Pâncreas


O pâncreas consiste em uma glândula localizada na região do abdômen, tendo ele entre 15 a até 25 cm de extensão. De uma forma mais exata, ele fica exatamente entre o baço e o duodeno, além de estar em posição estratégia para nosso organismo: atrás do nosso estômago. No corpo humano ele tem uma função de altíssima importância: integra os sistemas endócrino e digestivo. E é exatamente neste sentido que ele possui uma função dupla tanto exócrina, quanto endócrina.

Ele é o responsável pela produção do suco pancreático que atua diretamente no nosso processo de digestão, uma vez que possui também enzimas de caráter digestivo.

Pâncreas

Já a sua porção endócrina se torna a responsável pela produção de alguns hormônios do nosso organismo, que participam na própria regulação de algumas atividades do metabolismo. Alguns desses hormônios são o glucagon, a insulina e a somatostatina, importantíssimos para manter nosso metabolismo em bom funcionamento e livre de doenças como a diabetes, por exemplo.

Principais características do pâncreas

Entre as principais características do pâncreas podemos destacar:

• O pâncreas é um órgão que conta com três principais regiões: a cabeça, a estrutura corporal e, por fim, a cauda. A cabeça é a parte que fica anexada ao quadro duodenal, e a calda, por sua vez, é afilada.

• A sua vascularização ocorre por meio das artérias pancreaticoduodenais, difícil nome, certo? A drenagem venosa, por sua vez, é realizada graças às veias pancreáticas.

• Existem dois tipos de tecido nesta glândula e cada um deles é responsável por uma função:

1. Ilhéus de Langerhans – o tecido, localizado na região endócrina, é o que abriga as células responsáveis pela própria secreção de hormônios. Esse tecido é o que possibilita o controle dos níveis de glicose presentes em nossa veia e sangue.

2. Ácino Pancreático – já esse tecido, que fica na região exócrina do órgão, é responsável pela fabricação de enzimas que trabalham no processo de digestão.

Vamos conhecer um pouco mais a fundo quais são as principais funções do pâncreas?

• Porção endócrina do pâncreas

A porção endócrina é composta por três diferentes grupos celulares – um que produz glucagon, outro que produz somatostatina e, por fim, o que produz insulina. Cada um desses hormônios se responsabiliza por uma tarefa em nosso corpo e, depois de produzidos pelas ‘ilhotas pancreáticas’, eles são lançados diretamente para a nossa corrente sanguínea.

• Porção exócrina:

A porção exócrina é a mais conhecida função do pâncreas, afinal, trabalha diretamente no processo de digestão do nosso organismo. E aqui vale uma curiosidade interessante: por mais que seja a mais famosa atuação da glândula, a verdade é que sua principal função é a anterior, ou seja, relacionada ao sistema endócrino e responsável pela produção de hormônios.

A sua participação na digestão se dá por meio da secreção de enzimas digestivas, em estruturas conhecidas como ‘ácinos’. As enzimas, nesse caso, são secretadas para o duodeno, por sua vez, preso à região da cabeça do pâncreas, que irá continuar a digestão e formar as fezes.

Principais problemas no pâncreas e seus sintomas

O mais conhecido problema que pode atingir à região do pâncreas é o câncer, porém, está longe de ser a única patologia do órgão.

Os mais ‘comuns’ problemas no pâncreas são:

• Diabetes: a diabetes é um exemplo das doenças que podem atingir o pâncreas, o que ocorre quando as células pancreáticas não produzem insulina o suficiente, ou então, produzem de forma exagerada. Há também o caso da diabetes tipo 2, que é quando o pâncreas produz a insulina em quantidades normais, porém, o organismo não é capaz de utilizá-la como deveria.

• Câncer: o câncer no pâncreas ocorre quando há o desenvolvimento de células malignas pancreáticas;

• Pâncreas anular: esse problema consiste em uma má formação congênita de uma pequena parte do tecido pancreático, o que pode causar obstrução. Neste caso, uma cirurgia é necessária.

• Pâncreas ectópico: quando o tecido pancreático também é presente em outros órgãos do corpo. Neste caso, a patologia pode ser tratada tanto por meio de medicação como também com cirurgia.

• Cistos no pâncreas: os cistos nada mais são do que ‘bolsas’ com ar ou líquido, que no caso, são removíveis com cirurgia.

E os sintomas?

Se você tiver com problema no pâncreas, provavelmente vai sentir sintomas como:

•Dores na região do abdômen, que podem ocorrer subitamente ou pode começar leve e progredir com o passar do tempo. Elas geralmente se concentram na região mais central do pâncreas;

•Diarreia frequente em que ocorre a eliminação de gordura;

•Dores mais fortes e agressivas quando o indivíduo fica em posição deitada e de costas;

•Sintomas como vômitos ou enjoos frequentes sempre após a alimentação, principalmente quando associados à dor também merecem atenção especial.

Ao sentir qualquer um desses sintomas o mais indicado é procurar um médico especialista, no caso, um endocrinologista para diagnosticar uma possível patologia.