Regras do Voleibol de praia e História


Quando falamos em esportes coletivos, dois deles nos vêm a cabeça: o futebol e o vôlei. Esse último é o segundo mais popular no Brasil e as seleções brasileiras feminina e masculina têm na história muitas medalhas de ouro, prata, bronze além de dezenas de títulos internacionais.

Mas, além do violei de quadra, o esporte conta também com a modalidade de areai, ou vôlei de praia. Ele pode ser jogado em equipes de 2 ou 4 jogadores e tem campeonatos nacionais, estaduais, municipais, internacionais, além de fazer parte das Olimpíadas.

Voleibol de praia

A História do Vôlei de Praia

O vôlei de praia nasceu na década de 20, nos Estados Unidos da América, na praia de Santa Mônica, e era, na verdade, um esporte criado e praticados pelos moradores da cidade que se divertiam com os amigos na praia. O esporte é sim uma variação do esporte praticado em quadra, mas tem algumas particularidades e regras próprias.

Na Europa, o esporte chegou no começo dos anos 30. Já no Brasil o vôlei de praia chegou as areias do Rio de Janeiro em 1950. No começo o esporte era praticado apenas de forma amador, e o primeiro torneio aconteceu no ano de 1940. Já o primeiro torneio profissional de vôlei de praia só foi disputado em 1970, nas praias dos Estados Unidos.

No Brasil, o primeiro grande torneio aconteceu no ano de 1986, de forma simultânea, nas praias de Santos, em São Paulo, e de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na ocasião foram reunidos os maiores nomes do esporte mundial, com isso as partidas chamaram atenção da mídia e do público em geral. Foi só depois disso que competições oficiais começaram a ser organizadas no país.

Já no quesito Olimpíadas, o vôlei de praia só entrou para o quadro de competições em 1992, quando os jogos foram realizados na cidade espanhola de Barcelona. Nessa época ele ainda era um esporte de demonstração e por isso não valia medalha, mas na competição seguinte, realizada em Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996, as equipes de todo o mundo já puderam disputar as medalhas olímpicas.

O vôlei é regulamentado pela Federação Internacional de Voleibol, a mesma que fiscaliza e regulamenta a prática do esporte de quadra.

As regras do vôlei de praia

Os jogos de vôlei de praia são disputados em uma quadra retangular montada na areia, ou feita com areia, que mede 16 metros de comprimento por 8 metros de largura. A bola usada nas competições oficiais deve pesa entre 260 gramas e 280 gramas e deve ter como circunferência entre 66 centímetros e 68 centímetros. Além disso, a bola deve ser confeccionada em lona ou couro e ter cores como laranja, branco, rosa ou amarelo.

A rede do vôlei de praia é colocada a uma altura de 2,55 metros centímetros do solo por meio de dois postes laterais que devem estar fixado entre 70 centímetros e 1 metro de distância da quadra. A rede tem que ter 1 metro de largura e 8,50 metros de comprimento.

Nas competições oficias, a Federação permite que as disputas sejam realizadas apenas com equipes de duas pessoas, ou como conhecemos a prática de violei de praia em dupla. Além disso, os treinadores não podem ficar perto da quadra e não existe substituições nos jogos, como acontece na prática esportiva realizada na quadra, quando seis jogadores atuam no jogo e outros seis ficam no banco.

Os uniformes dos atletas devem ser respeitados, sendo calção de banho para os homens e os chamados sunquínis para as mulheres, que nada mais é do que um biquíni maior e com a parte de cima parecida com um top de academia. Além disso os jogadores devem ter fixados em seus uniformes os seus números dentro de quadra, sendo ele o número 1 ou o número 2.

Os sets devem durar até que a primeira dupla alcance 21 pontos, sendo que é obrigatório que haja uma diferença mínima de dois pontos entre as equipes. Em competições nacionais esse número passa para 18. Ganha o jogo quem alcançar primeiro 5 sets.

Durante o bloqueio, o jogador pode tocar duas vezes seguidas na bola, isso acontece porque as equipes são compostas apenas por duas pessoas, além disso o bloqueio é contado como três toques para cada uma das equipes.

O pedido de tempo só pode ser realizado uma única vez por set, e por equipe, e se algum jogador se machucar o jogo é paralisado por 5 minutos. Persistindo a lesão a equipe é dada como perdedora e a outra dupla vence a partida.

Vale lembrar que, assim como acontece no voleibol de quadra, o vôlei de areia também conta com os mesmos elementos como saque, bloqueio, passe, manchete, levantamento e ataque. É permitido também que a bola toque em qualquer parte do corpo do atleta.