Os Panteras Negras nos EUA


O Partido dos Panteras Negras, tradução literal para ‘Black Panther Party’ – que na denominação oficial conta ainda com “Autodefesa” no final (for Self-Defense) – consiste em uma organização de origem política extraparlamentar norte-americana, sendo ela ligada ao socialismo revolucionário e ao nacionalismo dos negros do país. O grupo surgiu na cidade de Oakland, na Califórnia, no ano de 1966, permanecendo ativo nos EUA até o ano de 1982.

Os Panteras Negras nos EUA

Quem foram os Panteras Negras nos EUA?

Os Panteras Negras nada mais foram do que integrantes de um dos mais polêmicos grupos norte-americanos revolucionários de todos os tempos. O objetivo? Defender os direitos dos negros estadunidenses.

Há um ponto controverso no objetivo do grupo: o uso de resistência armada para acabar com a opressão à população negra.

Quando nasceu, o grupo prometia patrulhar os bairros e comunidades com alta concentração de negros, conhecidos popularmente no país como ‘guetos’. A razão era compreensível: evitar que os moradores da região fossem oprimidos pela violência policial, muito presente nesta época.

O movimento tomou maiores proporções e ainda na década de 60 estava com mais de dois mil membros ativos. Além disso, escritórios para reunião dos integrantes foram instalados nas principais e mais populares cidades norte-americanas.

Mas não tardou até que as brigas com a polícia norte-americana também tomassem ‘proporção à altura’. Entre os anos de 1966 (criação dos Panteras Negras) e 1970, mais de 30 panteras e 15 policias foram mortos em conflitos nas cidades de Chicago e Nova York (principais palcos dos escândalos).

Em 1968, os Panteras Negras começaram a ser perseguidos pelo FBI, após serem classificados pelo órgão como “maior ameaça de todos os tempos à segurança interna norte-americana”.

Foi a partir de então que o movimento assumiu outras responsabilidades. As atitudes violentas (principalmente com alvo à polícia) foram renunciadas e houve a promessa de prestação de serviços sociais e de assistências aos conglomerados negros mais pobres do país.

A renúncia não foi o suficiente e o movimento acabou perdendo cada vez mais a sua importância para a própria população negra, o que fez com que ele desaparecesse por completo no começo dos anos 80.

O movimento negro contava com três diferentes “caminhos de luta”, ou melhor, três ideais distintos para que o combate ao racismo fosse possibilitado.

São eles:

  • Movimento em nome dos direitos civis

O movimento tinha as seguintes características:

– Líder de maior destaque: Martin Luther King Jr.

– Principais objetivos: sem qualquer tipo de violência, o objetivo deste grupo era a obtenção de direitos iguais para os negros, como é o caso da possibilidade de voto, por exemplo. Todas as suas ações eram pacíficas e neste sentido, as táticas utilizadas eram desobediência de caráter civil e boicotes.

– E os resultados? Quando Martin foi assassinado, manifestações neste sentido levaram à aprovação, no ano de 1964, da “Lei dos Direitos Civis”. Ela acabou tanto com o racismo como com a discriminação a outros grupos julgados como ‘minorias’.

O movimento contava com as características:

– Líder de maior destaque: Malcolm X

– Principais objetivos: a corrente religiosa buscava a luta política legalmente, porém, era adepta à violência no caso de autoproteção do grupo. O grupo não aceitava de modo algum a igualdade de raças, e por isso, defendia o separatismo da comunidade negra.

– E os resultados? Posteriormente, Malcolm X assumiu que havia sim a possibilidade de convivência entre negros e brancos, o que fez com que seus antigos seguidores passassem a odiá-lo. Não à toa, foi assassinado por um deles em um comício organizado no ano de 1965.

• Panteras Negras

Já o grupo que se consolidou a partir de então foi o grupo dos Panteras Negras. Suas características eram:

– Líderes de maior destaque: Bobby Seale e Huey Newton

– Principais objetivos: o grupo visava à entrega de armamento para todos os negros norte-americanos. Os mais radicais queriam ainda a liberação de todos eles das prisões e o pagamento de indenização para as famílias que tiveram membros na época da escravidão.

– E os resultados? O grupo, que utilizava táticas violentas para defender seus ideais, passou a ser perseguido pela polícia e até mesmo pelo FBI, o que levou ao seu fim em meados dos anos 80.

Mais curiosidades sobre os Panteras negras nos EUA

Algumas curiosidades sobre o grupo são:

1. Os Panteras Negras tinham uma plataforma única onde seus planos foram delimitados em ’10 pontos’. Eram eles: emprego, habitação, terra, liberdade, educação e outros;

2. O movimento realizava todos os dias e em qualquer período, o monitoramento da polícia em bairros predominantemente negros;

3. O maior princípio do grupo era: “amor infinito pelos indivíduos”;

4. O grito de guerra dos Panteras Negras nos EUA era “Liberte Huey”. Ele foi determinado após a prisão de um de seus líderes, Huey Newton, no ano de 1967.