A influência da vegetação sobre o clima


Os tipos de vegetação e o clima brasileiro

Desde cedo ouvimos falar que a vegetação existente no ambiente tem influência no clima que o local possui. Isso realmente é um fato comprovado por meio de diversos estudos. Chuvas, tempo seco e calor são potencializados pelo tipo de vegetação predominante da região. Contudo, mais do que isso, entender a importância da vegetação para o clima é saber que se torna essencial à preservação de florestas e demais áreas verdes para o equilíbrio ambiental e a consequente qualidade de todo ser vivo.

Temperatura

A vegetação faz um trabalho essencial de absorver parte da energia solar presente na superfície terrestre. Em regiões abertas e que possuem pouca vegetação e áreas verdes a tendência é de que a temperatura seja mais elevadas, com tempo seco e sem muita chuva. É o caso das cidades na região Norte e Nordeste do Brasil.

 A influência da vegetação

Do outro lado, com uma grande presença de áreas com vegetação, a região fica com temperaturas mais amenas. Isso acontece devido ao fato da vegetação influenciar na elevação de umidade presente no ar. Portanto, é certo dizer que a vegetação tem uma ação positiva na qualidade de vida da população, proporcionando um ar mais limpo e uma umidade que é propícia para atividades ao ar livre.

Também vale dizer que a presença de vegetação em determinada região faz com que a média de temperatura seja constante, não tendo uma variação decorrente e sem atingir picos mais extremos, seja em um grau térmico maior ou menor.

Presença de chuvas

Se a presença de vegetação no local proporciona maior umidade na atmosfera isso implica, consequentemente, em uma maior incidência de chuvas. Um claro exemplo disso é a região sudeste do Brasil.

Um fato curioso no nosso país é que a presença da Floresta Amazônica é responsável por chuvas em várias partes do Brasil, não apenas na região Norte. Isso ocorre porque as massas de ar se descolam por toda a região, chegando até o sul do país.

Tipos de vegetação e o clima

O Brasil possui uma grande variedade de paisagens vegetais ao longo de toda a sua extensão. Elas trazem um perfil característico do clima em cada uma das áreas do país. A seguir, vamos mostrar a relação entre algumas delas para facilitar a sua compreensão:

Floresta amazônica

A região da floresta amazônica é dominada pelo clima equatorial, ou seja, quente, úmido e com uma baixa amplitude térmica. Isso ocorre devido às formações de árvores de médio e grande porte.

Mata Atlântica e mangues

O clima tropical úmido da Mata Atlântica acompanha uma estreita faixa costeira, que se estende por São Paulo até o Rio Grande do Norte. A principal característica é a temperatura elevada no decorrer do ano, principalmente na região Nordeste. No Sudeste, as temperaturas podem cair nas estações mais frias do ano, como outono e inverno, porém na parte de cima do País, o calor é predominante.

A Mata Atlântica tem uma enorme biodiversidade de vegetação, formada por árvores de tamanhos médios e grandes. Isso torna a floresta fechada e mais densa e apresenta ecossistemas como manguezais e restingas. Os mangues podem ser vistos especialmente na região Nordeste, uma vez que são formados por plantas de raízes aéreas, ou seja, aquelas que se projetam acima do nível das águas.

Cerrado e pantanal

A região Centro-Oeste brasileira possui um clima tipicamente tropical. É um clima predominantemente quente, mas que é marcado por duas estações diferentes ao longo do ano, o verão úmido e o inverso seco.

A vegetação com características do cerrado é formada por arbustos e campos, em sua maioria. Geralmente possuem árvores com raízes profundas e cascas grossas. No verão as temperaturas são altas, com um grau de umidade que ajuda a manter a qualidade do ar.

Esse tipo de vegetação também é muito comum nas cidades do interior das grandes capitais do Nordeste. São regiões que apresentam um clima árida e menos úmido, o que chamamos de sertão nordestino.

O Pantanal da região Centro-Oeste apresenta uma área de baixa altitude e plana, que durante o verão tem grandes chances de inundação devido a grande quantidade de chuvas.

Floresta e campos

Já a região Sul do país é conhecida pelo clima subtropical. As temperaturas predominantes são baixas durante o ano todo, porém no verão, as temperaturas podem subir bastante. Isso proporciona a maior amplitude térmica do país, ou seja, a variação de temperatura é mais constante, ao contrário da região Sudeste, por exemplo.

A principal vegetação é a mata de Araucária, ou também mata dos Pinhais, com espécies como ipê e erva-mate. A característica destas áreas é de folhagem pontiaguda. Já o Pampa é restrito ao Rio Grande do Sul, com muita variedade de serras, planícies e morros. É bastante comum na Argentina e Uruguai também, devido a proximidade das regiões.