Karl Marx


Karl Marx, nascido na Alemanha em 1818 e falecido em 1883, foi um dos pensadores mais influentes da filosofia moderna. As suas ideias e propostas ecoam até hoje em vários segmentos da sociedade, tais como:

Karl Marx

  • Política e economia: A noção de luta de classes, que foi e continua sendo muito importante para a compreensão do sistema capitalista, bem como se tornou mote político para a criação de partidos de cunho socialistas e capitalistas.
  • Social: Marx analisou vários substratos sociais para compreender as estruturas do sistema capitalista e da relação patrões e trabalhadores, ampliando, dessa maneira, a sua visão acerca da sociedade e de conceitos, tais como a mais-valia, por exemplo.
  • Filosofia: Marx contribuiu muito com a filosofia por meio das suas teorias concepções chamadas de materialismo histórico, da dialética, entre outros conceitos.

Karl Marx chegou a ser um estudante de direito nas universidades de Berlim e Bonn, no entanto, sempre nutriu certo interesse por questões relacionadas ao estudo da história, da sociedade e do pensamento humano.

Aos 24 anos de idade, iniciou um trabalho como jornalista em Colônia. Durante esse período, o jovem Marx redigia artigos de cunho político e social, fato esse que trazia uma grande irritação nas autoridades alemãs.

Nesse período, Marx passou a estudar também o pensamento filosófico de Georg Wihelm Friedrich Hegel, especialmente o conceito sobre dialética. Sendo assim, para se aprofundar mais nas teorias propostas por Hegel, Marx formou um grupo de estudos a respeito desse tema.

Após isso, Marx conheceu a sua esposa e passou um período morando em Paris, na França, onde lá conheceu outro pensador que tinha as mesmas afinidades políticas e filosóficas que ele tinha: Friedrich Engels.

Foi em Paris que a produção intelectual e filosófica de Karl Marx ganhou um notório impulso. Nesse período, ele redigiu obras importantes da sua carreira, entre elas é possível citar:

  • Contribuição à crítica da filosofia do direito de Hegel
  • Ideologia Alemã
  • A Sagrada Família

Karl Marx também passou um período vivendo na Bélgica. Foi nesse país, após um contato mais direto com a vida dos operários e a exploração dos grandes patrões, que ele redigiu, em parceria com Friedrich Engels, o Manifesto do Partido Comunista.

O Manifesto do Partido Comunista

O Manifesto do Partido Comunista, também chamado resumidamente de O Manifesto Comunista, teve a sua primeira publicação no dia 21 de fevereiro de 1848. Essa obra é até hoje considerada uma das obras políticas mais famosas do mundo. O Manifesto teve a sua origem durante a Primavera dos Povos, que foi efervescência política e social de 1848, onde vários substratos urbanos demonstravam certa desconfiança e também um nítido descontentamento diante dos rumos das políticas trabalhadoras adotadas na época.

O Manifesto Comunista efetua uma severa crítica ao modo de produção capitalista e também ao processo de como a sociedade ocidental se moldou por meio dele. Esse manifesto tinha como intuito a tentativa de organizar os trabalhadores como uma classe social com subsídios e conhecimentos capazes de reverter a sua situação de exploração, bem como descreve os vários tipos de ideais comunistas, definindo os objetivos e os conceitos básicos do socialismo científico. Entre alguns deles é possível citar:

  • A teoria da Mais-Valia: De acordo com a Mais-Valia, Marx e Engels explicam a exploração efetuada pelo empresário sobre os seus trabalhadores. A Mais-Valia diz respeito à diferença entre a riqueza produzida pelos operários e o valor que é pago, em forma de salário, pelos empresários aos seus subordinados. É por meio da Mais-Valia, de acordo com Marx e Engels, que o patrão capitalista assegura o seu lucro. De acordo com os dois filósofos a Mais-Valia e as desigualdades produzidas por ela seriam sanadas por meio do comunismo.
  • Materialismo Histórico: O modo de visa social e a também a organização política de uma sociedade, de acordo com o Materialismo Histórico, é definido pelo modo de produção que a sociedade tem por base.
  • A Luta de Classes: Esse pensamento ilustra o conflito de exploração existente no capitalismo, em que os patrões exploram o trabalho dos seus trabalhadores. De acordo com Marx e Engels, a Luta de Classes poderia ser eliminada por meio da implantação do comunismo.

É importante ressaltar ainda que a influência do Manifesto do Partido Comunista foi muito grande na Revolução russa, especialmente nos pensamentos de líderes como Lenin, Trotsky, entre outros.

É nessa publicação que ainda são levantadas questões sobre a propriedade privada, bem como foi escrita a célebre frase: Proletários de todos os países, uni-vos.

O pensamento geral de Karl Marx

Outra grande obra desse filósofo foi O Capital, em que ele efetua uma análise ampla da sociedade capitalista. Em O Capital traz conceituações pertinentes acerca da:

  • Cultura;
  • Política;
  • Economia;
  • Religião;

É importante salientar que O Capital é uma obra incompleta e o único volume publicado enquanto Marx estava vivo foi o primeiro. Os volumes restantes foram organizados por Engels.