Introdução, Histórico e Correntes da Física


“A mente que se abre a uma ideia jamais voltará ao seu tamanho original”, essa famosa frase do grande cientista Albert Einstein é perfeita para dar início a esse artigo de introdução à física. Depois de conhecer as primeiras informações a respeito dessa ciência tão impressionante, você começará a se questionar sobre muitos fenômenos que observa no cotidiano e irá querer as respostas.

A introdução à física é capaz de ajudar qualquer pessoa a desenvolver um verdadeiro raciocínio crítico a respeito da natureza, querendo entender como realmente acontecem as coisas. Está preparado para despertar esse seu lado de cientista? Lembre-se de que ele nunca mais adormecerá!

Correntes da Física

Introdução à física – Ideias mais importantes

A palavra “física” vem do termo grego physiké, que significa natureza. E não poderia ter um nome mais propício, afinal, a física é, por excelência, uma ciência que se dedica aos estudos sobre a natureza, buscando entender seus detalhes e fenômenos, principalmente os fenômenos físicos que nos circundam, obviamente.

Na introdução à física, é importante compreender que essa ciência tenta trazer as explicações e princípios acerca dos fenômenos, basicamente de duas maneiras: a observação deles e a experimentação, que é um método científico. Como a física é uma ciência, nela praticamente não há espaço para o senso comum, os conhecimentos precisam ser comprovados de forma palpável e experimental.

Bom, dissemos que a introdução à física parte do princípio de entender os fenômenos físicos, mas quais são eles? Um fenômeno físico é todo aquele que implica uma transformação reversível, porque não altera a estrutura da matéria. Os fenômenos que não podem ser revertidos são os químicos, por isso, são estudados por outra área do conhecimento.

A física é uma área importante não só para quem se interessa e resolve seguir carreira nela, mas para todos os seres humanos. Entender alguns conceitos e teorias da física, ainda que de uma forma básica, ajuda a compreender o próprio universo em que vivemos. Por isso essa área é tão fascinante!

A história da física passou por alguns momentos importantes, que permitiram que ela se tornasse a ciência moderna e importante que é hoje:

• Já em 480 a.C., um grego chamado Leucipo foi a primeira pessoa a afirmar que a matéria não era “maciça” e sim composta por partículas muito pequenas, chamadas átomos (átomo significa aquilo que não pode se partir);

• Em 1589, Galileu Galilei lançou o que seria o princípio físico da queda livre, ao dizer que os corpos são capazes de cair com a mesma velocidade, independente de quanto pesam;

• Em 1648, Blaise Pascal (outro nome bem conhecido) foi o responsável pelas primeiras descobertas a respeito da pressão exercida por materiais fluidos;

• O ano de 1687 foi um marco na história da Física: Isaac Newton publicou um livro explicando a lei da gravidade que provoca a atração dos corpos e também as bases da mecânica;

• No ano de 1847, a Primeira Lei da Termodinâmica foi elaborada pelo físico Joule;

• Em 1905, uma das coisas mais lembradas: o físico Albert Einstein desenvolveu a Teoria da Relatividade e concluiu que, na verdade, o tempo não era absoluto;

• Uma das descobertas físicas mais recentes é de 2000, quando os cientistas do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares provaram a possibilidade de retirar partículas subatômicas, chamadas de quarks, dos prótons e nêutrons.

Lembrando que esses são apenas alguns dos eventos que marcaram a física, pois além deles, muitos outros aconteceram e tiveram grande importância.

Correntes da física

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a introdução à física, vamos para as suas ramificações. Essa ciência é muito abrangente e complexa, por isso, foi subdividida em correntes, para facilitar os estudos:

Mecânica: concentra-se nas pesquisas a respeito do movimento dos corpos e sobre como esses corpos reagem à forças que agem sobre eles. Esse ramo da física é capaz de prever movimentos de corpos celestes no espaço com muitos anos de antecedência;

• Ondas: estuda os movimentos ondulatórios e os fenômenos existentes por trás da geração e da propagação de ondas. Essa é uma corrente muito presente no nosso cotidiano, visto que o rádio, Televisão, micro-ondas e vários outros aparelhos triviais funcionam com base nos princípios de ondulatória;

• Termologia: é o estudo do calor. Avalia o fenômeno de aquecimento e de resfriamento dos corpos, além da transferência de calor de um para o outro;

• Eletricidade: também é uma ramificação bastante ampla, que abrange tudo o que está relacionado com carga e corrente elétrica. Assim, entre os objetos de estudo estão os raios, relâmpagos e também os aparelhos elétricos;

• Óptica: área que se interessa em entender mais sobre os fenômenos luminosos, sendo o principal deles, a formação das imagens;

• Física Moderna: os físicos que escolhem esse setor, aprofundam-se nas descobertas realizadas a partir do século XX.

Essas são as correntes mais relacionadas com a introdução à física, embora existam outras.