Resumo sobre Napoleão Bonaparte


“O amor pela pátria é a primeira qualidade do homem civilizado” é uma das famosas frases do personagem que abordaremos nesse resumo.

Napoleão Bonaparte nasceu no dia 15 de agosto de 1769 e faleceu no dia 5 de maio de 1821, aos 51 anos. Napoleão nasceu em Córsega, na França e tem ascendência da nobreza italiana. Seu pai era Carlos Maria Bonaparte e sua mãe, Maria Letícia Ramolino.

Aos 10 anos, Napoleão foi enviado pelo pai para estudar em uma escola militar. Aos 27 anos, Napoleão se tornou general ao participar da Revolução Francesa que durou de 1789 a 1799. Os métodos de Napoleão até hoje são estudados em academias militares ao redor do mundo.

Napoleão tornou-se imperador em 1804, aos 35 anos. Em 1813, Inglaterra, Prússia, Rússia e Áustria uniram-se contra a França. Derrotado, Napoleão tentou o suicídio com uma dose letal de veneno.

Napoleão Bonaparte

“A morte não é nada. Mas viver vencido e sem glória é morrer todos os dias”, afirmava. “Você é quem eu mais amo no mundo. Minhas desgraças só me pesam pelo mal que fazem a você. Um beijo para nosso reizinho. Adeus, minha querida Luísa” escreveu em sua carta de despedida.

No entanto, o imperador sobreviveu após um acesso involuntário de vômito. Em seguida, ele foi exilado em Santa Helena, uma pequena ilha. Foi lá onde morreu tempos depois, doente e deprimido. Conheça detalhes de sua vida neste resumo sobre Napoleão Bonaparte.

Vida amorosa

Não podemos deixar a vida amorosa fora deste resumo sobre Napoleão Bonaparte. Segundo seu diário, sua primeira paixão foi a jovem Caroline de 16 anos. Ele confessou esse amor platônico em trechos de seu diário, escritos quando ele tinha 17 anos.

Napoleão teve um fracasso no amor antes de seu primeiro casamento. Ele se apaixonou por Bernardine Eugénie Desiree, e a jovem de 16 anos correspondia seus sentimentos. No entanto, François Clary, pai da moça, não permitiu o casamento. Sua filha mais velha já havia sido prometida ao irmão mais velho de Napoleão e François se recusava a ter mais um Bonaparte na família.

Pouco depois, ele se casou com Josefina de Beauharnais, seis anos mais velha. Ela era viúva de um visconde e tinha dois filhos: Eugène, de 14 anos, e Hortense, de 12. Para agradar a esposa, Napoleão começou a cuidar melhor da aparência.

Dois dias após a cerimônia, Bonaparte seguiu para uma missão de guerra. Josefina esperava o marido em Paris e gastava fortunas em festas. Além disso, não era segredo os inúmeros amantes que ela mantinha.

Ciente das traições da esposa, não demorou para Napoleão também pular a cerca. Ao retornar do Egito, onde estava em missão, Napoleão não encontrou a esposa em casa e decidiu pedir o divórcio. Após lágrimas e súplicas de Josefina, Bonaparte a perdoou.

“Minha única paixão, minha única amante, é a França. É com ela que me deito”, afirmava Napoleão. Após se tornar imperador da França aos 35 anos, o número de amantes e casos de Bonaparte deu um grande salto.

Napoleão chegou a ter um filho com uma de suas amantes: a polonesa Maria Waleska. Ele seduziu Bonaparte para convencê-lo a restituir a independência da Polônia, mas acabou se apaixonado.

Josefina nunca lhe deu um filho, e Napoleão questionava sua fertilidade. Ao engravidar a amante, Bonaparte decidiu se divorciar da esposa, para poder, enfim, ter um herdeiro legítimo.

Napoleão partiu em busca de uma nova esposa antes mesmo de oficializar o divórcio. A escolhida foi Maria Luísa, filha do imperador austríaco.

“Não é preciso que uma esposa seja uma mulher bonita. Já em relação a uma amante, é o contrário. Uma amante feia é uma monstruosidade. Faltaria a ela seu principal, ou melhor, seu único dever”, afirmou sobre a aparência da nova esposa, que apesar do sangue real, não era agradável aos olhos.

Um ano após o novo casamento, nasceu François Charles Joseph Bonaparte, ou Napoleão II. Este resumo sobre Napoleão Bonaparte termina algumas curiosidades:

Curiosidades

• Napoleão não fez muito sucesso entre as mulheres durante sua adolescência. Ele chegou a ser apelidado de “gato de botas” por utilizar botas negras e sujas. Ele foi um jovem magro, de cabelos engordurados e era frequentemente visto com os uniformes amassados.

• Pouco depois, ele começou a mudar sua posição com as mulheres e enfrentar a timidez. Ele confessou em seu diário que procurou uma prostituta e a encheu de perguntas antes de perder a virgindade aos 18 anos.

• “Na verdade, o que faço neste mundo? Já que terei de morrer, não é mais lógico me matar?”, afirma um trecho de seu diário, que ele escreveu aos 17 anos.

• Napoleão gostava de comer com as mãos. Ele adorava ovos fritos com azeitonas e pimenta, linguiça e feijão com legumes.

• Falam que Napoleão foi enterrado sem o pênis e que morreu devido à um câncer de estômago.

• Bonaparte era racista. Ele proibiu que militares negros morassem em Paris e impedia casamentos entre negros e brancos.

• Estima-se que suas batalhas para conquistar e Europa tenham deixado entre 3,5 milhões e 6,5 milhões de mortos, entre civis e militares.