Tabela Periódica: Histórico, Classificação em Períodos e Famílias


Tabela Periódica

Desde o início do século XVII os cientistas já conheciam uma quantidade relativamente grande de elementos químicos, dentre os quais muitas propriedades já haviam sido também determinadas, de forma que poderiam ser utilizados em diferentes processos químicos.

Este conhecimento, porém, evidenciou a necessidade de que houvesse uma classificação destes elementos, de maneira organizada para que pudessem ser mais facilmente trabalhados, contribuindo para os diferentes procedimentos químicos.

Assim, muitas propostas foram estudadas e analisadas, o que fez com que se chegasse a um acordo de que os elementos químicos deveriam ser classificados e organizados de acordo com a semelhança de alguns dos grupos de elementos químicos, fazendo com que estas semelhanças fossem evidenciadas pela organização destes elementos.

Desta forma, originou-se então aquele tipo de classificação que daria origem à tabela periódica da forma como é conhecida atualmente: classificada em períodos e famílias de acordo com as semelhanças dos elementos presentes na tabela periódica.

Classificação em períodos e famílias

Atualmente, a tabela periódica é organizada de forma que os elementos possam ser observados de acordo com a ordem crescente de seu número de átomos, assim como também são agrupados por sua semelhança química.

Uma das formas de classificação da tabela periódica é por meio dos períodos, os quais são representados pelas linhas horizontais da tabela periódica. Nos períodos, os elementos são classificados de acordo com a quantidade de camadas ou níveis que o átomo possui na distribuição eletrônica em seu estado fundamental.

Cada período também possui uma classificação feita de acordo com a quantidade de elementos que é apresentada em cada um destes períodos, sendo assim definidos como muito curto, curto, longo, muito longo ou incompleto.

Além dos períodos há também a classificação por famílias, que acontece de acordo com as linhas verticais da tabela periódica. As famílias são numeradas de 1 a 18, e é possível que sejam separadas ainda entre famílias de tipos A e de tipo B.