na nomenclatura usual utiliza-se o nome de cloreto e a sua preposição, sendo esta a mais utilizada para estes compostos.

Compostos de Grignard

Os compostos de Grignard são alguns tipos de compostos organomagnesianos, os quais apresentam uma fórmula pela qual podem ser reconhecidos, que é a seguinte: [R – MgX]. Nesta fórmula, X será sempre um halogeno, enquanto R é um radical derivado de alquila ou arila.

A nomenclatura oficial dos compostos de Grignard também é muito característica, sendo feita com o halogeneto seguido da preposição “de” e o nome do radical finalizado com a palavra “magnésio”.

Confira a seguir alguns dos nomes dos principais compostos de Grignard:

– Brometo de etilmagnésio
– Cloreto de vinilmagnésio
– Fluoreto de benzilmagnésio