Mineração


A mineração é um termo que compreende algumas atividades voltadas para a extração de minérios. Ela abrange, nesse caso, atividades essenciais para a indústria e para a manufatura de alguns bens usados no cotidiano moderno. Grande parte dos objetos e produtos que consumimos, tais como componentes de computador e até o sal para temperar alimentos, são oriundo da atividade de mineração.

De uma forma geral, a mineração (também conhecida como extrativismo mineral) acompanha a humanidade desde os primórdios da civilização, e tal atividade já era utilizada, de maneira ainda rudimentar, na pré-história, inclusive durante o período neolítico.

Atualmente, a mineração é um componente indispensável para a industrialização e a economia mundial.

Mineração

Por assim dizer, mineração é um termo oriundo da raiz latina “mineralis” e o seu significado é “mineral”. Em suma, é a ação de extração de minerais encontrados de forma natural em determinadas da Terra.

O extrativismo mineral abrange a extração de minerais em estado sólido, tais como o carvão; em estado líquido, tais como o petróleo; e estado gasoso como, por exemplo, o gás natural.
Algumas características do carvão:

– É uma rocha sedimentar metamórfica.

– Possui geralmente cor escura ou marrom.

– É extraído do solo por meio da mineração subterrânea, podendo ser extraído, em determinados casos, a céu aberto.
Algumas características do petróleo:

– É uma substância inflamável e, de acordo com algumas teorias, é afirmado que ele se constitui a partir de material orgânico oriundo da superfície da Terra.

– Possui geralmente cor escura, mas pode variar do verde ao castanho claro.

– Atualmente é um dos recursos naturais mais importantes e é utilizado para a fabricação de polímeros, medicamentos e uma série de produtos industriais.

Algumas características do gás natural:
– É um combustível fóssil e é obtido por meio da exploração de profundos reservatórios do solo.
– É inodoro, incolor e é o resultado da junção de hidrocarbonetos gasosos.
– Ele pode ser associado (encontrado dissolvido em óleo) ou não associado (praticamente livre de óleo ou completamente desprovido dele).

O tratamento de minérios

O tratamento de minérios é um procedimento que tem por intuito efetuar a separação dos minerais importantes da ganga, que é a parte do minério desprovida de valor lucrativo e, devido a isso, é sumariamente descartada.

Os processos de separação abrangem características químicas e físicas. A sequência desses processos é constituída pelas etapas:

– Fragmentação

– Granulação

– Classificação

– Concentração

A extração mineral no Brasil

O extrativismo de minérios em território brasileiro é um dos pontos fortes da economia desde os tempos do Brasil Império. Atualmente a mineração constitui parte importante do PIB (Produto Interno Bruto), bem como gera empregos diretos e indiretos. Sendo assim, é possível aferir que o setor de mineração contribui de forma significativa no aquecimento econômico da nação.

O extrativismo mineral no Brasil se intensificou com a procura de metais de importante valor lucrativo, tais como prata, ouro e cobre. Na primeira metade do século XVIII foram encontradas pedras preciosas nas regiões onde hoje abrangem os estados de Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso.

A intensa atividade extrativista propiciou o crescimento e o desenvolvimento das regiões centrais do país.
Atualmente, o Brasil é caracterizado como um dos principais países produtores e exportadores de substâncias minerais. A atividade de mineração no país compreende a extração de materiais como:

– cobre

– cassiterita

– ouro

– cromo

– estanho

– bromo

– nióbio

– níquel

– manganês

– zinco

– potássio

– ferro e demais substâncias de importância vital para a economia do país e do mundo.
Vale destacar também que atualmente o país é detentor de uma imensa reserva de nióbio, mineral importante na aviação, mais precisamente na fabricação de turbinas.

Dentro do atual paradigma econômico as áreas do país que apresentam maior atividade de extrativismo mineral é a região de Minas Gerais, Bahia, Rondônia, Bahia, Mato Grosso, Pará, Goiás e São Paulo. Isso ocorre porque as referidas regiões apresentam solo favorável e compreendem zonas de intensa formação de minério.

Minas Gerais, por exemplo, é o estado brasileiro responsável pela produção de ferro devido à presença do seu famoso Quadrilátero Ferrífero.

Essa região atualmente ocupa cerca de 7000 km² e constitui uma relevante região do período pré-cambriano do Brasil. Além do ferro, o Quadrilátero Ferrífero conta também com minérios de magnésio e ouro.

Minérios do Brasil
É possível afirmar que o país possui alguns dados positivos da extração de alguns minérios, tais como:

– Ouro – Metal que atende tanto a economia interna quanto externa.

– Quartzo – Material de extrema relevância para o setor da informática.

– Manganês – Minério bastante usado na indústria de aço.

– Cobre – Esse metal possui forte concentração nos Estados do Pará e da Bahia.
Apesar da notória importância do extrativismo mineral para a indústria e economia capitalista, essa atividade, dependendo da maneira como é praticada, é também responsável por alguns danos ao meio ambiente, tais como a deterioração das margens de rios e lagos.