Teníase


A teníase é uma patologia provocada pelo estágio adulto de um verme conhecido como tênia, quando este penetra o intestino humano por meio do consumo de carnes de porco e boi mal preparados que abrigam o cisto do verme. Esses cistos geram a conhecida solitária que pode alcançar até três metros de extensão no interior do corpo humano.

A tênia possui um corpo organizado em anéis e estes podem guardar até 80.000 ovos cada. Esses ovos soltos pelas fezes infectam a água e o solo que passam para os animais e esses para o homem. São extremamente rivais quando o assunto é seu habitat e, como são hermafroditas com condições fisiológicas para autofecundação, não precisa de consorte para a cópula e desova.

Os anéis da extremidade são capazes de fazer a fecundação. Usualmente, os espermatozoides de um segmento fecundam os óvulos presentes no outro segmento, do mesmo verme.

Teníase

O número de ovos gerados pode chegar a 80 mil em cada ciclo, o que garante a preservação da espécie. Os segmentos grávidos se soltam e caem junto com as fezes.

A teníase assim como a cisticercose apresenta o mesmo agente causador só que em etapas de vida diferente. A teníase é gerada pela Taenia solium ou a Taenia saginata quando encontrada no intestino delgado dos seres humanos. Já a cisticercose é provocada pelo aparecimento da larva, denominada de canjiquinha, que pode estar em hospedeiros intermediários, como os porcos com a Taenia solium e os bois com a Taenia saginata.

A teníase gerada pela T. solium não é letal, porém a cisticercose provocada pelo mesmo agente causador é mais grave, uma vez que o embrião vai do intestino para o sangue. Com as suas ventosas e ganchos, o verme pode se armazenar no cérebro, pele, olhos ou músculos como o coração, e pode proporcionar ao hospedeiro uma cegueira irreversível, convulsões e até mesmo a morte.

O hospedeiro fixo da teníase é o homem. Quando infectado o homem pode passar a doença para outras pessoas e animais. O boi e o porco, mesmo fazendo parte do ciclo crescente da doença, são apenas hospedeiros intermediários. Quando esses animais consomem os ovos da tênia que estão expostos nas fezes dos seres humanos, resultam na criação de larvas em seu intestino. Por isso, ao consumir carne mal passada de porco e boi um indivíduo pode obter teníase. O incomodo gerado pela tênia normalmente é forte, pois ela começa a sugar os nutrientes presentes no organismo humano.

Sintomas

Em alguns casos, a teníase não manifesta nenhum sintoma, porém na grande parte das vezes, os sintomas estão bem visíveis. Um sintoma característico da doença é a falta de peso, uma vez que a tênia absorve os nutrientes do intestino. Como esse verme não apresenta sistema digestivo, eles se alimentam com a comida que está a disposição no local.

A teníase além desse sintoma apresenta outros próprios da doença, como:

– dor abdominal;

– náuseas;

– resfriado;

– vômito;

– cólica;

– mal estar geral;

– falta de apetite;

– inquietação;

– diarréia;

– irritabilidade.

Esses sintomas quando presentes costumam ser bem desagradáveis. As tênias soltam toxinas no organismo e podem ocasionar um quadro grave de anemia.

Diagnóstico

O diagnóstico da doença é clinico. Na presença dos sintomas que são específicos, os pacientes procuram rapidamente ajuda médica. Através de um diálogo com o paciente e a explicação dos sintomas, o médico começa a desconfiar da doença.

O exame mais indicado é o de fezes. Depois de recolher, o recipiente é levado para o laboratório para ser avaliado. O técnico tentará achar nas fezes a existência de proglotes , pela tamização do bolo fecal ou a existência de ovos, pelos métodos comuns. Frequentemente, esse método costuma apresentar resultados positivos e rapidamente se tem a certeza se o paciente está ou não infectado com teníase. Após o resultado positivo, o tratamento deve ter inicio imediato, para que as futuras complicações não se agravem e para que não ocorra sequelas.

Tratamento

O tratamento é feito por medicamentos via oral. É imprescindível que o paciente tenha hábitos saudáveis de higiene e de nutrição no decorrer da utilização dos medicamentos, senão a predição não será favorável.

Usualmente o médico recomendará o uso de algum medicamento específico para destruir o parasita presente no organismo. Laxantes não são recomendados, uma vez que a tênias utilizam as ventosas para se firmar vigorosamente no órgão.

Se o corpo começa a mandar sinais de que algo está errado, procure imediatamente um médico. Sintomas considerados simples podem indicar algo mais grave.

Prevenção

Algumas medidas que podem ajudar na prevenção da teníase são:

– Não coma carnes cruas antes de serem cozidas para remover um possível contágio;

– Lave sempre as mãos antes das refeições e após utilizar o banheiro;

– Não deixe animais de estimação entrar em contato com a água contaminada;

– Sempre faça exames de rotina para saber como está sua saúde.