Física Aplicada à Radiologia


É interessante verificar o conceito da física aplicada e da radiologia para entender no que elas se baseiam, quais são seus fundamentos, características, e assim em diante. A Física Aplicada pode ser caracterizada como a física que é utilizada para o suporte de alguma tecnologia, como a física aplicada à engenharia. Essa física está baseada em todas as verdades e conceitos da ciência física, porém, a mesma utiliza-se dos princípios científicos em sistemas práticos e aparelhos.

Já a radiologia é caracterizada como uma especialidade da medicina que visa tratar a aplicação de tecnologias como o raio-x e radiação para diagnosticar diferentes doenças. A ciência da radiologia permite que sejam visualizados ossos, estruturas e os órgãos de uma pessoa através das tecnologias, sejam elas as mais antigas como o raio-x ou as mais novas tecnologias, seja a tomografia computadorizada, a mamografia, a ressonância magnética e, também, a ultrassonografia.

Física Aplicada à Radiologia

Relação da Física com a Radiologia

Os métodos aplicados pela radiologia permitem que uma imagem seja “produzida” através de diagnósticos não invasivos feitos pelas tecnologias citadas anteriormente. Através disso, é possível que a radiologia promova o tratamento de determinadas doenças ou patologias. No caso, a radiologia pode estar ligado a diferentes áreas, mas é na física que ela encontra seu “firmamento”. Ao identificar a física aplicada à radiologia, é preciso entender como a física está relacionada à radiologia.

Em meados de 1895, o físico nascido na Alemanha, Wilhelm Conrad Röntgen, foi o grande responsável pela descoberta de uma espécie de radiação eletromagnética nos comprimentos de onda, do qual atualmente segue conhecido como o raio-x. A descoberta do físico ocorreu depois de verificar alguns equipamentos desenvolvidos por colegas de profissão. Quando se deparou com a ideia de propagação dos raios catódicos localizados fora de um tubo, o físico ficou curioso para ver como funcionava.

Com isso, passou a estudar a luminescência produzida pelos raios catódicos. Na ocasião, o físico ficou durante toda a tarde analisando as descargas elétricas que aplicava no tubo, aos poucos Röntgen foi analisando e fazendo descobertas interessantes sobre luminescência produzida por raios catódicos fazendo diversas aplicações, até que descobriu os raios-x. A descoberta do físico foi incidental devido a sua investigação contínua e colaboração de colegas, tentando aprimorar a descoberta de uma nova radiação.

Ao longo do tempo, novas descobertas foram feitas e que permitiram a evolução e eficiência da radiologia. A partir da física aplicada, a radiologia evoluiu e novas descobertas foram feitas. No ano de 1896, o físico francês, Antoine Henri Becquerel, descobriu um dos métodos de tratamento que auxilia até os dias atuais no tratamento do câncer. A tecnologia descoberta é conhecida nos dias atuais como radioatividade, que acontece através de elementos com excesso de energia e na busca pela sua estabilidade acaba por emitir energia.

A liberação dessa energia (no caso, a energia radioativa) ocorre quando o núcleo instável sofre uma transformação, fazendo com o núcleo perca partículas de gama, alfa e raios gama. Cada partícula é utilizada em uma determinada ciência na medicina nuclear. A gama, por exemplo, é utilizada na imagiologia que é um processo que faz diagnósticos a partir das imagens feitas por partículas radioativas, seja a tomografia computadorizada, a mamografia e ultrassonografia e, até mesmo, a tradicional e conhecida radiografia, ou raio-x.

O físico francês Becquerel realizou a descoberta da radioatividade logo após estudar quais eram os efeitos da luz solar sobre materiais que fossem fosforescentes. A radioatividade pode proporcionar benefícios ao ser humano, seja na produção de energia, no diagnóstico de doenças, no tratamento e controle do câncer e, até mesmo, na esterilização de materiais médicos.

A importância da Radiologia

A radiologia possui muita importância nos dias de hoje. Através da radioatividade, é possível que diversas pessoas possam ser beneficiadas com os aparelhos e as variadas possibilidades que promovem maior qualidade de vida auxiliada à medicina e outros fatores. Desde a descoberta da radiologia e sua relação com a física aplicada, a medicina pôde ganhar muito com as funcionalidades que os aparelhos a base de radiologia.

Atualmente, é possível contar com aparelhos chamados como tomógrafo, mamógrafo, gamógrafo gama câmara, raios-x convencionais, entre outros. Todos os aparelhos são utilizados diariamente com o objetivo de atender novas necessidades que surgem no dia a dia. Além disso, também é possível contar com a radioatividade para a obtenção de energia elétrica dos reatores nucleares. A Radiologia e a física são duas ciências que se uniram e, até nos dias atuais, continuam propagando benefícios.

– A radiologia é uma área que permite ser utilizada para descobrir possíveis patologias, inclusive auxiliar no tratamento da doença identificada;

– A radioatividade possui uma grande importância na medicina e em diversos outros segmentos, por isso, é comum vê-la nas mais variadas ramificações;

– A área da radiologia possui diversas ramificações, como a radiologia médica, odontológica, ambiental, de projetos, entre outros.