Equilíbrio Estático


O equilíbrio estático é um conceito da física, mais especificamente da área da dinâmica. A dinâmica avalia e estuda todas as grandezas: força, aceleração e velocidade e busca compreender principalmente quais são as relações de causa e efeito entre elas. Neste artigo, você irá aprender tudo a respeito do assunto e poderá compreender melhor como tais grandezas funcionam na natureza. Assim, ficará muito mais fácil compreender este conceito e outros que o cercam.

Equilíbrio estático

O início da dinâmica

Antes de falarmos especificamente a respeito do equilíbrio estático, é importante compreendermos um pouco da história da física e quando se deu início a uma tentativa de entendimento sobre todas as forças.

Nós seres humanos, somos animais racionais sempre em busca de compreender tudo que nos cerca. Por isso, tudo começou há muitos e muitos anos atrás, quando Aristóteles, um dos mais importantes estudiosos e cientistas de toda a história da humanidade, deu início aos primeiros ensaios a fim de compreender os movimentos.

Aristóteles era um homem muito curioso e passou a fazer observações e indagações a respeito de tudo que estava ao seu redor. Na época, somente o senso comum, que se baseia nas nossas experiências do cotidiano, existia e as certezas a respeito de tudo que acontecia giravam ao redor do se observava e se acreditava. Não havia ainda uma formação científica que além da teoria, também tinha a experimentação como base. Ou seja, o conhecimento da física, da matemática e de diversas outras ciências que aprendemos hoje, ainda estavam apenas começando.

Aristóteles não se conformava com o conhecimento vago das coisas. Para ele, era preciso compreender a fundo tudo que acontecia e principalmente suas causas e consequências. Foi assim que ele percebeu que, para qualquer corpo entrar em movimento, era preciso aplicar uma força, um empurrão, para que ele saísse do lugar. Caso contrário, continuaria paralisado, totalmente estático.

Muitos anos depois, cerca de 2000, Galileu também passou a estudar e avaliar os movimentos. Foi ele que chegou aos primeiros conceitos da inércia, desenvolvidos e transformados em leis, ainda mais tarde por Newton.

Newton, já bem mais tarde, se basearia nos estudos e experimentos de Galileu para desenvolver as famosas 3 leis de Newton e por causa de suas análises, hoje cientistas do mundo todo são capazes de compreender a inércia e o movimento e também o assunto principal deste artigo, que é o equilíbrio estático.

As três leis de Newton são:

  • Princípio da Inércia
  • Princípio da Dinâmica
  • Princípio da Ação e Reação

Equilíbrio Estático

Agora sabem, que há milhares de anos, muitos pesquisadores e cientistas achavam que para que algum corpo se coloque em movimento, é preciso que aja alguma força sobre ele. Ou seja, caso não aja nada que o altere, externamente, ele tenderá a ficar no mesmo lugar e da mesma forma para sempre.

Porém, sabe-se também, que para que um corpo se movimente, é preciso que aja velocidade, sentido, direção e intensidade. Mas será que um corpo parado, está realmente livre de qualquer tipo de força?

Nos dias de hoje, nós sabemos que não é bem assim. E que mesmo algo que esteja parado no nosso planeta, está sofrendo interações de tudo que está ao redor.

Ou seja, mesmo que totalmente paralisado, um corpo estará sofrendo alguma interação. Entre elas, podemos citar a gravidade, por exemplo. Afinal, é a gravidade que mantém este corpo parado no mesmo lugar e, portanto ele não está totalmente livre de qualquer interferência externa.

Podemos dizer, portanto, que qualquer corpo, de qualquer massa, está sempre sofrendo duas forças constantes. A interna, referente à sua própria massa e a externa. Quando elas se anulam, ou quando são totalmente iguais, elas acabam gerando o equilíbrio.

E este é o conceito do equilíbrio estático, quando o conjunto de forças, sejam elas quaisquer, que estejam atuando em um determinado corpo em repouso são iguais à zero, ele continuará parado, no mesmo lugar, até que alguma das forças passe a se tornar mais forte, ou mais fraca, desequilibrando o sistema.

Neste sentido, é possível dizer com clareza, que todo objeto que podemos ver em nosso campo de visão, que esteja totalmente em repouso, está passando pela situação de equilíbrio estático e, portanto, todas as grandezas que atuam neste objeto são iguais e se anulam.

Ao olharmos para a televisão, para uma árvore, para uma pedra e qualquer outro tipo de objeto parado, podemos afirmar com toda certeza, que ele está em repouso e permanecerá assim até que algo altere o equilíbrio das forças. Podemos dizer, portanto, que qualquer objeto parado está em equilíbrio estático, e que todas as forças, sejam elas quais sejam, que estejam agindo nele são iguais e por isso se anulam.

Além do equilíbrio estático, que acontece quando o objeto em questão está totalmente paralisado, existe o equilíbrio dinâmico, que é quando mesmo em movimento, as forças que agem sobre ele estão equilibradas.