Cupins


O cupim mais conhecido como aleluias, formigas brancas, térmitas e siriris, faz parte da Ordem Isoptera, Classe Insecta.

São insetos eussociais, ou seja, são animais que vivem em colônias compostas por seres especializados. Esse tipo de animal se divide em castas, onde cada uma delas desempenha uma função específica como, reprodução, defesa da colônia e coleta de alimentos. Cada divisão possui indivíduos com características específicas de acordo com a função que exerce na colônia, porém todas as castas dependem uma das outras para a sobrevivência da colônia.

Cupins

Os cupins podem consumir diversos tipos de alimentos, como madeira, papéis, couro, lã, vegetais vivos e matéria orgânica. Essa variedade de alimentos deve-se a existência de microorganismos simbiontes, bactérias e protozoários, presente no intestino posterior desse inseto. Esses microorganismos liberam enzimas que modifica os materiais consumidos em uma matéria que pode ser adquirida pelos cupins. Dessa forma, essa combinação é essencial para a sobrevivência desses animais.

Como o que acontece em todos os artrópodes, o crescimento docupim ocorre através da ecdise, perda provisória do exoesqueleto quitinoso que delimita o tamanho do animal. Através disso, o cupim elimina a membrana intestinal onde estão os microorganismo simbiontes, perdendo parte da sua fauna intestinal. Para resgatá-la, esses seres criaram um comportamento chamado trofalaxia anal, no qual há uma troca de alimentos oriundo do intestino entre os participantes da colônia.

A transferência de alimentos também pode ser feita através da boca, mas, nessa situação, sua função se remete a nutrição e não a recuperação da fauna intestinal.

Outro hábito dos cupins é o “grooming”, que consiste na ação de lamber uns aos outros. Tal método é fundamental na expulsão de microorganismo que possam causar doenças na colônia.

O fato de conhecer os hábitos dos cupins é importante quando deseja eliminá-los, pois aqueles que absorverem o inseticida passaram o produto para os outros membros da colônia.

Os cupins desempenham um papel muito importante na decomposição de madeiras e restos de vegetais em geral, pois, com isso, eles devolvem ao ambiente os nutrientes ali presentes. Além disso, organizam galerias que facilita uma melhor aeração do solo, proporcionando a entrada de fundos e outros microorganismos encarregados de acelerar o processo de decomposição de matéria orgânica encontradas no solo. Por isso, podemos dizer que os cupins são imprescindíveis para o equilíbrio ambiental.

Tipos de Castas

– Reprodutores: apresentam órgãos sexuais e asas; olhos funcionais. Quando prontos saem da colônia em um enxame para começar novos focos de ataque.

– Reprodutores secundários: podem substituir, em situações de emergência, o rei a s rainha caso eles morram.

– Operários: são estéreis e cegos e sedentos por celulose, alimento básico da colônia. Alguns também fazem a segurança da rainha, de seus ovos e ninfas. Trabalham 24 horas por dia, penetrando o interior das madeiras.

– Soldados: quando chegam ao fim do seu crescimento obtém uma blindagem na cabeça, e uma forte mandíbula. Eles são programados para proteger a colônia das formigas.

Hábitos dos Cupins

Os ataques as casas podem acontecer em um cômodo ou na residência inteira. As infestações só são percebidas muito tempo depois do inicio.

Entre os meses de setembro e dezembro, os cupins alados abandonam a colônia e voam até perderem suas asas que são muito frágeis. Livres delas, os insetos dão origem a novas colônias nas portas e janelas, forros e móveis.

Os cupins são animais lucífugos, ou seja, não aparecem á luz, eles apenas se movimentam em galerias construídas dentro da madeira. Apenas o interior da madeira é prejudicado.

Dentro da madeira os cupins constroem galerias longitudinais e , entre alguns intervalos, fazem pequenos canais verticais às galerias, que se abrem para fora, por onde liberam os excrementos.

Curiosidades

As principais espécies de cupins encontradas nas cidades são os cupins subterrâneos e os cupins de madeira seca.

– Cupins Subterrâneos: esse tipo é encontrado em casas e prédios, comendo madeira, livros e roupas. Podem se espalhar por toda a construção podendo se abrigar nas revoadas ou através de migração do solo.

– Cupins de Madeira Seca: atacam móveis e madeiras. Seu aparecimento é apontado pela presença de pó granulado e poucas vezes passam para outras partes.

Mitos e Verdades sobre os cupins

Verdades

– Siriri é cupim: os siris são cupins com assas. Com o calor eles iniciam o período reprodutivo e se instalam nos imóveis a procura de alimentos.

– Várias espécies de cupim invadem ambientes urbanos: os mais comuns são o cupim de madeira seca e o cupim subterrâneo.

Mitos

– Cupim come concreto: o máximo que os cupins podem fazer é destruir estruturas de alvenaria decorrente da qualidade da argamassa usada.

– Cupins são capazes de destruir uma casa de alvenaria: os cupins apenas conseguem comprometer uma casa inteira se ela for erguida com uma madeira não tratada.

– Cupins são sempre ruins: existem espécies benéficas para o meio ambiente, pois desempenham o papel de decompositores.