Resumo da Mitologia Grega


Mitologia grega é a ligação de ensinamentos e de mitos da Grécia Antiga, sobre a natureza do mundo, as práticas, os rituais, sobre os heróis, os deus, o significado e as origens de seu culto. Podemos dizer ainda que está é o estudo dos conjuntos das narrativas referentes aos mitos, a relação entre os gregos antigos e os povos e ainda de seus significados, envolvendo heróis, centauros, titãs, deuses e ninfas.

Na Grécia Antiga, a religião praticada era politeísta, ou seja, a adoração a diversos deuses. Sobre este assunto, não existem como na bíblia, escrituras sagradas. As principais fontes foram escritas por Homero (Odisseia e Ilíada) e por Hesíodo (Teogonia), durante o século VIII a.C. Em Ilíada e Odisseia, Homero descreve os grandes acontecimentos dos deuses e dos heróis em torno de histórias. Já em Teogonia, é narrada a história e a origem dos deuses gregos.

Mitologia Grega

Alguns achados no ramo da arqueologia servem de fonte para alguns dos detalhes que conhecemos atualmente da mitologia grega, sendo que os heróis e os deuses possuem grande destaque na decoração de diversos artefatos.

Os deuses superiores, os deuses inferiores, as ninfas e as musas da mitologia grega

Além de possuírem uma forma humana, os deuses ainda tinham sentimentos típicos e característicos dos humanos, como inveja, ira, amor, traição e muitos outros. Por isso, era muito comum que os deuses se apaixonassem por humanos, e terem filhos com eles.

Os deuses do Olimpo eram considerados os mais poderosos de todos os deuses existentes, e eles eram imortais. Os mais conhecidos são: Atena (a deusa da sabedoria), Zeus (o governante de todos os deuses), Poseidon (deus do mar), Afrodite (deusa da beleza e do amor), Hermes (o mensageiro dos deuses), Ares (deus da guerra), Apolo (deus da poesia, da luz e da música) e Ártemis (deusa da caça). Podemos dizer que estes são os deuses pertencentes à classe superior. Já a classe inferior é formada por Pã (deus das florestas), Dioniso (o deus do vinho) e Hades (irmão de Zeus, deus dos infernos).

As ninfas também fazem parte da mitologia grega. Estas eram consideradas as responsáveis pela proteção da natureza. Haviam ainda as musas, as verdadeiras representantes das ciências e das artes.

Os principais deuses da mitologia grega

Diversos filmes abordam como tema a mitologia grega, retratando todos os personagens da Grécia Antiga e dos seus fantásticos personagens. O principal herói grego é com certeza Heracles, mais conhecido como Hércules, filho de um Deus muito importante da mitologia, chamado de Zeus e de uma mortal, conhecida como Alcmena.

Os heróis são na mitologia grega seres mortais, com grande importância e influência nas histórias gregas. A grande maioria deles são filhos de deuses ou de deusas com humanos, reles mortais. Os mais conhecidos são:

Agamenon: irmão de Menelau. Apesar de não haver evidências e fatos que comprovem de fato sua existência, é bem provável que este tenha sido rei de Micenas, que comandou a invasão de Troia.

Aquiles: foi uma das figuras participantes da Guerra de Troia, e considerado ainda como o mais bonito. Além disso, Aquiles foi o maior guerreiro da obra de Homero, conhecida como Ilíada. Todo o corpo desse guerreiro foi banhado no Rio Estige, com exceção de seu calcanhar, sua principal fraqueza.

Ulisses: também conhecido como Odisseu, Ulisses também foi um importante personagem das obras de Homero, Odisseia e Ilíada.

Édipo: este personagem da mitologia grega é famoso por ter matado o próprio pai e ter se casado com a mãe. Segundo a lenda, o pai de Édipo, rei de Tebas, havia sido alertado de uma maldição pelo Oráculo de Delfos, de que seria morto pelo filho e que este viria a se casar com a sua esposa. Por este motivo, o rei resolveu abandonar seu filho, mas antes pregou em cada pé da criança um prego na tentativa de mata-lo. Quando Édipo consultou o Oráculo, a mesma previsão lhe foi dada. Achando se tratar de seus pais adotivos, o jovem resolveu fugir. No caminho, acaba matando seu pai, sem saber que este era seu pai biológico. Depois de derrotar a Esfinge, monstro que aterrorizava Tebas, seguiu para sua cidade natural e se casou por acaso com sua mãe biológica, com quem veio a ter quatro filhos. Quando consultou novamente o Oráculo, descobre que eles são mãe e filho, ela então comete suicídio e ele fura os próprios olhos, em forma de punição por não ter reconhecido sua própria mãe.

Menelau: este era o irmão mais novo do deus Agamenon. Foi por causa dele, mais especificamente pelo sequestro de sua mulher Helena, que a Guerra de Troia teve início.

Teseu: não há registros históricos que comprovem que Teseu realmente existiu, mas conforme historiadores ele governou a cidade de Atenas entre os anos de 1234 e 1204 a.C.