Chocolate é um alimento saudável?


Vilão ou mocinho? Confira o valor nutricional de alguns tipos de chocolate

Vilão para alguns, mas adorado por muitos, o chocolate é, e provavelmente continuará sendo, um dos alimentos mais queridos pelas pessoas apaixonadas por doces.

E toda hora é hora. No café da manhã consumimos um achocolatado com leite, depois do almoço comemos uma sobremesa com chocolate, a noite um bombom e por aí vai.

Porém, toda essa ingestão é feita automaticamente, sem pensar em valor nutricional ou se o item fará bem para a nossa saúde. Porém, para surpresa de muitos, o chocolate pode sim ser considerado um alimento saudável desde que consumido em quantidades corretas. Afinal, apesar de conter um número de calorias considerável, traz alguns benefícios à saúde.

Chocolate

Mais Cacau, mais saúde

Porém, nem todos os tipos de chocolate são tão saudáveis assim e o bom valor nutricional deste alimento está diretamente ligado à quantidade de cacau que ele tem em sua composição.

Isso porque, quanto mais cacau ele tiver na sua receita, menos açúcar e gordura serão utilizados em sua preparação, por isso, é bom apostar nos chocolates mais escuros.

Amargo, Extra Amargo, Meio Amargo

Como citamos anteriormente, quanto mais escuro for o chocolate, maior o seu valor nutricional, por isso, os chocolates que têm em sua nomenclatura a palavra “amargo”, tendem a ser melhores para a nossa saúde.

Hoje em dia, o mercado oferece diversas opções de concentração de cacau: 90%, 80%, 50%, entre outras e quanto mais for essa porcentagem, mais positivo será o consumo para a sua saúde.

Isso porque o cacau traz benefícios para o nosso coração, além ajudar no colesterol bom e melhor de tudo: ele ajuda a evitar o estresse. O cacau também possui uma substância chamada teobromina que é ótima para melhorar o humor.

Mas cuidado, a teobromina tem uma atividade semelhante a da cafeína no nosso corpo podendo gerar uma dependência do alimento.
Outros benefícios: Fibras e antioxidantes que evitam o envelhecimento precoce do nosso corpo.

Cacau do Bem
*Auxilia em funções cardíacas
*Previne o envelhecimento do corpo
*Contém Fibras
*Melhora o humor
*Alivia o estresse

Chocolate ao leite

Talvez esse seja o mais popular no Brasil, pois a maioria dos bombons e barras, disponíveis em supermercados comuns, são de chocolate ao leite. Ele tem uma concentração não muito alta de cacau, ficando entre 10% a 25% da concentração do item. Como já aprendemos antes, isso significa que a concentração de gordura e açúcar são maiores.

O normal é que eles tenham mais de 12% de leite, que já é um componente gorduroso, além da manteiga de cacau e outros tipos de gordura que são adicionadas a sua composição.

Por isso, ele é bastante calórico e o consumo excessivo deve ser evitado, pois com certeza resultará em ganho de peso.

Branco: O chocolate que não é chocolate

O chocolate branco é o favorito de muitas pessoas, porém muitos especialistas defendem que esse tipo de chocolate, na verdade, não é chocolate. Isso porque, em sua maioria, ele é constituído de manteiga de cacau, açúcar e leite, mas muitas vezes essa gordura da manteiga de cacau é trocada pela chamada gordura vegetal hidrogenada.

Segundo os especialistas, essa gordura é uma das piores, senão a pior para a nossa saúde.

Por isso, o chocolate branco por ser muito saboroso, porém não traz nenhum benefício que justifique o seu consumo, a não ser pelo sabor.

Quais itens tornam o chocolate branco um vilão

*Muito Gorduroso
*Contém um dos piores tipos de gordura para o nosso corpo
*Muito Calórico
*Não traz nenhum benefício relevante para a nossa saúde

Versões Diet e Light

São indicados para pessoas que não podem ingerir açúcar ou que estão em uma dieta restritiva em valores calóricos. O Diet, como o próprio nome diz foi desenvolvido para atender a necessidade dos diabéticos.

Porém, apesar de não conter o açúcar, muitas vezes o alimento compensa toda essa ausência em gordura. Além disso, o chocolate diet pode até aumentar a vontade de comer doces.

Outro ponto negativo é que o alimento é nutricionalmente pobre e não oferece qualquer benefício para a nossa saúde, na versão ao leite. No caso dos mais escuros, vale a regra dos chocolates convencionais, o que tornaria o chocolate diet um pouco melhor.

Enquanto o chocolate diet não traz praticamente nenhum benefício para a saúde, a versão light pode sim ter alguns nutrientes, porém em quantidade bastante reduzida.

Porém, ainda não existe uma forma generalista de falar sobre o item, pois, com tantas variedades que atualmente existem no mercado, também existe uma grande variação nas composições.

Mas assim como qualquer outro alimento, é indicado ler o rótulo, ver a quantidade de cada nutriente, o valor calórico e comparar com as outras versões para verificar se ele realmente traz algum benefício com o seu consumo.

De qualquer forma, vale a dica de consumir o alimento sempre com moderação.