Comunicação Animal


A Comunicação Animal é qualquer comportamento que parte de um animal para afetar as ações de outro animal. Utilizada primariamente para alertar sobre predadores, demarcação de território, localização de alimentos e acasalamento.

Há incontáveis formas de comunicação animal, que podem ser sonoras, químicas ou gestuais. Os animais são capazes de se comunicar não apenas com os membros de sua própria espécie, mas com seu ambiente com um todo. Alguns até mesmo possuem órgãos próprios para comunicação. Neste texto iremos apresentar as distintas formas de comunicação animal e alguns exemplos de como estas formas de comunicação se aplicam a diferentes espécies. Mas o que é comunicação?

Comunicação

Comunicação é o processo onde uma mensagem é transmitida de um interlocutor a outro através de um meio. Apesar de aparentar ser um processo linear, ele pode ser interceptado por um segundo receptor, no caso um concorrente ou um predador, ou mesmo não ser eficientemente realizada quando houver interferências no meio onde a mensagem é transmitida.

Tipos de comunicação animal

• Comunicação Química – A comunicação química pode ser exemplificada através do comportamento da abelha rainha em rituais de acasalamento, em que secreta uma substância que chama a atenção dos zangões durante o voo nupcial, para que possam fertilizar os ovos.

Esse tipo de comunicação é, quase completamente, composto pelo uso dos feromônios inerentes a cada animal, podendo ser utilizado para passar diversos tipos mensagens através do olfato de outros animais, sendo eles de sua espécie ou de outra.

Outro exemplo, mais cotidiano, é a demarcação de território feita por cães. Eles utilizam sua urina para mostrar a outros animais que o território demarcado lhe pertence. Ao urinar ele libera algumas substâncias químicas que intensificam o odor e afastam outros animais de seu território.

• Comunicação Gestual – Para fabricar mel, as abelhas exploradoras são enviadas para procurar pólen, para isso fazem o reconhecimento do terreno para encontrar os agrupamentos de flores mais produtivos. Quando retornam, realizam danças para explicar a direção exata das flores e descrever o terreno em volta.

Os animais podem usar partes ou até mesmo todo o seu corpo nesse tipo de comunicação, sendo utilizados em danças, ou mesmo gestos simples como abaixar a cabeça, empinar a cauda ou ficar ereto, e possuem diferentes significados, desde apontar ameaças mais imediatas, atenção ou submissão.

Várias espécies de pássaros apresentam danças no período de acasalamento. O macho normalmente realiza uma série de movimentos que podem chamar a atenção da fêmea. Se for bem sucedido, a fêmea corresponderá, unindo-se a ele na dança, que pode ter duração de várias horas em algumas espécies.

• Comunicação Sonora – A comunicação sonora proporciona a comunicação de mensagens precisas. Latidos caninos, rugidos de ursos, zumbidos de insetos e cantos de baleias são sinais que indicam algo concreto. As aves emitem cantos específicos que chamam a atenção das fêmeas e comunicam aos demais machos que não se aproximem, por exemplo.

Esse tipo é o mais identificável para a espécie humana, dada que quase todo nosso sistema de comunicação é baseado em comunicação sonora. Entretanto há dois tipos de comunicação sonora entre os animais, além da sonora, há também a ultrassonora.

Esta última, utilizada somente por algumas espécies, é praticamente imperceptível aos ouvidos humanos, dado que a frequência ultrapassa nossa capacidade auditiva.
Dentre as espécies que utilizam este método estão os golfinhos, que utilizam ondas ultrassonoras para se comunicar e os morcegos, que utilizam para se orientar e serem capazes de identificar obstáculos em ambientes escuros.

Comunicação animal na comunicação humana

Assim como em outras espécies, nós, humanos, também utilizamos de diversos tipos de comunicação que também estão presentes no reino animal.

• Comunicação Química – Apesar de ser mais artificial nos humanos, também utilizamos a comunicação química em nosso meio. Através de produtos cosméticos, como perfumes, maquiagens e shampoos, utilizamos nosso cheiro para chamar a atenção de outros da espécie tornando nossa presença mais agradável (ou menos desagradável para outras pessoas).

• Comunicação Gestual – Também mais subjetiva entre os seres humanos, nossa comunicação gestual é utilizada em nossa rotina frequentemente, para passar diversos tipos diferentes de mensagens. No entanto a maioria da comunicação neste caso é feita de forma involuntária, através da postura, de gestos simples, forma de agir ou mesmo por um aperto de mão.

Nossa espécie ainda desenvolveu um tipo de comunicação exclusivamente baseada em gestos, a linguagem surda-muda, no Brasil chamada de Linguagem Brasileira de Sinais. Com essa linguagem podemos passar mensagens complexas com facilidade através de gestos simples com as mãos, assim como em nossa comunicação sonora.

• Comunicação Sonora – A nossa comunicação predominante, extremamente utilizada em nosso meio. Desenvolvemos a tal ponto, que podemos passar mensagens mais complexas e com contextos diferentes, baseados na alteração de timbre e tom de voz. Foi a pedra fundadora de todos nossos outros sistemas de comunicação, nos diferenciando de outras espécies de comunicação animal.