As Sete Maravilhas do Mundo Moderno


Anunciadas em 2007, as Sete Maravilhas do Mundo Moderno foram eleitas para ressaltar a grandiosidade, memória e beleza de conjuntos arquitetônicos construídos pelo homem. Existe também um interesse turístico na nova listagem, pois a classificação aumenta o interesse de visitantes.

A eleição aconteceu através de um concurso internacional, informal e popular, promovido pela organização suíça New Open World Foundation na campanha “New 7 Wonders”. Foram mais de cem milhões de votos via internet e telefonema. A cerimônia de anuncio foi realizada no dia sete de julho de 2007 (07/07/07) no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal.

As Sete Maravilhas

Em 2005 lista de candidatos contava com 200 monumentos. Antes do fim da eleição, a Necrópole de Gizé, no Egito, foi excluída da lista de finalistas para receber outro título, o de “Maravilha Honorária”.

A nomenclatura refere-se também às Sete Maravilhas do Mundo Antigo, obras arquitetônicas listadas pelos gregos por volta de 150 a.C. São Elas: a Pirâmide de Gizé, os Jardins Suspensos da Babilônia, a Estátua de Zeus, o Templo de Ártemis, o Mausoléu de Halicarnasso, o Colosso de Rhodes e o Farol de Alexandria. Destas, apenas a Pirâmide de Gizé ainda existe.

Confira a lista das Sete Maravilhas do Mundo Moderno:

1º Coliseu – Itália

Uma das maiores construções do Império Romano, feito em 70 d.C, o Anfiteatro Flaviano, como também é conhecido, é o principal símbolo de Roma. Palco de lutas entre gladiadores e massacre de incontáveis cristãos, tinha capacidade para 50 mil espectadores.

A parte da estrutura que perdura há dois milênios tem 46 metros de altura, é Patrimônio da Humanidade da Unesco e recebe 5 milhões de visitantes anualmente.

2º Cidade Chichén Itzá – México

Localizada na Península de Yucatán, no México, Chichén Itzá é a maior cidade deixada pela civilização Maia. Era centro político e econômico, composto pela pirâmide de Kukulkán, o Templo de Chac Mool, a Praça das Mil Colunas, e o Campo de Jogos dos Prisioneiros.

A cidade foi construída por volta de 430 a.C, abandonada em 670 d.C. e reconstruída 300 anos depois, quando se tornou centro de referência à cultura Maia. É patrimônio Mundial da Unesco desde 1998.

3º Machu Picchu – Peru

A cidade, feita em pedra, foi levantada em meados do século XV. Estima-se que para abrigar mil pessoas. A grande quantidade de templos sugere que seria um centro religioso dos Incas. Não se sabe ao certo por que a cidade foi abandonada, mas acredita-se que a vinda de espanhóis para a região da Cordilheira dos Andes tenha sido o motivo de sua destruição.

Machu Picchu significa “velha montanha”. O local, que também é conhecido como Cidade Perdida dos Incas, fica a 2,4 mil metros de altitude, no vale do rio Urubamba.

4º Cristo Redentor – Brasil

Construído entre 1922 e 1931, o Cristo é o monumento mais jovem de todos os eleitos. Localizado no Morro do Corcovado, bairro Santa Teresa – Rio de Janeiro, é também o principal símbolo da cidade.

Projetado pelo engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa e construído em colaboração dos franceses Paul Landowski, escultor, e Albert Caquot, engenheiro, foi inaugurado em 12 de outubro de 1931, dia de Nossa Senhora Aparecida para os católicos. Embaixo do monumento existe uma capela em homenagem à santa.

O ponto turístico, que passou por ampla reforma em 2003, quando foram instaladas escadas rolantes e elevadores para facilitar o acesso, chega a receber mais de um milhão de visitas por ano.

5º Muralha da China – China

Construída por volta de 220 a.C. a mando do imperador Qin Shihuang, da dinastia Qin, com o intuito de proteção militar contra invasões de tribos vizinhas, a Grande Muralha, como também é conhecida, se estende ao Mar Amarelo, ao deserto de Gobi e à Mongólia. Sua construção foi concluída apenas no século XVIII d.C.

São 21 quilômetros e 196 metros de comprimento e sete metros de altura. Além de Maravilha do Mundo Moderno, o monumento tem, desde 1986, o título de Patrimônio Mundial da Unesco. São mais de 9 milhões de turistas que visitam a atração anualmente.

6º As Ruínas de Petra – Jordânia

Esculpida em penhascos de arenito, a cidade foi proibida para estranhos do século XII até 1812, quando o explorador suíço Ludwig Burckhardt disfarçou-se de nativo e revelou ao mundo seu impressionante desenho arquitetônico, desenvolvido pelos árabes por volta de 1.200 a.C., que, desde 1985, é Patrimônio Mundial da Unesco.

7º Taj Mahal – Índia

Feito em mármore, o mausoléu foi idealizado pelo imperador Shah Jahan em homenagem à sua esposa preferida, Aryumand Banu Begam. O monumento é conhecido como a maior prova de amor do mundo e ostenta inscrições do Alcorão, livro sagrado dos mulçumanos, incrustadas em pedras semipreciosas. Localizado em Agra, foi construído entre 1630 e 1652. Recebe mais de 2 milhões de visitantes por ano.