Princípio de Lê Chatelier e Constante de Ionização


Princípio de Lê Chatelier

Henry Louis Le Chatelier foi um químico e metalúrgico francês que nasceu em 1850 e faleceu em 1936. Ele era envolvido com pesquisas acadêmicas e no ano de 1884 enunciou uma generalização que havia descoberto. A generalização ganhou o nome de Príncipio de Lê Chatelier.

Princípio de Lê Chatelier
O princípio do francês corresponde a um sistema químico que pode ser afetado por um desequilíbrio. Tecnicamente, o postulado prega o seguinte:

“Se for imposta uma alteração de concentrações, de temperatura ou de pressão a um sistema químico em equilíbrio, a composição do sistema deslocar-se-á no sentido de contrariar a alteração a que foi sujeita”.

Ou seja, o princípio diz que um sistema químico que for perturbado por um desequilíbrio, independente da origem, se moverá no sentido de expulsar esse desequilíbrio para voltar para seu estado natural.

Um exemplo disso pode ser dado em concentrações. Uma solução de reagentes e produtos pode ter reação direta quando há uma diminuição na concentração de um produto ou aumento da concentração de um reagente. Já o aumento na concentração de um produto e diminuição dos reagentes acaba favorecendo uma reação no sentido inverso.

Constante de Ionização
A constante de ionização, também chamada de constante de dissociação, representa o equilíbrio da concentração de mols (molar) de íons em determinada solução. Ou seja, ela é definida por um valor que expressa a concentração de eletrólitos em um meio aquoso.

A constante é representada pela sigla “Ki” e verifica a concentração de mols/L dos íons em determinada solução de água que recebeu uma dissolução de composto iônico.

As constantes são diferentes e definidas de acordo com a reação:

Ionização: definida quando um ácido é dissolvido em uma solução aquosa. O resultado é a produção de dois íons;

– Dissociação: definida quando uma base é dissolvida em uma solução aquosa. O resultado é a liberação de um cátion e de um ânion.