Empregando corretamente a letra Z


A língua portuguesa é cheia de particularidades que fazem com que ela pareça um verdadeiro “Bicho de 7 Cabeças” para algumas pessoas, que sofrem com dúvidas relacionadas a ortografia. Porém, a verdade é que apesar de todas as características que podem fazer com que o nosso idioma seja complicado, existem algumas regras que podem ajudar muito na hora de escrever.

Em primeiro lugar é importante saber que para escrever bem é preciso ter o hábito da leitura, pois é ele que nos dará a familiaridade com aquelas palavras e com a forma como são escritas. Isso é muito importante, pois enquanto a nossa fala consegue ser compreendida de uma maneira mais natural, uma vez que influenciada por sotaques diferentes e a dicção como um todo, a escrita é algo que está registrado e que servirá como um filtro da sua capacidade em avaliações importantes e até mesmo para a sua convivência social com o mundo todo.

letra Z

Entre tantas dúvidas que o emprego correto da língua portuguesa pode trazer, uma das causadoras está localizada bem no final do nosso alfabeto. Sim, estamos falando do uso da letra z, que por ter um som semelhante ao s, pode fazer com que você cometa erros graves de grafia.

Para que isso não aconteça listamos uma série de dicas para você empregar o “z” corretamente e entender as regras quanto ao seu uso. Fique atento, tanto às regras que mostraremos a seguir, como também a forma de se escrever algumas palavras, que unidas a outras letras ganham outro tempo verbal ou outro sentido. Assim, ao saber diagnosticar que uma palavra primitiva é escrita com “s”, por exemplo, não correrá o risco de utilizar a forma incorreta na hora de escrevê-la com um sufixo incorreto.

Em substantivos que são derivados de adjetivos

Um dos usos possíveis e corretos da letra “z” são em substantivos que se formam a partir de um adjetivo (que delega uma característica a uma coisa ou pessoa). Por exemplo, acidez é uma palavra que deriva do adjetivo ácido e que, por isso, deve ser escrita com a letra “z”.

Outros exemplos de substantivos derivados de adjetivos e que devem ser escritos com a letra “z:

• Lucidez, pois deriva da palavra lúcido;
• Limpeza, pois deriva da palavra limpo;
• Rigidez, pois deriva da palavra rígido;
• Acidez, pois deriva da palavra ácido;
• Embriaguez, pois deriva da palavra embriagado;
• Solidez, pois deriva da palavra sólido;
• Altivez, pois deriva da palavra altivo;
• Certeza, pois deriva da palavra certo.

Em sufixos de aumentativos ou diminutivos

Os sufixos são a parte final de uma palavra, que ao serem acrescentados formam uma nova palavra. No caso dos aumentativos e diminutivos, muitas vezes os sufixos devem ser escritos utilizando a letra “z”, porém com algumas exceções que mostraremos a seguir.

Quando utilizar o “z” em sufixos de palavras aumentativas ou diminutivas

• Mulherzinha, diminutivo de mulher;
• Aviãozinho, diminutivo de avião;
• Homenzarrão, aumentativo de homem.

Porém, para não errar no uso da letra “z” em sufixos de diminutivos ou aumentativos é fundamental prestar atenção ao radical da palavra primitiva. Se existir o “s”, não se usa o “z”.

Alguns exemplos de sufixos de aumentativo e diminutivo que não se escreve com z, considerando a palavra inicial:

• Casebre/Casinha/Casarão, pois a palavra casa é escrita com “s”;
• Mesinha/Mesão, pois a palavra mesa é escrita com a letra “s”;
• Rosinha, pois a palavra rosa é escrita com “s”.

Em outro tipo de sufixo: palavras terminadas em “triz”

Algumas outras palavras com finais “triz”, também são sempre grafadas com “z” no caso dos substantivos femininos. Os educadores afirmam que é preciso ter bastante atenção nestes casos, que apesar de parecerem óbvios para muitos, ainda são escritos de forma incorreta por muitas pessoas.

Algumas palavras que se encaixam a essa regra são: imperatriz, embaixatriz e atriz, por exemplo.

Mais uma vez considerando a palavra primitiva: verbos com “izar” no final de sua conjugação

Assim como já citamos anteriormente, para acertar na hora de utilizar a letra “z”, é fundamental estar atento às palavras primitivas que ao utilizar sufixos se tornam outra expressão. Neste caso específico do sufixo “izar”, a atenção deve estar voltada para o verbo e sua conjugação, pois assim é mais fácil reconhecer que se a palavra inicial não possui a letra “s”, ao unir-se com o sufixo “izar”, deve ser escrita com a letra z.

Entre alguns verbos que podemos citar e que se aplicam nestes exemplos estão as palavras atualizar, economizar, fiscalizar e aterrorizar, entre outras.

Relembrando quando a letra “z” deve ser utilizada

Substantivos derivados de adjetivos
(lucidez, altivez, embriaguez, solidez…)

• Sufixos de aumentativos e diminutivos
(mulherzinha, aviãozinho, homenzarrão…)

• Substantivos femininos terminados em “triz”
(atriz, embaixatriz, imperatriz…)

• Verbos que utilizam o sufixo “izar” no final de sua conjugação
(economizar, fiscalizar, aterrorizar, atualizar, entre outras possibilidades).