Resumo sobre Pedro Álvares Cabral


Pedro Álvares Cabral foi um navegador, explorador, fidalgo e comandante nascido na cidade portuguesa de Belmonte em 1467 ou 1468. Por ter conduzido a primeira expedição significativa pela costa nordeste da América do Sul, ele é creditado como sendo o descobridor do Brasil. Apesar do pouco registro acerca de sua vida, é sabido que Cabral era de uma família nobre do interior e, portanto, teve uma boa educação formal.

resumo sobre pedro alvares cabral

Em 1500, o navegante lusitano foi chamado para coordenar uma expedição à Índia, seguindo a rota que havia sido recém-inaugurada por Vasco da Gama. Para chegar ao destino, era necessário contornar a África. A empreitada tinha como meta retornar à Europa com especiarias, que eram mercadorias muito valiosas na época, e estabelecer laços econômicos com a Índia. Isso porque, até então, o comércio de especiarias estava nas mãos apenas de negociantes turcos, árabes e italianos. No entanto, a sua frota, que era composta por 13 naus e caravelas, afastou-se muito do continente africano. Não se sabe com certeza se o desvio foi acidental ou de propósito, mas Pedro Álvares Cabral desembarcou em um território que acreditava ser uma grande ilha. Ele batizou o local de Vera Cruz (Cruz Verdadeira), de acordo com o registro realizado na carta de Pero Vaz de Caminha. Porém, após explorar o litoral, o líder do empreendimento percebeu que aquela extensa massa de terra era possivelmente um novo continente. Em razão disso, Pedro Álvares Cabral despachou rapidamente um barco para notificar o Rei Manuel I sobre a descoberta. Como esse território estava situado dentro do hemisfério português, segundo o Tratado de Tordesilhas, assinado em 1494, a Coroa Portuguesa o reivindicou. Assim sendo, Pedro Álvares Cabral havia chegado à América do Sul e a área que havia requerido mais adiante iria formar o Brasil. Ali a frota se reabasteceu antes de continuar rumo ao leste, com a intenção de retomar a viagem em direção à Índia.

• Pedro Álvares Cabral nasceu em Portugal e é conhecido como capitão-mor da expedição que descobriu o Brasil;
• Após chegar à terra que depois se tornaria o Brasil, ele avisou a Coroa Portuguesa, que reivindicou posse;
• Depois de abastecerem, Cabral e sua frota rumaram para Índia atrás de especiarias;

O Retorno de Pedro Álvares Cabral a Portugal

Durante essa mesma expedição, uma tempestade no Atlântico Sul ocasionou a perda de sete navios. As seis embarcações reminiscentes se encontraram eventualmente no Canal de Moçambique antes de seguirem para Calecute, na Índia. No começo, Cabral teve sucesso nas negociações pelos direitos de comercializar as especiarias. Entretanto, os vendedores árabes consideraram que o acordo com Portugal ameaçaria o seu monopólio. Por isso, eles organizaram um ataque de muçulmanos e hindus ao entreposto português. Os lusitanos sofreram baixas importantes e as suas estruturas foram destruídas. Pedro Álvares Cabral vingou-se da investida saqueando e ateando fogo na frota árabe. Além disso, bombardeou a cidade em resposta à incapacidade de seu governante em esclarecer o ocorrido. De Calecute, os portugueses partiram para Cochim, outra cidade-estado indiana. Lá, o capitão-mor fez amizade com o governante local e conseguiu carregar os barcos com as cobiçadas especiarias, que foram transportadas de volta para Portugal. Assim sendo, mesmo com a perda de tripulantes e de frota, a viagem chefiada por Pedro Álvares Cabral foi avaliada como bem-sucedida quando ele voltou para Portugal. Os altos rendimentos da venda dos artigos trazidos reforçaram as economias da Coroa Portuguesa e ajudaram a dar início ás bases de um Império Português, que se expandiria das Américas ao Extremo Oriente.

• Mesmo com a perda de vidas e de frota, a viagem foi considerada um sucesso;
• Graças ao lucro da comercialização das especiarias, a Coroa conseguiu começar a expansão do Império Português;

Os últimos anos de Cabral

Mais tarde, Cabral foi preterido pelo Rei Manuel I quando outra frota foi designada para estabelecer uma presença mais forte em território indiano. Essa decisão foi possivelmente resultado de uma desavença entre o navegante e o monarca. Por não ser mais preferido do rei, ele se aposentou da vida pública. Em decorrência disso, há poucos dados sobre a parte final de sua vida. Suas conquistas ficaram esquecidas por cerca de 300 anos. Somente anos depois da Independência do Brasil que a reputação de Pedro Álvares Cabral passou a ser reabilitada por Pedro II do Brasil. A partir de então, historiadores têm levantado o debate se Cabral foi realmente o descobridor do Brasil e se essa descoberta foi um acidente ou não. Para a primeira pergunta, concluiu-se que a resposta é sim, tendo em vista que os poucos encontros feitos previamente por outros exploradores não tiveram consequência para a formação do que se tornaria o Brasil, única nação do continente americano cuja língua oficial é o português. Já para a segunda questão não há consenso.

• Há poucos registros sobre o fim da vida de Cabral, mas ele faleceu na cidade portuguesa de Santarém, possivelmente em 1520, de causas indeterminadas;
• Sua reputação só foi resgatada anos depois da independência do Brasil de Portugal.