Obras e Legado de Émile Durkheim


Émile Durkheim

Émile Durkheim (1858-1917) foi sociólogo, filósofo e psicólogo social. Disputa com Auguste Comte o reconhecimento como pai da sociologia, sendo considerado o principal idealizador da moderna ciência social.

Émile Durkheim tem como principal legado à sociologia o fato de ter conseguido conferir-lhe autonomia enquanto ciência. Foi quem introduziu a ciência social na grade de estudo universitário. Lecionou sociologia na Universidade de Bordeaux. Foi o criador do primeiro departamento europeu de sociologia.

Teve como referências no campo da sociologia Auguste Comte, Alfred Espinas e Herbert Spencer, mas atribuiu a Montesquieu e Rousseau os primeiros passos dados na construção do pensamento sociológico. Foi influenciado, também, por Platão, William James, Descartes e Kant.

Pensamento de Émile Durkheim

A síntese do pensamento de Durkheim é a crença em que os fenômenos sociais devem ser estudados de forma orgânica e sistema, tendo em si próprio o objeto de investigação e na própria sociedade a sua própria causa. Defendeu que, enquanto elemento influenciador da sociedade, questões relacionadas à moral e à religião são fenômenos sociais, que devem estar incluídos na abordagem investigativa científica.

Para Durkheim, a religião é objeto de estudo e não a fonte irretocável de parâmetros morais para a sociedade. O que está em questão é como a influência da religião forma e transforma a sociedade.

Em sua visão, existe a consciência individual e a consciência coletiva, não se confundindo as duas. O indivíduo sofre a influência e suas atitudes, do crime ao suicídio, são produtos dessa ação do meio sobre o homem.

Deliberou, também, acerca de questões morais, como a universalização da relação entre o crime, o criminoso e a vítima, não havendo distinção decorrente de condição social ou de nacionalidade. O homicídio é o mais condenável de todos os crimes.

Seu pensamento está registrado em “Da divisão do trabalho social” e “O suicídio”. Algumas de suas obras seguem inacabadas.