Tipos de gráficos


gráficos

Você sabe definir o que é um gráfico?

Um gráfico é uma demonstração visual estruturada para refletir, por meio de representações numéricas, um determinado fato, buscando oferecer uma visão global desse fato que facilite sua compreensão.

Há vários tipos de gráficos, que se prestam à mesma finalidade e a finalidades diferentes, como veremos à seguir.

Tipos de gráficos

1 – Gráficos em coluna

Esse tipo de gráfico tem como finalidade estabelecer comparações e hierarquia entre diversos elementos. Por ser uma demonstração vertical, é a que melhor se aplica a questões relacionadas a hierarquia.

Por exemplo:

Comparação do faturamento com vendas das empresas de cosmético presentes no Brasil.

2 – Gráficos em barra

Esse tipo de gráfico tem a mesma função do gráfico em coluna, que é representar uma comparação. A diferença é que nos gráficos em barra os itens são dispostos na horizontal.

3 – Gráficos em pizza

A vantagem dos gráficos em pizza é que oferecem uma visão global mais apurada, uma vez que a pizza inteira oferece uma visão de 100% do problema representado e uma ideia mais clara de proporcionalidade entre os diversos itens.

4 – Gráficos em linhas

Esse tipo de gráfico se diferencia dos anteriores pela finalidade. O gráfico em linhas serve para demonstrar a evolução através do tempo de uma determinada situação.

Por exemplo:

Qual a performance de um candidato à presidência da república ao longo das pesquisas realizadas por determinado instituto. As linhas vão demonstrar se ele vem oscilando, caindo ou subindo na preferência do eleitorado.

É muito usado, também, para descrever o comportamento das ações na Bolsa de Valores.

5 – Gráfico de áreas

Esse tipo de gráfico serve para mostrar a proporcionalidade entre dois fenômenos.

Por exemplo:

Serve para comparar, em finanças, qual a participação das despesas no montante das receitas de uma empresa. Serve para mostrar se a empresa é saudável e tem um bom fluxo de caixa. Quanto menor a participação das despesas no montante das receitas, melhor.

Esses são os gráficos mais comuns. Existem outras formas de demonstração de fatos e realidades por meio de números e imagens, mas esses são suficientes para satisfazer as mais diversas necessidades.