Caleidoscópio


O caleidoscópio foi um dos objetos mais populares e que encantou crianças e adultos ao redor do mundo durante muitos anos, porém, nos dias atuais poucas pessoas, principalmente os jovens, conhecem ou já tiveram a oportunidade de observar a mágica e a beleza das imagens coloridas que mudam de forma de acordo com seu próprio reflexo, reproduzidos em diferentes ângulos que variam conforme a entrada de luz.

Seu nome de origem grega significa: kalos – belo/eidos – imagem/scopeos – olhar. Ou seja, através do olhar, podemos observar imagens incrivelmente belas que se formam conforme vamos girando o tubo de cilindro do qual é feito o caleidoscópio.

Caleidoscópio

Origem 1

Criado em 1817 por Dawid Brewster, um físico escocês, o caleidoscópio encanta o mundo desde os seus primeiros meses de surgimento. Virou febre na época e logo se popularizou. Brewster criou seu primeiro caleidoscópio, sendo um tubo cilindro que continha no fundo pedaços de vidros coloridos e três espelhos que formando ângulos de 45° e 60°, que refletiam suas imagens e cores de acordo com a passagem de luz que penetrava de maneira simétrica.

As décadas de 60 e 70 propagaram de forma massiva a beleza das formas e cores que eram refletidas por caleidoscópios de todos os tipos. As décadas foram marcadas pela explosão do movimento hippie em todo o mundo, que usou as imagens espelhadas pelos tubos de cilindro como estampas para roupas e cenários para capas de discos e vídeos clipes. As formas simétricas, os desenhos lúdicos e as cores vibrantes que surgiam nos objetos combinavam perfeitamente com o movimento hippie.

O efeito caleidoscópio é conhecido por ser capaz trazer calma e inspirar o poder criativo das pessoas através da beleza das imagens que surgem magicamente e se transformam a cada novo movimento.

Faça você mesmo 2

Você sabia que é muito fácil criar seu próprio caleidoscópio em casa? É simples e pode garantir horas de diversão em família, além de ser um presente diferente para crianças e jovens que nunca tiveram contato com o objeto. Para isso, você vai precisar:

-Tubo de papelão ou PVC de 21cm de comprimento e 7,5cm de largura;
– Argolas de ilhós de 1,5cm;
– Cola branca;
– Fita adesiva;
– Pedaços de vidros coloridos (escolha pelo menos três cores);
– Caneta marcadora;
– 3 faixas de espelhos de 5cm de largura e 17cm de comprimento;
– Alicate;
– Cola quente;
– Pinces;
– Tesoura;
– Régua;
– Dois círculos de vidro incolor com cerca de 7 cm;
– Palito de sorvete;
– Papel colorido;
– Tinta esmalte.

Comece pintando o tubo de papelão ou PVC, de preferência, com uma cor neutra (branco, bege, preto ou cinza), depois feche um dos lados do tubo com um pedaço de papelão ou metal, sendo que o círculo que servirá como tampa deverá ter um recorte de 1 cm de diâmetro no centro. Use a argola de ilhós para encaixar no recorte, use a cola de quente para colar e deixe secar. Enquanto isso, cole as três faixas de espelhos na fita adesiva – lembre-se de deixar os espelhos bem limpos –, os espelhos precisam ficar no centro da fita de modo que tenha uma sobra nas laterais. Feito isso, ligue as três faixas e cole um ao outro com as sobras da fita, formando assim um triângulo. Passe mais cola quente nas laterais dos espelhos para que fiquem bem firmes e não desgrudem. Deixe secar. Quando estiver bem firme e seco, passe cola em uma das bordas e cole o triângulo de espelhos no fundo do canudo de papelão, centralize bem de maneira que a tampa com o furo com a abertura feita com o ilhós fique bem no meio. Deixe secar. Passe cola de silicone ou cola quente na parte interna do tubo e coloque um dos círculos de vidro incolor, ele deverá ficar encostado no triângulo de espelhos. Agora, pegue os pedaços de vidros coloridos e vá colocando sobre o círculo de vidro, cole de forma que a cola fique fina e não apareça, espalhe com o dedo ou use uma espátula. Sobreponha os pedacinhos ou forme uma sequência, mas deixe espaços aleatórios para que possa entrar luz. Finalize colando o outro círculo de vidro incolor na ponta do tubo, como uma tampa. Você perceberá que terá um espaço de mais ou menos 1cm entre o mosaico e a tampa. Deixe secar bem e seu caleidoscópio estará pronto.

Atualmente, alguns dos caleidoscópios vendidos aparecem em três formatos e podem ter diferentes números de variação de imagens, isso vai depender o ângulo usado nos espelhos de sua composição:

– 45 graus: refletem oito imagens duplicadas;
– 60 graus: refletem seis imagens duplicadas;
– 90 graus: refletem quatro imagens duplicadas.

É possível encontrar caleidoscópios a venda em lojas de presentes, grandes redes de papelaria e, também, lojas especializadas em produtos educativos. Alguns artistas usam as imagens refletidas nos cilindros com forma de inspiração para quadros e, até mesmo, fotografias. Os desenhos coloridos são reproduzidos fielmente através de lentes especiais ou da sensibilidade e do talento de artistas plásticos contemporâneos.