Resumo Venha ver o pôr-do-sol


Esse é um resumo Venha Ver o Pôr do Sol, da escritora Lygia Fagundes Telles. A autora inicia o conto narrando à subida da personagem principal por uma ladeira tortuosa. Já era tarde e a única coisa que ouvia era uma cantiga de crianças. Encostado em uma árvore estava ele, um homem mago, de aparência jovial, e com o cabelo grande e bagunçado. Ele a cumprimenta por seu nome, Raquel. Ao se encontrarem, ela diz que precisou sair do carro para chegar ao ponto onde ele se encontrava. Seu amigo responde dizendo que ela mudou, pois quando andavam juntos, suas roupas e modos eram diferentes. E garantiu a ela que precisava vê-la, e por isso marcou o encontro.

Resumo Venha ver o pôr-do-sol

Raquel pergunta se atrás do muro, ao lado do ponto de encontro, havia um cemitério. A resposta foi sim. Ele a convida para entrar, porque, segundo ele, de dentro o pôr do sol era lindo. Além disso, queria mostrar a “gente” dele que estava lá. Raquel estranha a ideia e dá risada, visto que ele queria vê-la apenas para levá-la ao cemitério. O homem esclarece que não podia recebê-la no apartamento porque estava em má situação, e, além disso, ela não iria mesmo. A moça concordou com esse fato.

Raquel chama o amigo para beber algo, dizendo que pagará, mas ele se recusa. Diz que não quer nenhum dinheiro “dele”. Falando o nome do amigo, que era Ricardo, a moça afirma que é um risco vê-lo. O homem com quem está no momento é muito ciumento e está cansado de saber que ela teve casos. Ricardo afirma que sabia, e que marcou o encontro no cemitério por causa disso. Ali ninguém podia vê-los, nem o amigo de Raquel nem o amigo do amigo dela. E foi abrindo o portão do cemitério para entrar. Continue lendo o resumo Venha Ver o Pôr do Sol para saber o que houve lá dentro.

No interior do cemitério

Raquel diz que não suporta enterros e, por receio de ver um, não entraria. Segundo Ricardo, há séculos ninguém é enterrado ali. Pegou-a pela mão e a levou para o interior do cemitério. Inconformada, Raquel entra, ressaltando que o lugar é deprimente. Seu companheiro lembra que estão ali para ver o céu em sua melhor hora, a do crepúsculo. Diz que já a levara para passear de barco. Ela afirma que sente falta daquele ano incrível, mas que não sabe como o aguentou durante tanto tempo.

Raquel deseja muito ir embora, pois já está cansada. Ricardo diz que ela está acostumada com a boa vida. E que vão ao jazigo da “gente” dele, de onde verão o pôr do sol. Conta como ele e sua prima vinham até ali, de mãos dadas, e que agora ela está morta.

Segundo ele, a garota possuía olhos como os de Raquel. Questionado se ele a amou, Ricardo fala que sua prima é que o amava, a única mulher que o amou. A moça diz que gostou dele, mas, para o rapaz, isso não é amor. Leia agora no resumo Venha Ver o Pôr do Sol o que se passou no jazigo.

Dentro do jazigo

O interior estava bastante sujo. Ele começou a mostrar as gavetas onde ficavam seus aparentes mortos. Raquel, sem revelar o medo, pede para irem embora daquele lugar. Mas Ricardo queria mostrar a gaveta de sua prima. Chamou Raquel para ver como os olhos da falecida pareciam com os dela. Ao ver a foto, ela lê que suposta prima de Ricardo morreu em 1800.

Ela chama Ricardo de mentiroso, porque a menina morreu há mais de 100 anos. Antes de terminar de falar ouve um baque, e vê que o jazigo está vazio. Volta os olhos para a portinhola e atrás dela está Ricardo sorrindo maliciosamente. Ela vai até ele, mas, no momento em que chega, ele vira a chave. Raquel começa gritar, dizendo que odeia esse tipo de brincadeira. O rapaz fala para ela observar o pôr do sol – o mais belo do mundo – pela fresta da portinhola. Ofegante e lacrimejando, ela pede para sair.

Ricardo segura a chave e diz sério que está na hora de ir embora. Ela apertou o peito contra a grade e o encarou. Esbugalhou os olhos e aos poucos amoleceu o corpo. Ele lhe dá boa noite e guarda a chave da portinhola. Raquel cerra os lábios como se fossem colados, com olhos rodando. Ao retomar o caminho que fizeram, ele ouve o grito “NÃO”. Escutou ainda diversos berros, semelhante aos dos animais que são estraçalhado por predadores. Ao longo do percurso os uivos foram ficando abafados, como se viessem do interior da terra.

Quando chegou, Ricardo já não ouvia mais nada. Acendeu um cigarro e desceu a ladeira que levava ao cemitério. Enquanto descia a rua, viu crianças, ao longe, brincando de roda. Termina aqui nosso resumo de Venha Ver o Pôr do Sol.