Substituição em Derivados Halogenado e Oxidação Enérgica de Hidrocarbonetos


Oxidação Enérgica de Hidrocarbonetos

Substituição em Derivados Halogenados
Normalmente, a substituição ocorre com alcanos, o benzeno e seus derivados.
Derivados Halogenados são compostos orgânicos que resultam dos hidrocarbonetos por meio da substituição de um ou mais átomos de Hidrogênio de um hidrocarboneto por átomos de Halogênios.
Isso significa que se trata de uma reação em que um ou mais átomos de hidrogênios ligados a um carbono da cadeia são substituídos por um ou mais átomos de halogênios.
Dependendo do número de halogênios participantes na molécula do composto, os derivados halogenados podem ser mono, di, tri, tetra e por aí vai.

Oxidação enérgica de hidrocarbonetos
Oxidação energética é toda reação química ocorrida quando determinados compostos orgânicos são colocados em um mesmo recipiente a conter o permanganato de potássio e o ácido sulfúrico (H2SO4), em meio ácido e sob aquecimento.
Os compostos orgânicos que podem ser utilizados em uma oxidação energética Em uma oxidação energética podem ser utilizados os compostos: hidrocarbonetos, alcenos, alcinos, alcadienos, ciclenos, ciclanos e aromáticos.
Quando o permanganato de potássio se combina com ácido sulfúrico (H2SO4) e água, ocorre uma reação química, de que resultam óxido de potássio (K2O), óxido de manganês II (MnO) e oxigênios nascentes ([O]).
Os oxigênios nascentes são “atacam” as regiões dos hidrocarbonetos, ocasionando em sítios de ligações nesses compostos, formando os produtos da oxidação energética.
Esses são os mecanismos para que se ocorra uma reação que chamamos de oxidação energética para todos os hidrocarbonetos. A única exceção se dá para os aromáticos.
Vale destacar que os hidrocabonetos insaturados vão sofrer ruptura de cadeia no processo de insaturação. Com isso, ocorre a oxidação de cada átomo de carbono da dupla ligação e de cada hidrogênio conectado ao carbono de dupla ligação. E é justamente o posicionamento da dupla ligação que definirá se a reação resultou em ácidos carboxílicos ou cetonas.