Sociologia em Weber e Durkheim e Conceitos Sociológicos

Sociologia em Weber e Durkheim

SOCIOLOGIA EM WEBER E DURKHEIM E CONCEITOS SOCIOLÓGICOS

Muitos dos estudos sociológicos de Max Weber analisam parte da proposta de Karl Marx sobre a economia capitalista. O foco era a forma como as sociedades se agrupavam no mercado livre, seus aspectos culturais e as ações racionais que impulsionavam aos seus objetivos traçados ou necessários.

Esses estudos direcionavam ao indivíduo influenciado não só pela economia, mas também por valores culturais. O quanto o meio social e familiar o direcionam as ações, levam a uma série de variações que nem sempre fazem com que o indivíduo seja elevado socialmente apenas pelo poder econômico.

Weber chama de “situação de classe” a relação do indivíduo com o mercado, independente de sua posição. Ele se constitui em uma ou outra posição, que pode ser momentaneamente ocupada, cuja variável não deveria ser a origem de revoltas políticas contra o capitalismo.

A análise abrange o fenômeno da estratificação social sob o aspecto das perspectivas, incluindo os âmbitos sociais, políticos e culturais para determinar a posição que o indivíduo terá na sociedade.

Émile Durkheim também apresenta a mesma preocupação sobre o papel do indivíduo na sociedade, em observação as sociedades modernas existentes na Europa no fim do século X. Seus estudos incluíam as mudanças da estratificação social anterior, voltada aos clãs familiares, para os criados a partir de divisões de trabalho.

Há ainda fatores preponderantes nessa estratificação, que inclui a urbanização das cidades, o ritmo do crescimento populacional, a densidade das relações sociais e a capacidade de comunicação das cidades e entre as pessoas.

Em todo esse aspecto há a divisão de trabalho, que permite ao indivíduo ter liberdade de escolha para seguir aquilo em que entende como vocação. As regras e normas criadas pela sociedade de acordo com sua necessidade foram pontuadas para assegurar essa mesma liberdade, oferecendo respaldo moral e jurídico.

Seus estudos foram direcionados em apontar os benefícios da solidariedade das classes profissionais, no lugar de apontar os seus conflitos. Enquanto Karl Marx entendia que as novas classes geradas após o feudalismo eram antagonistas, Weber só via a influência da economia na vida da sociedade em alguns aspectos e Durkheim a união e apoio entre eles.

Conceito sociológico

A sociologia é uma ciência voltada ao estudo de grupos sociais, como se organiza e as relações em que os indivíduos mantêm entre si e no todo. Para entender melhor a ciência, é preciso conhecer os conceitos sociológicos que inclusive estão presentes nos estudos de Weber e Durkheim.

Desses termos podemos extrair:

– Anomia: quando não há uma organização natural e sim uma realidade de conflitos;

– Ação Social: a forma dos indivíduos agirem em sociedade;

– Estratificação social: o meio em que passa o indivíduo para ocupar suas posições sociais;

– Luta de classes: o antagonismo entre os que vendem e os que compram no meio capitalista;

– Mais-valia: é o trabalho excedente. O lucro do trabalho que não é pago ao trabalhador e torna a burguesia ainda mais rica;

– Moral: o conceito de moral na sociologia é o consenso geral sobre as regras impostas para uma convivência mais equilibrada.