Resumo do Sistema Muscular


O sistema muscular do corpo humano é constituído por um conjunto de inúmeros músculos que estão espalhados por todo o corpo humano. As pesquisas voltadas para o assunto concluíram que existem aproximadamente 600 músculos em nosso corpo, o que significa que eles representam algo como 40 ou até 50% de todo o peso de um indivíduo.

Os músculos humanos podem se contrair, assim como também são os responsáveis pelo nosso relaxamento. Eles são também os que nos permitem movimentação: podemos saltar, correr, andar, nadar, escrever e realizar várias outras atividades do nosso dia unicamente por conta da atuação do sistema muscular, em uma parceria estabelecida com o nosso cérebro.

Sistema Muscular

Os músculos são também os responsáveis pelas atividades de urinar ou defecar, assim como também nos permite a realização das mais fáceis tarefas do dia a dia, que ao nosso ver, podem até parecer automáticas: nós só piscamos os olhos, respiramos ou garantimos a circulação do nosso sangue graças aos músculos do nosso corpo. E além das ações externas e movimentos completamente visíveis, os músculos também se responsabilizam pela própria movimentação dos nossos órgãos internos.

No que diz respeito à nossa movimentação, devemos destacar que ela só se torna possível por conta da ação em conjunto realizada entre os nossos músculos, ossos e articulações de uma forma geral. Enquanto isso, o sistema nervoso é o grande responsável por regular a atuação dos três nessa atividade.

Como já vimos, o sistema muscular é composto por músculos espalhados em todo o corpo, motivo pelo qual eles contam com diferenciados formados, tamanhos e é claro, funções.

Os músculos do nosso corpo são todos formados por meio de tecidos tanto de células como também de fibras, sendo as principais funções dos mesmos garantir a nossa estabilidade/sustentação, assim como a nossa locomoção, pressão do sangue, fornecimento de calor e assim por diante.

Classificação dos músculos

O corpo humano conta com alguns músculos bem grandes, como é o caso do músculo da coxa, e outros bem pequenos, como os músculos que estão distribuídos na região do nosso rosto. Alguns deles podem ser planos, como os músculos do nosso crânio. Outros, podem contar com variadas formas, que são os chamados de fusiformes e existem até mesmo alguns em formatos mais redondos, como os músculos da região dos olhos por exemplo.

• Lisos ou viscerais

Os músculos lisos, também chamados de viscerais, são aqueles que se formam por meio das células fusiformes, ou seja, os que contém um único núcleo. Dessa forma, a contração desse tipo de músculo é totalmente involuntária e ele é encontrado na nossa bexiga, nos vasos sanguíneos, no útero e no próprio intestino. Dessa forma, ele está sempre localizado nas estruturas com caráter mais oca do nosso corpo.

Esse tipo de músculo é o principal responsável pela impulsão dos líquidos do nosso organismo, como é o caso do sangue, bile, urina, esperma no caso dos homens e assim por diante. As células que compõem os músculos lisos costumam reagir com facilidade aos sinais provocados por outros tipos de células ou de hormônios.

Os músculos do tio visceral também são aqueles responsáveis pela compressão de diferenciados conteúdos em nossas cavidades, motivo pelo qual são fundamentais para auxiliar no processo de regulagem da pressão arterial, assim como na nossa própria digestão. O motivo para serem chamados de lisos é bem simples: eles não apresentam qualquer tipo de estriação.

• Músculos estriados cardíacos

Já os músculos estriados cardíacos nada mais são do que os músculos que foram uma verdadeira rede de fibras, que por sua vez, estão ramificadas ou conjugadas umas às outras. Esse grupo de músculos é o que compõe o nosso miocárdio, que nada mais é do que o próprio revestimento muscular do nosso coração.

Dessa forma, esse tipo de músculo é responsável pela produção de contrações involuntárias no coração, que por sua vez, acabam sendo controladas por meio do nosso sistema nervoso vegetativo.

• Músculos estriados esqueléticos

Por fim, os músculos estriados esqueléticos são aqueles que se formam por meio de fibras musculares, sendo eles repletos de terminações nervosas. Além disso, esse tipo de músculo também relaciona de maneira direta com os movimentos do nosso corpo e com a própria sustentação da nossa postura corporal.

O nome dado a esse tipo de músculo se dá pelo fato de que ele conta com estriações formadas por dois diferenciados tipos de proteínas: a miosina e actina.

Informações gerais

O sistema muscular é então responsável por grande parte das atividades realizadas pelo nosso organismo, sendo que eles contam com grandes capacidades de concentração, capacidade de retornar ao tamanho normal após uma contração/alongamento além de propriedades que garantem a elasticidade e extensibilidade do corpo.

Além disso, o tecido muscular do nosso corpo é capaz de ser estriado sem qualquer tipo de lesão ou excitabilidade, respondendo a cada um dos estímulos por meio de sinais elétricos.