Catarro: Como se forma e sinal de alerta


Provavelmente ao estar gripado, ou ainda acometido de outras doenças que afetam as vias respiratórias você deve ter sentido a presença de uma secreção transparente escorrendo por suas narinas, ou ainda, passando por sua garganta. A esta substância denominamos catarro.

Mas você sabe como o catarro se forma? De onde ele vem? O que ele indica?

Catarro

O que é o catarro e como ele se forma

O interior das narinas é revestido pela mucosa nasal e sua principal função é produzir um tipo de secreção transparente que não deixa corpos estranhos – tais como bactérias e poeira – entrarem no organismo.

Grande parte dessas impurezas, com as quais comumente estamos em contato no dia a dia é retida pelo muco, que devido a isso vai ficando grosso, ou, espesso. Ao mesmo tempo em que estes corpos estranhos são retidos as chamadas células ciliadas empurram esse muco para garganta.

Quando não são sinais de gripe, ou outras doenças o catarro é apenas uma mistura de diversas proteínas, restos de células e água produzidos em nossa mucosa e que tem o objetivo de nos proteger. A função desta secreção é filtrar o ar, normalmente infectado por diversas impurezas e corpos estranhos.

Escarrar ou não?

O X da questão está quando somos atacados por fortes resfriados, em situações como essa, diversas partículas tendem a escapar do filtro nasal seguindo rumo aos pulmões, nesse momento as células de defesa têm de agir rapidamente.

Na região dos brônquios há glândulas mucosas responsáveis pela produção de uma secreção mais forte que é a base do catarro espesso característico de diversos tipos de gripes.

As tais partículas que foram capturadas começam a se “movimentar” na secreção do catarro que tende a engrossar devido a restos de micro – organismos e anticorpos, e por isso ele muda de cor.

Há uma escala onde: Mais esverdeado remete a viroses e o mais amarelado para reações imunológicas devido à bactérias.

Nessa etapa o catarro é empurrado para garganta aonde chega contaminado por sujeiras, micro – organismos e até mesmo anticorpos.

A pessoa pode optar por engolir tudo novamente, ou ainda, escarrar. Em ambas as situações o efeito será o mesmo, se escarrado tudo é lançado para fora e problema acaba aí. Já se engolido o próprio corpo se encarrega de tratá-lo, assim o que é útil é reabsorvido e o que não é eliminado por meio das fezes.

Sinal de alerta

É sempre bom estar alerta aos sinais de que nosso corpo está passando por problemas, por isso é importante estar atento a cor, a consistência e também o odor do catarro.

O catarro, ou muco transparente, com consistência fina e sem odor é normal e não exige preocupações, contudo se o paciente tem notado uma produção de catarro acima da média durante duas ou três semanas é necessário procurar o auxílio de médicos.

Sobre a consistência do muco: A consistência do catarro pode indicar muita coisa sobre as vias aéreas de uma pessoa. Normalmente o muco deve ser líquido e levemente espesso, entretanto, um muco mais consistente pode ser sinal de infecção, doenças crônicas das vias aéreas – como a Fibrose Cística – ou ainda indicar um organismo desidratado.

Com relação ao cheiro: Raramente o catarro apresenta algum odor, se por acaso houver a presença de um cheiro levemente fétido pode ser sinal de infecção causada por bactérias. Se aliado ao odor o muco também apresentar uma consistência grossa há grandes chances de que isso seja um tipo de infecção bacteriana de origem brônquica, como a pneumonia, por exemplo.

A cor do muco também diz muito sobre a saúde de uma pessoa. Um “catarro saudável” não tem cor, mas, se estiver esbranquiçado pode indicar asma ou rinite, em geral a cor do catarro é diferente para fumantes que apresentam uma cor mais escura, e se for amarelado pode ser sinal de infecção

Agora tome muito cuidado se no catarro existir a presença de sangue, isso é sinal de infecção nas vias aéreas que devido a uma forte inflamação causaram o rompimento de pequenos vasos sanguíneos durante a expectoração ou tosse. Nesses casos a ajuda especializada é extremamente necessária, afinal, o sangue pode ser sinal de doenças mais graves como tuberculose e até mesmo câncer de pulmão.

O papel desta substância

Apesar de ser considerada uma substância um tanto quanto “nojenta” o catarro nada mais é do que uma forma de defesa do organismo frente a bactérias e micro – organismos indesejados. Portanto, todo cuidado e atenção devem ser redobrados.

Caso note-se alguma anormalidade seja em relação a cor, consistência, ou mesmo odor é necessário buscar ajuda especializada enquanto é tempo, afinal quanto mais cedo um possível problema de saúde for diagnosticado, mais chances de 100% de cura. No mais é só tomar cuidado e redobrar a atenção, o resto o próprio corpo faz.