Sumérios e Acadianos


Os primeiros grupos humanos passaram a se estabelecer por volta do ano 10.000 a. C., na região da Mesopotâmia, que caracterizou o marco inicial do aparecimento das primeiras cidade-estados dessa região. Com o passar dos anos, algumas técnicas avançadas com o objetivo de explorar os recursos hídricos acabaram permitindo a constituição das primeiras cidades e o incremento da população. A cidade de Uruk por exemplo, foi formada em 4.000 a.C.

Os acadianos e os sumérios habitaram a região conhecida como Mesopotâmia entre os anos de 2.800 a.C e 2.000 a.C. Pode-se dizer, que os sumérios foram os grandes responsáveis pelas origens da formação da civilização dessa área, fixando-se em cidades independentes. Eram povos politeístas, onde os deuses eram vistos como os verdadeiros donos das terras.

Sumérios

Localização dos sumérios e acadianos

Foi justamente nesse período que se fixou na região da Caldeia, situada entre a Média e a Baixa Mesopotâmia, que os sumérios, uma civilização de origem do Planalto Iraniano. Depois que se estabeleceram neste território, os sumérios passaram a ser os grandes responsáveis pelo início e fundação de ao todo doze cidade-estados, como Nipur, Quish, Lagash e Ur. A fundação delas marcou o desenvolvimento da Revolução Urbana, já que cada uma dessas cidades possuía um núcleo urbano na qual as terras ao redor se destinavam para o cultivo.

Esses polos urbanos não possuíam uma organização política centralizada, sendo portanto controlados por um sacerdote, que contava ainda com o auxílio de um conselho de anciãos. Este, era chamado de patesi, e tinha como tarefas principais a organização da população, a cobrança de impostos, o controle dos exércitos, a construção de templos e de obras hidráulicas. Os sumérios acreditavam que as terras eram pertencentes aos deuses, e por esse motivo, o seu uso era feito de forma coletiva.

Além disso, esses povos firmaram com outros povos da Antiguidade, relações de comércio. Graças a escrita cuneiforme, foi possível controlar essas atividades. Este código tinha finalidade econômica, mas também acabou permitindo que fosse criada uma rica literatura, repleta de narrativas históricas, provérbios, mitos, fábulas e leis.

A autonomia no setor da política ode ser entendida através dos diversos conflitos de cada uma das cidades dos sumérios. Isso porque enquanto se desgastavam com o número de batalhas, esses povos passaram a ocupar regiões próximas da Suméria, dando origem a uma civilização acadiana. Mais tarde, eles conseguiram implantar certa hegemonia sobre as cidade-estados da Suméria. Tempos depois, o rei dos Acadianos conhecido como Sargão I gerou a unificação da região centro sul da Mesopotâmia.

O período de ascensão do império dos Acadianos foi curto, e diversas tentativas dos militares de invadir o país acabaram enfraquecendo de maneira bem séria sua unidade territorial e política. No ano de 2.180 a.C, um grupo originário das montanhas da Armênia, os gutis, atentaram uma ofensiva contra diversas cidades da Mesopotâmia. A cidade de Ur foi a única que conseguiu reagir contra o domínio dos gutis e acabaram implementando sua dominação. Por volta do ano 2.000 a.C., os elemitas conseguiram acabar com a supremacia dos Acadianos.

A região da Mesopotâmia e os acádios

Podemos dizer que a região da Mesopotâmia é uma área de planalto, que está localizada no Oriente Médio, e tem origem vulcânica. Está situada entre os vales do Rio Eufrates e do Rio Tigre, que é o atual território do Iraque.

A partir da fixação dos grupos humanos nessa região, a população passou a se desenvolver tanto da exploração da localidade, quando na população, principalmente entre os recursos hídricos, pois como já dissemos aqui, a região da Mesopotâmia estava localizada entre dois importantes rios.

Cada cidade que foi fundada possui um núcleo urbano que era cercado por terrados, que se destinavam ao uso dessa área de forma coletiva e ao cultivo destas mesmas. Outra característica dessas cidades era a descentralização das mesmas, que era bem parecida com a noção de cidade-estados que nós conhecemos.

Alguns conflitos acabaram surgindo entre eles mesmo, principalmente por causa da autonomia das cidades da Mesopotâmia. E em um desses conflitos, teve início a civilização dos acadianos, já que os semitas passaram a ocupar regiões bem próximos à Suméria.

Nas cidade-estados sumerianas, os acadianos conseguiram fixar a sua hegemonia, até o momento em que o rei conhecido como Sargão I promoveu uma unificação nas cidades da região centro sul da Mesopotâmia. No entanto, o domínio dos acadianos foi bem curto, porque outros povos mais próximos também tentaram invadir essa região.

O Império Acádio foi um estado da Mesopotâmia semita, durante o III milênio a. C., e tinha cidade na capital na cidade homônima. O império criado pelo rei Sargão I, acabou desmoronando no ano de 2.154 a.C., após dois séculos, por causa dos atasques de nômades que tinham origem dos montes localizados no Alto do Tigre, montes Zagros os gútios.