O governo Lula


O governo Lula foi o período em que o Brasil foi liderado pelo presidente Luís Inácio da Silva, do Partido dos Trabalhadores, o PT, entre 2003 e 2010. Representou um momento de expectativas em mudanças políticas e sociais no país. Estas expectativas eram justificadas, pois seria a primeira vez que um político alinhado às ideologias esquerdistas assumiria o poder, depois de décadas de um país com uma política predominantemente alinhada com ideologias direitistas.

Período anterior ao Governo Lula

O governo Lula

O período anterior ao governo Lula, liderado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, entre os anos de 1994 a 2002, foi marcado por alguns avanços, como o desenvolvimento do plano real. O plano real, um projeto econômico que visava estabilizar e economia e conter os níveis de inflação, deu origem também à moeda real, ainda utilizada no país.

Entretanto, a partir do segundo mandato, o governo Fernando Henrique Cardoso começou a apresentar desgastes, em especial na área econômica. O país entrou em um momento de instabilidade econômica. Além disto, embora tenham existidos avanços na área econômica, a população, de uma maneira geral, continuava mal atendida, sem que fosse apresentada nenhuma solução para os problemas que existem no Brasil.

Como conseqüência, embora tenha havia um momento de prosperidade econômica, a desigualdade social permanecia inalterada, com boa parte da renda do país concentrada na mão de poucas pessoas.

Estas condições foram propícias para a eleição do então candidato Lula. Utilizando-se das falhas cometidas pelo governo representado por Fernando Henrique Cardoso e propondo mudanças sociais, através de projetos de assistência social, o candidato Lula, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi eleito no pleito eleitoral de 2001, para início do mandato em janeiro de 2002.

A eleição e governo de Luis Inácio Lula da Silva

A eleição do candidato do Partido dos Trabalhadores representou, para muitos, um momento de mudanças no país. Era a primeira vez, desde a proclamação da república, que um partido alinhado à esquerda era eleito para o cargo máximo da república.

Havia uma grande expectativa em relação à quais seriam as políticas econômicas adotadas pelo novo governo. Além disto, por ter sido eleito o maior partido de oposição durante os anos 90, o PT, se esperava que o novo presidente empreendesse uma reforma política significativa, necessária ao país.

No primeiro mês de governo, o presidente Lula anunciou o programa “Fome Zero”, que se tornou um símbolo de todo o seu período de governança. O programa “Fome Zero” constituía em mapear as regiões e, consequentemente, as famílias mais necessitadas, com fins de oferecer uma bolsa-auxílio para a compra de alimentos. O projeto constava como uma medida emergencial para erradicar a pobreza. Entretanto, tornou-se um programa de social de sucesso e foi continuada nos governos seguintes.

Outros projetos foram desenvolvidos ao longo dos oito anos de mandato: a implementação do sistema de cotas raciais e econômicas nas universidades públicas, o funcionamento do sistema de bolsas universitárias do Prouni, melhorias no sistema fome zero.

Na área econômica, o governo petista não apresentou grandes inovações. A política adotada neste setor foi de manutenção das políticas adotadas pelos governos anteriores. Isto garantiu a estabilidade econômica do país e certo período de prosperidade.

Problemas do governo Lula

O governo Lula obteve grande aprovação popular, mas isto não o isentou de enfrentar problemas ao longo dos dois mandatos em que esteve no poder.

A escolha de uma política econômica alinhada com as diretrizes dos governos anteriores de direita causou grande descontentamento em parte da esquerda brasileira. Por muitas vezes o governo foi acusado de compactuar com diretrizes econômicas que não eram condizentes com o seu histórico de lutas junto à população.

A inexistência de uma reforma política, que sequer entrou em pauta de discussão, também foi motivo para que diversos setores da população se mostrassem insatisfeitos. Por ser um governo de esquerda, a reforma política era a pauta mais aguardada pelos setores que ansiavam por mudanças no país. Ao fim de oito anos de governo, não houve, ao menos, a proposta de um novo projeto político.

Além disto, o governo enfraqueceu bastante com os escândalos relacionados à corrupção. Em 2005, uma série de denúncias afirmava que o governo teria comprado votos no Congresso Nacional, para viabilizar a aprovação de projetos que lhe interessavam. Este escândalo ficou conhecido como “Mensalão”.

Neste período, diversos integrantes do Partido dos Trabalhadores, como Heloísa Helena e Luciana Genro, desligaram-se do partido por não concordar com as políticas adotadas.

Legado do governo Lula

O governo Lula foi muito importante para a experiência democrática do país, uma vez que proporcionou a alternância dos grupos que assumem o poder no Brasil. Além disto, o governo manteve uma política de conciliação entre os setores divergentes da sociedade, o que colaborou para a estabilidade econômica do período.

Embora marcado por escândalos de corrupção, houve avanços sociais importantes, que foram continuados pelo governo seguinte.