Classe Thaliacea


Para entendermos o que é a Classe Thaliacea, você precisa entender o que são os Urochordata (ou como eles também são conhecidos, urocordados), já que o primeiro é uma classificação deste. Os Urochordatas nada mais são do que subfilos de animais marinhos, que estejam na classificação pertencentes ao filo Chordata. Uma das características mais persistentes e notórias é o fato de não possuírem espinha dorsal, mas há, em contra partida, a presença de uma notocorda em algum ponto do desenvolvimento da vida do indivíduo, sem contar o fato eles ainda possuem um cordão nervoso oco dorsal, bem como fendas branquiais e cauda pós-anal, características que são consideradas únicas e distinguíveis desse filo, usadas para classificá-los.

Classe Thaliacea

A maioria dessa classe é séssil, porém alguns nadam livremente. Outro fator no mínimo intrigante são as túnicas complexas que envolvem seus corpos pequenos, que dão a aparência gelatinosa ou cartilaginosa, recobrindo-os externamente e sendo fator de proteção. Tal capa protetora é composta, basicamente, por água, carboidratos e proteínas, bem como fibras estruturais que são compostas, em sua maioria, por Tunicina e estruturas que se assemelham a celulose.

Outra característica pertinente a essa classificação são as características sobre a sua alimentação. De modo simplório e básico, eles removem o plâncton das águas como modo de alimentação, bem como consomem alguns sedimentos muito úteis para nutrições deles. Os sistemas dessa classe são bem simples quando a comparamos de maneira taxativa ao sistema apresentado pelos Cordados, a começar pelo sistema sanguíneo, que apresentam sua estrutura de vasos simples, contudo, muito bem definidos, sem contar o formato inovador do coração, formando um ‘U’.

Já o sistema nervoso encontrado nos Urocordados consiste, de forma bem básica e muito simples de entender, um gânglio cerebral e os nervos que saem por toda a extremidade posterior e anterior. Já no quesito de reprodução, são classificados pela ciência como seres assexuados tanto quanto sexuados. Eles serão assexuados quando o seu método de reprodução for através do brotamento; e serão classificados como seres sexuados quando forem hermafroditas.

Esse subfilo, por sua vez, tem três diferentes classes. São elas:

  • Ascidiacea: dentre as três colocadas, elas são as mais comuns pelo mundo todo. Você poderá encontra-las vivendo tanto de maneira solitária quanto vivendo em grandes colônias.
  • Thaliacea: a sua principal característica é o fato de ser um ser livre-natante e possui a cobertura gelatinosa que a protege.
  • Larvácea: são aquelas com características mais diferentes das que já relacionamos aqui. Recebem esse nome justamente por apresentarem características larvais, bem como a sua habitação em uma casa ou casca de aspecto gelatinoso.

Dessas três classificações que citamos agora, a Ascidiacea seja a mais comum entre e mais fácil de ser encontrada no reino. Você poderá observar essa espécie em diferentes tamanhos, variando de 1mm a 18 cm, bem como as cores, que podem variar de acordo com sua classificação.

Classificação da Classe Thaliacea

As Thaliaceas, como foi dito anteriormente, é uma subdivisão de um filo maior, o Urochordata. Nessa classe, temos como característica principal o fato dos membros serem especializados em uma vida livre-natante. Apresentam como característica, um sifão bucal e atrial, sendo sempre em lados opostos, que não servem apenas para que consiga se alimentar adequadamente, mas também consigam propulsão por jato d’água (indivíduo). Já sobre sua aparência e aspecto, elas apresentam um tecido conjuntivo gelatinoso aparente e inconfundível.

Assim como acontece na Uruchordata, a Thaliacea também possui suas subdivisões comuns, são elas:

  • Pyrosomida,
  • Doliolida, e
  • Salpida.

A Pyrosomida compreende-se por ser uma ordem originária e primitiva. Os indivíduos classificados por ela formam colônias especializadas, onde os zooides possuem em conjunto uma mesma estrutura comum. Alguns de sua classificação apresentam alta bioluminescência, considerado um diferencial ímpar.

Já as outras ordens de classificação, Doliolida e Salpida cabem à classificação de indivíduos que se revezam em etapas sexuais de maneira solitária de maneira colonial. É característico desse clã possuir musculatura que contrai a câmara atrial, o que facilita e auxilia o fluxo aquático. Em ambiente ecológico, são seres exclusivamente marinhos.

Digestão na Classe Thaliacea

São considerados pelos cientistas, quanto a seus hábitos alimentares, animais filtradores de suspensão. A alimentação dessa classe tem como base a partícula alimentar suspensa na água. Por ser considerado um indivíduo livre-natante (consegue se movimentar com facilidade), elas sempre migram para os lugares que possuem maior concentração de alimentos, e dessa forma é mais comum você avistá-las em oceanos que possuem águas quentes.

A formação de seu sistema é simples; vem composta por esôfago, estômago e intestino, sendo que desses órgãos, o que exerce função de extrema importância primária é o estômago, que atua como principal gestor de absorção de alimentos e digestão.

Quando inseridas por eles, essas partículas são direcionadas de forma direta para o esôfago e posteriormente são mandadas para o estômago, onde por fim, ocorre o processo digestório das partículas. Alguns dos alimentos consumidos por elas são os plânctons e demais detritos orgânicos suspensos.