Funções Oxigenadas


As funções oxigenadas compreendem os compostos orgânicos constituídos por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Esses átomos se unem por diferentes formas compondo diversas cadeias carbônicas.

Essas funções têm em sua estrutura o elemento oxigênio, que é o terceiro elemento mais variado dos compostos orgânicos.

Essas funções geram produtos que podem ser usados pela indústria e na composição de produtos de limpeza. Elas estão presentes nas bebidas alcoólicas, no álcool combustível, fibras têxteis, plásticos, óleos vegetais, gordura animal, amido de cereais, essências e perfumes.

Como funções oxigenadas temos os alcoóis, os éteres, os aldeídos, as cetonas, os ácidos carboxílicos, os ésteres e os fenóis.

Oxigenadas

Álcool

Os alcoóis são formados pela hidroxila (-OH) unida com um átomo de carbono (C) localizado na cadeia principal.

A nomenclatura atribuída aos alcoóis é feita juntando o prefixo referente ao número de carbonos presente na cadeia principal com o infixo da junção + o sufixo -ol.

Ex: etanol

ET= referente aos dois carbonos da série.

AN = relacionado às ligações simples.

OL= sufixo destinado aos alcoóis.

O etanol é um dos alcoóis mais fabricado no mundo, também sendo chamado de álcool de cereais. Ele é conquistado através do processo de ebulição de carboidratos de cereais como, por exemplo, o milho e a cana-de-açúcar. Atualmente, o etanol é utilizado na fabricação de bebidas alcoólicas.

Éter

No éter constata-se a presença do grupo -O- que liga dois hidrocarbonetos, ganhando o nome de heteroátomo. Uma partícula é classificada como heteroátomo quando fica localizada entre carbonos em uma cadeia, mas difere dos átomos de carbono e hidrogênio.

O nome dos éteres é construído a partir da junção do nome da cadeia mais fácil (prefixo + oxi) com o nome da cadeia mais complicada (prefixo + infixo + o).

Ex: matóxietano

MET= referente ao número de carbonos

OXI= sufixo dado à cadeia mais fácil

ET= referente aos dois carbonos presentes na cadeia

AN = relacionado às ligações simples

O= sufixo dado à cadeia mais complicada

Os ésteres são classificados como um produto químico muito perigoso devido ao seu potencial inflamável e sua origem explosiva.

Aldeído

Esses compostos são classificados pela presença da carbonila unida a um hidrogênio na ponta da cadeia. A carbonila é um composto formado por um carbono e um oxigênio através de uma ligação dupla. Os aldeídos são usados na indústria de cosméticos.

A nomenclatura dos aldeídos é formada utilizando a quantidade de carbonos junto com o infixo referente ao tipo de ligação + o sufixo –al.

Ex: metanal

MET= associado aos carbonos da cadeia

AN= relacionado às ligações simples

AL= sufixo empregado aos aldeídos.

Cetona

Esse grupo possui uma carbonila no meio dos carbonos da cadeia principal.

A terminologia das cetonas é formado pelo número relacionado aos carbonos junto com o infixo das ligações presentes na cadeia + a terminação –ona.

Ex: propanona

PROP= relacionado aos três carbonos presentes na cadeia principal

AN= relacionado as ligações simples

XonA= sufixo dado aos aldeídos

A propanona é a famosa acetona usada para remover esmaltes.

Ácido carboxílico

Os ácidos carboxílicos tem em sua composição o grupo carboxila –COOH. A carboxila compõe a sustentação dos ácidos orgânicos.

A terminologia dos ácidos carboxílicos é composta pelo termo ácido e a designação do hidrocarboneto principal + a terminação –óico.

Ex: ácido metanóico

MET= referente ao único carbono presente na cadeia

AN= relacionado às ligações simples

ÓICO= sufixo dado aos ácidos carboxílicos.

Esse grupo é composto por muitos ácidos importantes como, por exemplo, o ácido acético, presente no vinagre; o ácido cítrico, achado nas frutas ácidas; o ácido lático, presente no leite e usado para preparar queijo; o ácido pirúvico, feito durante a oxidação da glicose; o ácido oxálico, utilizado para tirar manchas de ferrugem; o ácido tartárico, presente na uva; e o ácido salicílico usado na cura de fungos.

Éster

Compostos formados por carbono que se liga com o oxigênio através de uma ligação dupla e com o outro oxigênio por meio de uma ligação que está unido a cadeia carbônica central. São gerados através de uma reação de ácido orgânico e álcool.

O nome dos ésteres é feito utilizando o prefixo da ligação junto com a terminação –oato + o nome do composto ligado ao oxigênio com a terminação –ila.

Ex: metanoato de metila

MET= referente ao carbono da cadeia

AN= relacionado a ligação simples

OATO= terminação dada aos ésteres

MET= referente ao carbono da cadeia

ILA= terminação dada aos ésteres

Os ésteres podem ser encontrados no meio e, muitos são encarregados do aroma dos frutos.

Fenol

Todo grupo formado por uma hidroxila unida a um anel benzênico leva o nome de fenol. Frequentemente eles são parecidos com os alcoóis, mas é considerada uma classe a parte de composto, pois são ácidos fracos.

A nomenclatura do fenol é feita a partir da localização da hidroxila com o prefixo –hidroxi e a terminologia do anel benzênico.

Ex: hidroxibenzeno

HIDROXI= prefixo dado aos fenóis

BENZENO= referente à terminologia do anel

O fenol é usado para desinfetante de material cirúrgico, roupas, pisos e banheiros. Também é utilizado na produção de corantes.