Equações Algébricas: Conceitos Gerais


Equações Algébricas

Equações Algébricas são feitas para encontrar o incógnita ‘x’ através de operações algébricas de adição, subtração, multiplicação ou divisão, além de potenciação inteira e radiciação. Seu número final é reduzido a uma forma inteira de um número natural, junto com outros de quaisquer natureza.

Considerada a equação da forma em matemática, o P = Q tem coeficiente em certo corpo, chamado de polinômios. A álgebra foi criada em 820 d.C. pelo matemático Al-Khwarizmi, que teve influência em Euclides e de diversos povos mais antigos.

Surgimento da equação algébrica

Desde que se têm notícias sobre a história da humanidade, o homem já buscava solucionar seus problemas de forma racional e numérica. A fase mais rudimentar que se tem notícia data de 1700 a.C. que partiu a criação gradual de simbolismos e a invenção e resolução de equações.

A álgebra surgiu no Egito um pouco antes da Babilônia e sem a mesma sofisticação e variáveis na resolução de equações. Mas ambas eram retóricas, embora o Egito ainda possuía um sistema primitivo de numeração quando comparado ao babilônico.

O livro “Hisab Al-Jabr´al-muqabalah” foi escrito em 825 por Mohammed ibn-Musa AL Khowarizmi e o termo álgebra foi usado pela primeira vez como abreviatura de Al-jabr, o nome do autor. Ela se referia a uma substituição do número positivo para subtrair quantidades iguais de cada lado da equação proposta.

Al-jabr, cuja palavra em latim é álgebra, significa reunião de partes quebradas, cujo método de complementação do que se tinha como compreensão anterior é ax + b = c – b, logo ax é como c – b.

Na Grécia a álgebra base era da Babilônia e foi formulada por Euclides, influenciado pelos preceitos de Pitágoras e tinha uma vertente geométrica, apresentada como diagrama. O que significa que ao se referir a b² é bem possível que realmente se tratasse de um quadrado real.

Com as dificuldades conceituais apresentadas pelos gregos, suas equações consideradas desajeitadas e sem uma definição tão perfeita quando a inspiração babilônica. A principal dificuldade era com a raiz quadrada e sem rigor matemático adequado, começaram a usar segmentos de reta como conveniente para os elementos calculados.