Resumo do Oriente Médio


O Oriente Médio é uma das regiões mais importantes do globo terrestre. Ali estão sediados alguns dos países mais importantes da história mundial, como Egito, Israel, Arábia Saudita, Turquia e Irã. A região é uma das mais antigas de que se tem notícia da formação de grandes impérios. O império egípcio, o império babilônico, o império persa e grande parte do império romano tiveram seu nascimento e apogeu nesta área que, atualmente, é fruto de intensas disputas territoriais por dois motivos principais: a religião e o petróleo.

Para entender bem os porquês destas disputas é preciso voltar no tempo. A região do Oriente Médio, que hoje vai do Egito até o Golfo Pérsico (há outras denominações, mas esta é a mais reconhecida), foi uma região onde nasceram as três principais religiões monoteístas (que adoram apenas um deus) da humanidade: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. Cidades como Jerusalém, por exemplo, possuem templos das três religiões e adeptos das três culturas, o que fez com que a cidade fosse disputada por vários países. Até hoje há esta disputa.

Oriente Médio

As guerras movidas por ideais religiosos continuam assolando o Oriente Médio. Elas estão longe de terminar, uma vez que há facções como o Estado Islâmico, que acreditam estar fazendo justiça em nome de sua religião. Atentados terroristas destes grupos são comuns até mesmo fora do Oriente Médio. A Europa e os Estados Unidos são os principais alvos.

A disputa e a influência do petróleo

O petróleo é considerado o ouro negro para o planeta. Todos os países dependem deste mineral para se desenvolver. No entanto, petróleo não é um problema para os países do Oriente Médio. É nesta região do globo terrestre onde está a maior reserva deste mineral de todo o planeta. Países como Kuwait, Irã, Iraque, Qatar, Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita são os maiores exportadores de petróleo do mundo. Alguns estudiosos afirmam que a Guerra do Iraque, quando os Estados Unidos invadiram o país para destituir terroristas, foi motivada pela busca por petróleo. A história oficial não confirma esta hipótese, mas é uma boa aposta, já que os Estados Unidos estão constantemente procurando novas formas de obter petróleo em todo o mundo.

A economia dos países tipicamente petroleiros do Oriente Médio é basicamente regida pelo petróleo, mas há outras atividades que ajudam a movimentar os negócios. O turismo é a principal atividade econômica destas regiões. É importante dizer que o turismo só é possível numa região tão desértica e árida justamente por conta do petróleo. Cidades como Dubai, Abu Dhabi, Doha, Manama, entre outras foram construídas basicamente com dinheiro vindo da venda de petróleo. Estas cidades concentram construções de arquitetura única no mundo e, por este motivo são consideradas joias do deserto e atraem milhões de turistas todos os anos.

Os países que conseguem manter certa independência em relação ao petróleo são a Turquia e Israel, países que possuem economias diversificadas e grandes empresas de diversos setores.

A importância geográfica

O Oriente Médio é uma região importantíssima do ponto de vista geográfico, o que consequentemente, atraiu ainda mais conflitos para a região. Durante a Guerra Fria, o Oriente Médio foi “disputado” por Estados Unidos e URSS. Esta disputa aconteceu mais no sentido de ganhar a confiança dos países da região e também conquistar aliados importantes para o caso de um conflito armado. Para os Estados Unidos, o Oriente Médio significaria um importante posto avançado para chegar até a URSS. Já para a União Soviética, o OM significava a primeira barreira contra uma possível invasão norte-americana.

Atualmente, o Oriente Médio mantém sua importância geográfica por conta da presença do Canal de Suez, a mais importante ligação entre o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho que, posteriormente, dá acesso ao Oceano Índico. Ou seja, os navios que precisam ir da Ásia ou da costa leste da África não precisam dar a volta no continente africano. Basta passar pelo Canal de Suez. O canal permitiu que o tempo de viagem e, consequentemente, os custos dela, fossem diminuídos. Assim, todo o comércio de exportação entre países do extremo oriente e a Europa ou América do Norte ficou facilitado.

Outra vantagem geográfica do Oriente Médio é o fato de que esta região interliga três continentes: a Ásia, a África e a Europa. As rotas terrestres de comércio são bem movimentadas, mas também são bem perigosas. Muitas delas são utilizadas para o tráfico internacional de pessoas, de drogas e de outras mercadorias. A segurança nas fronteiras é sempre bem reforçada para evitar trâmites ilegais nesta região.

solução para o Oriente Médio?

O Oriente Médio possui petróleo para sobreviver por muito tempo. Quando ele acabar será importante que os governos tenham inteligência para descobrir outras fontes de renda. Caso contrário, além da população que hoje já é pobre por conta da má distribuição de renda, todos os habitantes dos países petroleiros estarão a mercê de pequenos grupos, geralmente terroristas para ter acesso a bens essenciais, como água e alimentos para sobreviver.