Resumo do Clima do Brasil


O Brasil é um país de dimensões territoriais continentais, e isso faz com que a diversidade seja uma das nossas principais características, climática, inclusive.

Falando especificamente sobre o clima, aqui no Brasil, tem para todos os gostos! Acompanhe um resumo do clima do Brasil e conheça quais são os vários tipos encontrados por aqui e as características de cada um.

Resumo do clima do Brasil – o que é clima?

Antes de falar sobre os tipos, precisamos conceituar, porque ainda é comum confundir clima com “tempo” ou com “temperatura”, quando na verdade são ideias bem diferentes.

Clima do Brasil

O termo clima é usado para designar o conjunto de características de umidade, chuvas, temperaturas e ventos de uma determinada região ao longo do tempo. Enquanto isso, a temperatura é um número absoluto e o tempo é uma condição atmosférica momentânea. O clima é constante e estável.

Entre os fatores que interferem no clima, encontram-se os seguintes:

• Latitude: por causa do formato do nosso planeta e da inclinação do seu eixo, o sol incide de maneira diferente em cada local e isso interfere nas condições climáticas;

• Continentalidade: a maior ou menor proximidade entre o continente e o oceano é um dos fatores determinantes para o clima;

• Correntes marítimas;

• Vegetação;

• Altitude;

Resumo do clima do Brasil – os tipos existentes

Existem várias formas diferentes de classificar os tipos de clima e é preciso sempre eleger uma delas e seguir seus padrões. A seguir, você verá um resumo do clima do Brasil levando em consideração a origem e as movimentações das massas de ar que interferem no Brasil (massas equatoriais, polares e tropicais).

A maior porção do território brasileiro fica localizada na Zona Intertropical, ou seja, entre o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio, o que faz com que os climas tendam a ser mais quentes e úmidos. A amplitude térmica grande também se verifica na maior parte das regiões, ou seja, uma boa diferença entre as médias de temperatura mais altas e mais baixas. Quanto maior a proximidade com a Linha do Equador, menor é essa amplitude.

No Brasil, podemos detectar seis tipos de clima: Equatorial, Tropical, Tropical de Altitude, Tropical Atlântico, Subtropical e Semiárido. Vamos ver mais detalhes sobre cada um deles!

• Equatorial

Como o próprio nome diz, é observado na região da Linha do Equador e predomina na Amazônia, na região norte do estado do Mato Grosso e no oeste do Maranhão. É caracterizado por ter uma amplitude térmica baixa, a diferença entre média máxima e mínima não costuma ultrapassar os 3°C. As temperaturas são altas e a média anual sempre fica entre 25°C e 27°C. As chuvas costumam ser abundantes o ano todo, com predomínio das massas de ar equatorial continental e equatorial atlântica, que são quentes e úmidas.

• Tropical

Predomina na região central do Brasil e em algumas partes da Bahia, Piauí e Maranhão. Também é o clima do extremo norte brasileiro, em Roraima. Aqui, a amplitude térmica é mais elevada, chegando a 7°C e a temperatura média também, entre 18°C e 28°C. As quatro estações são bem definidas, o verão é chuvoso e o inverno costuma ser mais seco. Índice pluviométrico médio: 1,5 mil milímetros ao ano.

• Tropical de Altitude

Encontrado em São Paulo, Rio, Minas e Espírito Santo, em locais de altitude acima de 800m. A massa de ar tropical atlântica é a que mais atua nesse clima, provocando muitas chuvas no verão. A média de temperatura fica entre 18°C e 22°C e a amplitude térmica, considerada em um ano, chega a 9°C. Durante o inverno, é normal a formação de geadas.

• Tropical Atlântico

Corresponde a toda a faixa litorânea desde o Rio Grande do Norte até o Paraná, sendo marcado pela presença da massa tropical atlântica, que é quente e úmida que proporciona muitas chuvas, a média é de 2 mil milímetros por ano. A temperatura normalmente varia entre 18°C e 26°C, sendo que a amplitude aumenta à medida em que se aproxima do sul.

• Subtropical

Fica abaixo do Trópico de Capricórnio, no sul de São Paulo e nos três estados do sul. A massa de ar polar atlântica é a mais presente e a média anual de temperatura é de 18°C. A amplitude térmica é alta, chegando aos 10°C! No verão, a temperatura fica na faixa de 30°C, e no inverno pode cair para menos de zero! As chuvas são intensas e bem distribuídas e as geadas e até nevadas são comuns.

• Semiárido

É o clima predominante no sertão nordestino, com temperaturas muito altas: a média anual aproximada é de 27°C, além de chuvas escassas (cerca de 700 milímetros por ano) e mal distribuídas, o que faz com que seja uma região de seca.
Algumas vezes, a massa de ar equatorial atlântica consegue chegar ao sertão, provocando chuvas intensas no início do ano, sobretudo entre fevereiro e abril.