Óxidos Básicos


Um óxido corresponde a um composto químico binário, que é constituído por um par de átomos de oxigênio com algum outro elemento. Além disso, o oxigênio, nesse caso, é o que possui maior eletronegatividade.
oxidos-basicos

É possível citar determinados exemplos de óxidos. São eles:

– Ferrugem, que é o óxido de ferro.
– Cal, que corresponde ao óxido de cálcio.
– Gás Carbônico, que é o dióxido de carbono.

É importante que, para um composto ser considerado óxido, o oxigênio deve ser o elemento mais eletronegativo. Sendo assim, o fluoreto de oxigênio, por exemplo, não é considerado um óxido, visto que o flúor é o elemento que conta com uma maior eletronegatividade.

Entre os tipos de óxido é possível citar os óxidos básicos, óxidos anfóteros, óxidos ácidos (também chamados de anidridos), óxidos neutros, óxidos mistos (também chamados de salinos), peróxidos e superóxidos.

Os óxidos básicos: definição e exemplos

Os óxidos básicos são aquele tipo de óxido em que o elemento oxigênio está unido a um metal que possui um número de oxidação considerado baixo. Os óxidos considerados mais básicos são:

– Metais alcalinos: São aqueles elementos que estão localizados no Grupo 1A da tabela periódica e contam com propriedades semelhantes.

– Metais alcalinos terrosos: São aqueles elementos químicos que estão localizados no Grupo 2A da tabela periódica.

Uma característica comum dos óxidos básicos é que eles se apresentam no estado físico sólido, uma vez que existe uma diferença de eletronegatividade entre o metal e o oxigênio. A eletronegatividade do metal é considerada baixa, já a do oxigênio, por sua vez, é considerada elevada.

Além disso, é importante salientar que o caracteriza também um óxido básico é o fato dele reagir com água e assim resultar uma base. Ou, em determinados casos, reagir com um ácido e, assim, resultar água e sal.
Alguns exemplos de óxidos básicos são:

– K2O
– MgO
– Na2O
– CaO
– Na2O
– BaO
– Cu2O
– FeO

Na prática, os óxidos básicos são importantes para várias aplicações em nosso dia a dia. Dois exemplos que ilustram esse fato podem ser os:

– CaO (Óxido de Cálcio): Esse composto, de uma maneira geral, recebe o nome popular de cal virgem. Ao entrar em reação com a água, ele constitui uma base, que é o hidróxido de cálcio. Essa base é utilizada para efetuar a pintura de paredes, dos troncos de árvores e também de outros materiais. Além disso, ela pode ser usada com o intuito de repelir insetos, bem como preservar a vedação e evitar a infiltração da água. Essa base constituída recebe o nome de cal hidratada e, dessa maneira, quando é utilizada para pintura, ela recebe o nome de pintura de caiação.

– K2O (Óxido de Potássio): Esse composto é também conhecido como o “sabão de cinza”. O óxido de potássio, de uma maneira geral, pode ser localizado em cinzas de madeira e até mesmo nas cinzas de cigarros. A partir do momento em que o Óxido de Potássio reage com a água, ele passa a constituir a base hidróxido de sódio (que é o NaOH), e que é para a fabricação de sabões.

É interessante salientar também que, antigamente, em regiões onde não era possível encontrar o hidróxido de sódio, eram utilizadas as cinzas de determinados vegetais, que possuíam o Óxido de Potássio (K2O).

A nomenclatura e os tipos de reação dos óxidos básicos

Para efetuar a nomenclatura dos óxidos básicos, é preciso levar em consideração se o metal conta com o um número de oxidação variável ou fixo.

Sendo assim, os metais que possuem um número de oxidação fixo irão adquirir uma nomenclatura em que primeiro é citado o óxido e depois o nome do elemento.

Alguns exemplos disso podem ser os:

– Na2O: Óxido de Sódio
– BaO: Óxido de Bário

Se o metal conta com um número de oxidação variável, eles serão nomeados como Óxido, seguido pelo prefixo do nome do elemento acompanhado pela terminação “oso”.
Em outros casos, eles podem ser nomeados como Óxido, seguido pelo prefixo do nome do elemento mais a terminação “ico”.

Dois exemplos disso são:

– FeO: Óxido de Ferroso
– Fe2O3: Óxido de Férrico

Os óxidos básicos contam também com dois tipos de reação. São elas:

– São capazes de reagir com a água para resultar a formação de uma base. Um exemplo disso é a reação Na2O+H2O → Na(OH)

– São capazes de reagir com ácidos para resultar a formação da água e sal. Um exemplo disso é a reação Na2O+H2SO4 → Na2SO4+H2O

Na prática, é possível citar também outros tipos de óxidos básicos em nosso dia a dia.
São eles:

– MgO: Recebe o nome de magnésia. Quando ela reage com a água resulta na formação do famoso leite de magnésia.

– Mg(OH)2: Essa é uma substância bastante útil para atuar como um antiácido estomacal.