Resumo Halloween


Com certeza você já foi a alguma festa de Halloween ou de Dia das Bruxas. Mas sabe exatamente como essa comemoração surgiu? O Halloween é comemorado no dia 31 de outubro na véspera do dia de Todos os Santos. Em países ocidentais a festa é muito conhecida, mas se fortalece realmente nos Estados Unidos. Por lá o Dia das Bruxas é comemorado desde o século XIX e foi importado pelos imigrantes irlandeses.

Resumo Halloween

As comemorações iniciam com a vigília de três dias do Allhallowtide, tempo do ano litúrgico para relembrar os mortos, como os santos (chamados hallows), fiéis falecidos e mártires. Segundo a história boa parte da tradição do Halloween está no antigo festival celta da colheita, o Samhain. Tal festividade gaelética foi trazida para o cristianismo pela Igreja primitiva. A origem pagã também se dá por conta do Samhain. Por outro lado há quem diga que o dia das Bruxas começou a ser comemorado sem relações com o Samhain, mas sim apenas com viés cristão.

De acordo com a cultura a comemoração muda bem como seu significado. Aos galeses a festa era intitulada Calan Gaeaf, afinal há algumas evidências na relação entre festival feito no País de Gales e a celebração de Samhain, de viés irlandês e escocês.

O Papa Gregório III, durante o século VIII, mudou para 1º de novembro a data de comemoração de Todos os Santos, que coincidiu com a data de Samhain. Este papa e seu sucessor tornaram obrigatória a comemoração do Dia de Todos os Santos para puxar a comemoração de Samhain para o cristianismo.

O alimento, como não poderia ser diferente, também era importante nas comemorações. As crianças iam de casa em casa proferindo rimas e falando orações para almas dos mortos. Em troca as pessoas doavam bolos o que representava o espírito de uma pessoa libertada do purgatório. Hoje esse hábito se modificou e as crianças vão até as casas pedir por doces.

Naquela época as igrejas tocavam seus sinos pela noite adentro. Logicamente que a ação não agradava, logo o rei Henrique 3º e a rainha Elizabeth buscaram acabar com a prática, mas sem sucesso. O ritual se perpetuou por muitos anos a frente.

Hoje o Halloween é pouco celebrado como era antigamente. Apenas ficou a alusão aos mortos, mas com caráter diferente. Outros elementos ligados à festa de Finados e de Todos os Santos foram incorporados à comemoração. Um exemplo comum que foi acrescentado ao longo do tempo é o costume dos disfarces, já usados, possivelmente, na França nos séculos XIV e XV. Como nessa época foi marcada pela Peste Negra e peste bubônica, as quais dizimaram metade da população, começou-se a se preocupar com mais intensidade com a morte.

Por isso eram realizadas Missas na festa dos Fiéis Defuntos além de apresentações artísticas que relembravam as pessoas sobre sua mortalidade. Por isso algumas manifestações eram marcadas pela dança da morte e danças macabras.

Como surgiu à comemoração?

O Halloween como comemoramos hoje tem suas características nascidas entre 1500 e 1800. As fogueiras eram muito populares, e utilizadas para queimar o Joio, celebrando o fim da colheita no Samhaim. Ela o símbolo da ida das almas cristãs em direção ao purgatório, ou também para repelir peste negra ou bruxarias. Outro hábito comum no dia das Bruxas era previsão do futuro, ou seja, buscava-se prever o dia de morte da pessoa. Outros rituais eram feitos ligados à agricultura e adivinhação. Um exemplo comum era alguém puxar a folha de um repolho ou de uma couve chão e o formato daria pistas sobre a futura profissão ou personalidade do cônjuge da pessoa.

Características e comemorações no Brasil

Os principais símbolos do Halloween são relacionados à morte, por isso busca elementos assustadores. As bruxas, fantasmas, zumbis, caveiras, monstros e personagens como Frankenstein ou Drácula estão sempre presentes nessas comemorações. Outra tradição é os mais fantasiarem os seus filhos para irem às ruas bater na porta das casas. Assim elas pedem “doces ou travessuras”, para ganhar doces das pessoas. Em nosso país, apenas de menor força, a festa também é comemorada assim e ainda há quem saia em busca dos seus doces.

Há quem critique a comemoração nacional, crendo que os símbolos brasileiros são deixados de lado em detrimento do Halloween. Por isso acham que é preciso valorizar o folclore nacional, tanto é que em 2005 foi criado o Dia do Saci, também comemorado no dia 21. Outro setor que apresenta muitas críticas sobre o Dia das Bruxas é o religioso. Muitas igrejas condenam a prática e veem que fere os princípios e valores cristãos. Consideram as imagens valorizadas pelo Halloween negativas e contrárias às práticas de bem.

Atualmente o Halloween mistura inúmeras tradições, seja a trazida pelos colonos no século XVII para os EUA, outras vinculadas à origem Europeia e as modificações modernas que se apresentam nas festas de hoje.