O (s) e A (s) como demonstrativos


Os pronomes demonstrativos são termos utilizados em língua portuguesa para que o leitor (ou ouvinte) tenha bastante claro qual a relação de uma palavra com outra ou ainda, qual a relação com o contexto no qual ela está inserida.

Assim, mesmo com uma lista de pronomes demonstrativos, alguns termos podem ter funções diferentes em uma frase.

Um bom exemplo são os termos o, os, a, as. Estas palavras definimos primeiro como artigo definido. Entretanto, vamos ver alguns exemplos em que ele pode adquirir a função de demonstrativo.

demonstrativos

O e Os como pronome demonstrativo:

O artigo definido “o” será considerado pronome demonstrativo em uma frase sempre que anteceder o termo “que”. Analise o exemplo abaixo:

Não vi o que assustou você na casa.

Neste caso, o “o” assume a função de pronome demonstrativo. Durante a análise, se surgir alguma dúvida, você pode tentar substituir “o” pelas seguintes palavras: aquilo, aquele, aqueles, aquela ou aquelas. Veja como ficará a frase com esta alteração:

Não vi aquilo que assustou você na casa.

A frase manteve o seu sentido logo, podemos confirmar que o “o”, neste caso, possui função de demonstrativo.

Vamos verificar outro exemplo:

Esses meninos foram os que trouxeram os livros.

Neste caso temos dois pronomes demonstrativos. O termo “esses” e o “os”, que assume esta função na frase. Em caso de dúvida, podemos fazer o mesmo teste que aplicamos ao primeiro exemplo: substituir por aquele, aquilo, aquela, aqueles, aquelas. Ou seja:

Esses meninos foram aqueles que trouxeram os livros.

Novamente conseguimos realizar a troca de termos, sem que o sentido da frase tenha sido alterado.

A e As como pronome demonstrativo.

Os termos “a” e “as” também podem ser pronomes demonstrativos em uma frase. Assim como no caso anterior, também deve ser seguido pelo termo “que”. Vamos verificar um exemplo:

Essas meninas foram as que ganharam o campeonato.

Vamos substituir o termo “as” por um pronome demonstrativo:

Essas meninas foram aquelas que ganharam o campeonato.

Desta maneira, fica mais fácil entender e descobrir quando os termos “o(s)” e “a(s)” exercem função de pronome demonstrativo em uma frase.

Outras formas dos pronomes demonstrativos:

Os pronomes demonstrativos aparecem com freqüência nas construções em língua portuguesa. Assim, não é nosso objetivo neste texto realizar uma lista com todos os possíveis termos. Porém, vamos falar um pouco sobre a função do pronome demonstrativo dentro de uma oração.
Estes termos servem para situar algo ou alguém em relação ao espaço, ao tempo e dentro do discurso.

Alguns exemplos em relação ao espaço:

Podemos reconhecer os termos este, esse e aquele como pronomes demonstrativos em relação ao espaço. O termo “este” relaciona-se com que fala, logo, com a primeira pessoa doa singular. O termo “esse” refere-se a que ou quem está próximo de quem ouve e está relacionado com a segunda pessoa do singular, o tu ( ou você, em algumas regiões do país). O termo “aquele” refere-se a algo ou alguém que está distante de ambos, falante e ouvinte. Logo, refere-se à terceira pessoas do singular, o ele/ela.

Pronome demonstrativo este:

Este livro que comprei na livraria é muito bom.

Encontrei esta blusa no meu armário, mas ela não me pertence!

Em ambos os casos, o pronome demonstrativo utilizado indica que o objeto está próximo do corpo do interlocutor.

Pronome demonstrativo esse:

Esse colar que você sempre usa, têm algum significado especial?

Esse copo de refrigerante é seu?

Nestes exemplos indica que o objeto está longe do corpo do interlocutor, mas próximo do corpo do ouvinte.

Pronome demonstrativo aquele:

Aquele carro é seu ou de Maria?

Aquela bolsa azul foi a que eu mais gostei, pode me alcançar ela?

Nas frases acima, os objetos em questão, o carro e a bolsa, estão longes de ambos, interlocutor e ouvinte.

Alguns exemplos em relação ao tempo:

Em relação ao tempo, os mesmo pronomes podem adquirir um sentido diferente. O pronome este e suas flexões (estes, estas, nestas, neste…etc.) relaciona-se com o tempo presente e o futuro. Já o pronome esse, refere-se ao tempo presente e decorrido, o que poderíamos chamar de um passado próximo. Por fim, o pronome aquele e suas flexões relacionam-se a um passado distante. Segue alguns exemplos:

Pronome demonstrativo este:

Estes dias de festa serão incríveis!

Este mês está mais quente que o normal para esta época do ano.

Pronome demonstrativo esse:

Esse ano foi bastante movimentado em acontecimentos trágicos.

Esse mês foi gasto todo com trabalho de campo para a faculdade.

Pronome demonstrativo aquele:

Aquele ano de nossas vidas foi inesquecível, sinto saudades.

Aqueles meses de espera pelo resultado da prova foram de muita ansiedade.

Pronomes demonstrativos dentro do discurso:

Ao elaborar um texto, estes pronomes podem servir como elementos de ligação entre o que já foi dito e o que ainda será desenvolvido mais a frente.