Resumo da Biologia


“Estudo da vida”, poderia até ser uma poesia, mas esse é o significado da palavra Biologia, uma das ciências mais importantes para o homem. Afinal, tudo o que conhecemos, a tecnologia, os monumentos, as paisagens e todo o restante só é possível porque existe vida, por isso, o ramo que se dedica a estudar todas as formas de vida, desde um complexo ser humano até um micro-organismo, merece reconhecimento!

Você já sabe o objetivo geral da biologia, mas ainda há muito mais para se conhecer a respeito dela. Por isso, fica o convite para a leitura do resumo da Biologia escrito a seguir, que vai explorar em mais detalhes esse tema e falar também das subdivisões dessa ciência.

Biologia

Resumo da Biologia – conceito geral e histórico

Já sabemos que biologia é o estudo da vida, porque consiste na junção de duas palavras de origem grega: “bios”, que significa “vida”, e “logos”, que significa estudo. Trata-se de uma ciência natural que se preocupa com todos os seres vivos, sua origem, estrutura, como interage com os outros seres vivos e com o ambiente em que vive.

Embora seja um área bastante presente nos dias de hoje, podemos dizer que a Biologia é pré-histórica e acompanha o ser humano desde o seu surgimento. A partir do momento em que o homem começa a perceber que cada árvore tinha uma época certa para dar frutos, que algumas plantas não podiam ser consumidas porque eram venenosas e que nem todos os frutos que encontravam podiam ser ingeridos, já estava lançando as bases para a Biologia.

Ao longo do tempo, os conhecimentos foram se aprofundando cada vez mais: no Egito Antigo, a técnica de mumificação também exigia que se soubesse um pouco sobre as plantas e os óleos que eram usados no processo.

Pouca gente sabe, mas o filósofo Aristóteles também era naturalista (uma espécie de antecessor dos biólogos) e no século IV a.C. estudava os mais diversos seres vivos e fez a primeira classificação deles, separando os “com sangue” dos “sem sangue”. Suas observações serviram como referências para pesquisas posteriores durante muito tempo.

No século XIV, em plena Idade Média, os cientistas começaram a realizar os processos de dissecação de cadáveres de seres humanos, o que foi fundamental para que os conhecimentos sobre anatomia pudessem evoluir. No ano de 1650, a Biologia deu um salto importante, pois foi descoberto o microscópio, aparelho imprescindível para as pesquisas até os nossos dias.

Já em 1809, Lamarck publicou uma obra sobre a evolução das espécies e 50 anos mais tarde, Charles Darwin publicou um livro que tratava da origem das espécies, que é aceito até os dias de hoje.

Gregor Mendel, que é tido como o pai da genética, se lançou nos estudos sobre a hereditariedade em 1866, fazendo experimentos com ervilhas.

Nessa breve linha do tempo desenvolvida acima, estão apenas alguns dos eventos que marcaram a história da Biologia e que comprovam que essa ciência se desenvolveu junto com a sociedade.

Resumo da Biologia – subdivisões

A Biologia em si é uma ciência muito abrangente, por isso, as subdivisões permitem que os estudos sejam feitos com mais profundidade e, principalmente, eficiência. Veja agora algumas áreas que são ramificações da própria Biologia:

• Anatomia: encarrega-se do estudo da estrutura física dos seres vivos, tanto os órgãos internos quanto externos, qual é a localização, como funcionam e como interagem entre si para manter a vida daquele indivíduo. A Anatomia Humana especificamente, faz parte da Medicina.

Botânica: é o ramo responsável por estudar as plantas, os fungos e as algas, sob perspectiva fisiológica e morfológica. Ela é dividida em aplicada, descritiva e experimental.

• Ecologia: também faz parte da Biologia, mas cuida das relações estabelecidas entre os seres vivos (da mesma espécie ou não) e entre os seres vivos e o ambiente que ocupam, analisando de que forma essas partes podem se influenciar.

• Zoologia: estuda os animais, desde as suas origens até a estrutura, quais as propriedades das suas células e como são constituídos os seus tecidos. Além disso, ela conversa com a Ecologia, porque também se preocupa com a relação estabelecida entre os animais e os seus respectivos habitats.

Genética: abrange a hereditariedade, ou seja, a forma como determinadas características físicas e biológicas dos seres vivos são transmitidas de uma geração para a outra por meio dos genes.

• Embriologia: como o próprio nome diz, é o estudo dos embriões, que se preocupa com o desenvolvimento do embrião que dará origem ao feto e, posteriormente, ao bebê ou filhote.

Microbiologia: aprofunda-se nos conhecimentos sobre os micro-organismos, que são aqueles seres vivos que só podem ser vistos com o auxílio de um microscópio óptico ou eletrônico.

Com esse resumo da Biologia, já podemos ter noção do quão complexa é essa ciência, mas, ao mesmo tempo, como os conhecimentos proporcionados por ela são importantes para o nosso desenvolvimento!