Resumo Idade Contemporânea


O início da Idade Contemporânea foi demarcado pela Revolução Francesa, no ano de 1789, e que se estendeu até os dias atuais, como indica a palavra “contemporânea” no nome. Com o seu surgimento datado no século XIX, a Idade Contemporânea tem algumas características específicas que a diferenciam das demais épocas já vividas no Brasil e no mundo.

Resumo Idade Contemporânea

Principais características desta época:

  • Desenvolvimento dos setores industriais;
  • Dominação econômica e política da burguesia industrial, com ênfase nos países europeus;
  • Capitalismo concretizado como sistema econômico predominante;
  • Democracia como regime consolidado logo no início do século XIX;
  • Brigas entre as grandes potências europeias que lutavam pelos mercados consumidores, fontes de matérias, e a conquista de territórios. A disputa deu origem aos movimentos conhecidos como Imperialismo e Neocolonialismo;
  • O início do século XX foi marcado pelo avanço dos Estados Unidos da América como maior potência mundial
  • Século XX também foi responsável pela globalização da economia;
  • Século XX também foi configurado pelas importantes descobertas e avanços tecnológicos.

Acontecimentos marcantes da Idade Contemporânea

Outro ponto marcante da História da Idade Contemporânea é que dentre todos os outros, foi o período com maior número de acontecimentos marcantes, o que, de certa forma, dificulta o trabalho dos pesquisadores e historiadores. Segundo eles, a partir do início desta nova época, a impressão que sem tem é que a cronologia do tempo está mais acelerada e os acontecimentos são cada vez mais complexos.

Não se pode deixar de lado também as considerações sobre as transformações da sociedade contemporânea, que influenciam diretamente nos acontecimentos do decorrer da Idade Contemporânea. Não se pode esquecer que foi a partir do final do século XIX e início do século XX que o processo de urbanização começou a tomar maiores proporções e se espalhar pelos diversos cantos do país e do mundo. Com o aumento das populações, as horas e minutos que antes eram vazias, passaram a ser cada vez menos suficientes para tantos acontecimentos. Cada ser é único e cada indivíduo age do seu modo, de acordo com o seu tempo, acelerando a ideia e a noção de duração das ações, dos dias, meses e ano.

Outro fator que não pode ser desconsiderado é o de ordem biológica, que dize respeito ao aumento da expectativa de vida das pessoas. A descoberta e avanço da medicina contribuiu para que as pessoas tivessem melhor qualidade de vida, tendo acesso à saúde e tratamentos necessários, aumentando assim a expectativa de vida. É notável que com mais pessoas existindo ao mesmo tempo, o número de acontecimentos aumentasse automaticamente.

Não dá para falar de Idade Contemporânea sem citar alguns acontecimentos que marcaram a época. Como já foi dito, o primeiro deles foi a Revolução Francesa, que marca o início deste novo tempo.

Logo em seguida, veio a Primeira Guerra Mundial, onde as partes envolvidas lutavam pela conquista e dominação das colônias africanas. A Primeira Guerra Mundial aconteceu no período de 28 de julho de 1914 a 11 de novembro de 1918, deixando como consequência a mudança no mapa geopolítico no Médio Oriente e na Europa.

Um fato do final da Primeira Guerra, o assinado do Tratado de Versalhes, acabou acarretando o terceiro acontecimento mais marcante da Idade Contemporânea: a Segunda Guerra Mundial. Esta começou no mês de setembro de 1939 e deixou sérias consequências para toda a história mundial. Foi considerada uma das guerras mais violentas, pois envolveu aproximadamente setenta países e matou milhares de pessoas mortas e mutiladas.

O quarto acontecimento mais marcante foi a Guerra Fria, que veio em 1945, logo após a Segunda Guerra Mundial. Diferente da última, a Guerra Fria não aconteceu de forma violenta, sendo um conflito indireto entre os Estados Unidos e a União Soviética, que disputavam a o domínio político, militar e econômico do mundo.

Revolta dos artistas e surgimento de novos movimentos artísticos

Além das grandes guerras, os artistas da época também se rebelavam, demonstrando suas opiniões através de suas artes. Dessa forma, surgiram novas correntes artísticas:

  • Neoclassicismo – Início do século XVIII, trouxe de volta os princípios romanos, gregos e renascentistas.
  • Romantismo – Estilo que era oposto ao neoclassicismo, representava o estilo próprio de cada artista
  • Realismo – Predominante entre 1850 e 1900, trazia a representação da realidade e principalmente, dos problemas sociais da época.

Dessa forma, a Idade Contemporânea, também chamada de Idade Moderna, foi, e ainda e, caracterizada por uma infinidade de acontecimentos. Ela ainda é atual e acompanha o decorrer dos dias. Dessa forma, os fatos do nosso cotidiano também compõem a história dessa época e serão estudados por historiadores no futuro.

A Idade Contemporânea alterou a forma de estudo de muitos pesquisadores, que através do estudo do presente, já traçavam metas e possíveis resultados para o futuro. A partir da Idade Moderna, os estudos se voltam apenas para o presente, deixando o futuro para ser estudado somente quando vier a ser atual.