Ácidos Fixos, Voláteis, Instáveis e Número de Grupos Hidróxido das Bases


Ácidos Fixos, Voláteis, Instáveis

É através do valor do ponto de ebulição que um ácido pode e será classificado como volátil ou fixo.

Exemplos de ácidos fixos:

ácido fosfórico H3P04(aq): 213 °C
ácido sulfúrico H2S04(aq): 340 °C
ácido bórico H3B03(aq): 185 °C

Exemplos de ácidos voláteis

ácido nítrico HN03(aq): +86 °C
ácido sulfídrico H2S(aq): -59,6 °C
ácido clorídrico HC£(aq): -85 °C

A inalação dos vapores exalados pelos ácidos voláteis é de extremo perigo ao ser humano, visto que causa grandes agravos para o organismo. Os ácidos voláteis devem sempre ser manipulados em local onde haja perto um exaustor. Também não se deve confundir ácido volátil com ácido fumegante. O segundo se trata de um ácido que libera vapores tóxicos dissolvidos em seu interior, através de uma fumaça. No caso do ácido sulfúrico, por exemplo, é liberado dióxido de enxofre através de sua fumaça.

Vale lembrar que, sendo o dióxido de enxofre extremamente tóxico, o ácido sulfúrico é um ácido fumegante que também só pode ser manipulado sob um exaustor.

– Ácidos instáveis

Representam a indicação da fase de agregação do produto, as setas dispostas acima ou ao lado das fórmulas das substâncias. Quando disposta em sentido “para cima”, representa que o produto formado é gasoso. Se disposta em sentido “para baixo”, o produto se encontra sob a forma sólida. Neste caso, é considerado “precipitado”.

Os eletrólitos formam a sua base, liberando íons em contato com a água.

– Número de grupos hidróxido

O maior número de grupo de hidróxido, OH1-, liberados ao entrar em contato com água, é também um dos critérios de classificação destas bases.

É bem provável que nesta solução básica haja mais de um tipo de cátion, isto ocorre porque a dissociação de uma dibase, tribase ou tetrabase por acontecer em várias etapas. Vejamos, por exemplo, a dissociação do hidróxido de alumínio (tribase)

1ª dissociação: 1A£(OH)3(S) J32PJ!L>
2ª dissociação: lA£(OH)2|aq) + l OH1^

Temperatura, concentração e pressão também influenciam nos tipos de dissociação. Dependendo das condições, podem ser encontrados não apenas cátions de alumínio A£3+(aq), como também cátions mono-hidroxia-lumínio, A£OH2+(aq) e di-hidroxialumínio, A£(OH)2|aq).