Alcalóides


Muito utilizados na produção de remédios e fármacos naturais, os alcaloides se tratam de compostos orgânicos heterocíclicos, o que significa dizer que, em sua estrutura de carbono, apresentam um ou mais hidrogênios. De origem vegetal e encontrado em grandes quantidades na natureza, os alcaloides possuem tanto o efeito medicinal, conhecido desde a antiguidade, como em alguns casos também podem se tratar de um veneno potente, capaz de matar.

O termo alcaloide significa “semelhante aos alcális”, sendo que “alcális” é o mesmo que base. As aminas, por sua vez, têm caráter básico ou alcalino, e é devido a elas que os alcaloides receberam esse nome na Química Orgânica. Encontrado na pele de anfíbios, em plantas, flores e ervas, além de outras fontes naturais, os alcaloides estão presentes em medicamentos que agem no sistema nervoso central, bem como em cigarros e em drogas, como é o caso da cocaína.

Alcalóides

Falando de forma específica, os alcaloides são, basicamente, aminas de cadeia fechada que contam a presença do nitrogênio entre os carbonos do ciclo. Embora sejam de origem vegetal, como dissemos anteriormente, os alcaloides podem ser sintetizados em laboratório, como ocorre na fabricação de medicamentos e drogas. Na natureza, eles têm a função de afastar os insetos das flores e plantas e proteger a pele dos anfíbios dos raios UV, entre outras características.

Exemplos mais conhecidos de Alcaloides:

Morfina

Extraída da flor de papoula, a Morfina é, talvez, o sedativo mais popular do mundo. Ela é aplicada em pacientes que sofrem com dores intensas e pode causar dependência. O nome do medicamento foi inspirado em Morfeu que, segundo a crença grega, é o “Deus do Sono”.

Cafeína

Presente nos grãos de café, no chá preto e no chá mate, entre outras fontes naturais, a cafeína é responsável por atuar como estimulante no sistema nervoso central. Também encontrada de forma isolada por laboratórios, a cafeína pode ser utilizada para dar mais energia e manter a pessoa acordada por mais tempo.

Cocaína

Tratando-se de uma das drogas mais viciantes do planeta, a cocaína é obtida a partir das folhas de coca (Erythroxylon coca) e combate o sono e a fome. Com grande potencial para destruir a vida social dos indivíduos que se viciam nela, a cocaína é considerada hoje como uma das drogas mais perigosas entre as conhecidas pela ciência. A cocaína também dá origem ao crack e à merla, outras drogas com potencial destruidor.

Nicotina

Encontrada nas plantas de tabaco, a nicotina é utilizada amplamente na produção de cigarros. O alcaloide é o responsável por causar o vício e, também, por provocar a conhecida sensação de abstinência em indivíduos que tentam abandonar o fumo após anos de vício.

Ephedrina

Obtida a partir da planta Ephedra sinica, a Ephedrina é um alcaloide utilizado na fabricação de medicamentos como broncodilatadores e descongestionantes.

Atropina

Tratando-se de um alcaloide extraído da planta Atropa belladonna, a Atropina é utilizada na produção de medicamentos para os pacientes que sofrem de espasmos involuntários.

Coniina

Extraído da Cicuta, que é uma planta altamente venenosa, o alcaloide é capaz de levar à morte em pouquíssimo tempo. Na antiguidade, o chá de cicuta era utilizado para causar o óbito em indivíduos condenadas à morte.

Vimblastina

Alcaloide muito utilizado no tratamento de linfomas.

Vincristina

Alcaloide muito utilizado em tratamentos que envolvem a quimioterapia, como é o caso da leucemia.

Características dos alcaloides

Como você pôde notar com as informações dadas acima, os alcaloides estão presentes em diversos tipos de plantas e em animais, como o sapo, sendo responsáveis, em geral, pela defesa desses elementos dentro de seu habitat natural. De acordo com os cientistas, são, por exemplo, os alcaloides os responsáveis pelo gosto amargo das folhas e plantas que as protegem dos insetos e predadores, bem como são eles os responsáveis por darem origem às substâncias tóxicas presentes na pele do sapo, sendo que esta, por sua vez, protege o anfíbio de ataques e, também, da exposição aos raios de sol.

Fora da natureza, no entanto, os alcaloides estão presentes em medicamentos e em drogas. Em relação aos medicamentos, estes devem sempre ser utilizados somente através da receita de médicos, já que os remédios à base de alcaloides podem viciar e devem ser administrados com muita responsabilidade pelo paciente. Já em relação às drogas, os alcaloides são os responsáveis por causar a dependência física e psíquica, atuando como grandes estimulantes do sistema nervoso central, que proporciona um prazer intenso no indivíduo quando ele utiliza a substância.

A estrutura dos alcaloides derivam de outras estruturas, como Tropano, Piperidina, Piridina, Indol, Imidazol, Isoquinolina, Quinolina e Pirrolidina. Os alcaloides do tropano, por exemplo, dão origem às drogas alucinógenas, como é o caso da cocaína e da tropina; enquanto os de Piperidina e Piridina, por sua vez, dão origem a inseticidas, sedativos e antimicrobianos; os alcaloides do Indol estão entre os mais numerosos, com mais de 400 compostos dessa classe.